Pular para o conteúdo principal

Projeto Brincadeiras Perdidas leva espetáculo e ações de formação para escolas públicas de Juazeiro do Norte

As brincadeiras infantis, o incentivo à convivência em coletivo, a valorização da amizade, o universo da informática, o cinema, a música e o incentivo à leitura estarão presentes no espetáculo “Brincadeiras Perdidas” realizado, no mês de outubro, para crianças de escolas da rede pública de ensino na cidade de Juazeiro do Norte.

Com o apoio da Coelce e viabilizado pelo Sistema Estadual de Cultura, o espetáculo de teatro faz parte de um projeto de arte e educação que beneficia cerca de duas mil crianças na faixa de 5 a 10 anos de idade nos meses de setembro e outubro de 2016, na cidade de Juazeiro do Norte.

Além da fruição do espetáculo também serão realizadas as ações de formação com as atividades de workshop para os professores com o tema: “Sensibilização para questões entre arte e amizade” e oficinas de construção de brinquedo popular para as crianças. O incentivo à leitura será provocado com o livro “Manual das Brincadeiras Perdidas” de autoria de Beth Fernandes que será distribuído para todas as crianças atendidas pelo projeto.

O projeto é inspirado no espetáculo de teatro que traz em seu currículo mais de 400 apresentações e um público estimado de 40 mil crianças em 12 anos ininterruptos de exibição. Nesta nova temporada, o espetáculo será direcionado para escolas públicas localizadas em bairros periféricos da cidade de Juazeiro do Norte, que dificilmente têm acesso a bens e produtos culturais, e terão a oportunidade de participar e prestigiar o projeto que contribuirá para a integração social e formação cultural.

O Espetáculo
Em 2004 o espetáculo foi eleito o melhor espetáculo de teatro infantil em Fortaleza. Além disso, paralelo ao projeto Brincadeiras Perdidas, foi publicado o livro infantil “Manual das Brincadeiras Perdidas”, de autoria de Beth Fernandes, com ilustrações do cearense Yuri Yamamoto, hoje em sua 5º edição.

O espetáculo envolve as áreas artísticas do teatro, audiovisual, arte digital, música, literatura, leitura e livro e fazendo um resgate das brincadeiras antigas e um paralelo com a informática, mostrando as vantagens e desvantagens da tecnologia na vida da criança. O espetáculo busca abordar uma interatividade entre dois brinquedos de panos, a Mel e o Pitoco, personagens principais, que foram abandonados numa caixa por uma criança que os considera velhos, chatos e feios e agora só pensa em brincar com o seu computador.

Por sua vez, o enredo mostra cenas lúdicas relacionando o mundo virtual e suas várias possibilidades de diálogo com o mundo real, no intuito de captar a atenção e permitir a capacidade da criatividade e participação ativa do público infantil. Aborda tanto a importância das brincadeiras antigas no desenvolvimento social, cognitivo e motor da criança quanto o mundo fantástico da informática. Ambos participam da aprendizagem educacional e aliados permitem a formação de personalidade, diversão e interatividade social. A história traz uma relação de coletividade, estabelecendo vínculos de amizade.

O projeto “Brincadeiras Perdidas” é realizado pela Associação Movimentos, uma entidade cultural que atua há mais de cinco anos na realização de projetos culturais no Ceará e no Brasil; e reforça o compromisso da Coelce com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) “Educação de Qualidade”, uma agenda de objetivos e metas originados a partir da Rio +20 e aprovados na Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável. Ao todo são 17 objetivos e 169 metas úteis para o desenvolvimento sustentável, desafios que requerem uma parceria global com a participação ativa de todos, incluindo governos, sociedade civil, setor privado, academia, mídia, e Nações Unidas. Mais informações em:http://www.pnud.org.br/.

Escolas Participantes do Mês de Outubro
01.  Professora Francisca Pereira
02.  Helena Vieira dos Santos
03.  Ana Amélia Bezerra de Menezes Sousa
04.  Professor Assunção Gonçalves
05.  Maria Francisca de Souza
06.  Irmã Ana Terezinha
07.  CAIC
08.  Padre Jacinto

SERVIÇO:

Brincadeiras Perdidas na Escola Professora Francisca Pereira
Data: 04 e 06 de outubro de 2016
Local: Rua Miguel Pedro de Brito, s/n, Pio XII e Teatro Municipal Marquise Branca (Av. Padre Cicero, s/n, Salesianos)

Brincadeiras Perdidas na Escola Helena Vieira dos Santos
Data: 05 e 06 de outubro de 2016
Local: Rua Maria Vivência de Oliveira, s/n e Teatro Municipal Marquise Branca (Av. Padre Cicero, s/n, Salesianos)

Brincadeiras Perdidas na Escola Ana Amélia Bezerra de Menezes Sousa
Data: 05 de outubro de 2016
Local: Rua Vereador José Rodrigues, 270, Bairro Pirajá

Brincadeiras Perdidas na Escola Professor Assunção Gonçalves
Data: 06 e 07 de outubro de 2016
Local: Rua Prof. Ivanir Feitosa s/n, Tiradentes e Teatro Municipal Marquise Branca (Av. Padre Cicero, s/n, Salesianos)

Brincadeiras Perdidas na Escola Maria Francisca de Souza
Data: 06 e 11 de outubro de 2016
Local: Rua Francisca Pereira Lopes, 430, Aeroporto (Vila São Francisco) e Teatro Municipal Marquise Branca (Av. Padre Cicero, s/n, Salesianos)

Brincadeiras Perdidas na Escola Irmã Ana Terezinha
Data: 06 e 18 de outubro de 2016
Local: Rua Prof. Ivanir Feitosa s/n, Tiradentes e Teatro Municipal Marquise Branca (Av. Padre Cicero, s/n, Salesianos)

Brincadeiras Perdidas na Escola CAIC
Data: 13 e 19 de outubro de 2016
Local: Rua Joaquim Leandro de Souza, s/n, Vila Nova e Teatro Municipal Marquise Branca (Av. Padre Cicero, s/n, Salesianos)

Brincadeiras Perdidas na Escola Padre Jacinto
Data: 13 e 20 de outubro de 2016
Local: Rua Edson Queiroz, s/n, Triangulo e Teatro Municipal Marquise Branca (Av. Padre Cicero, s/n, Salesianos)

Mais informações em:
Associação Movimentos
Telefone (88) 3115 5949

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

Idomed Canindé realiza capacitação de profissionais da saúde sobre acolhimento e humanização do atendimento no SUS

  Os profissionais da saúde da atenção básica no município de Canindé, além dos profissionais que atuam na Central de Marcação do município e na Central de Abastecimento Farmacêutico, participaram de capacitação sobre acolhimento e humanização do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), na última semana. O evento aconteceu no auditório do  Instituto de Educação Médica Idomed Canindé em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Canindé e com o Ciclo Permanente de Educação Continuada da Faculdade Estácio de Canindé. Segundo o professor Dr. Orleâncio Gomes Ripardo de Azevedo, coordenador do programa de extensão do Idomed de Canindé, a capacitação é um importante passo para o fortalecimento dos trabalhos da rede pública de saúde. “Esse tipo de ação de aprimoramento que estamos proporcionando aos profissionais da saúde irá beneficiar todos, principalmente a população que utiliza os serviços de saúde pública”, explica. A diretora da unidade de Canindé, Iael Marinheiro, explica que