domingo, 25 de março de 2018

Educadores e gestores municipais de Tianguá e Ubajara recebem Seminário de Educação Ambiental promovido pelo Instituto Brasil Solidário e Echoenergia

O evento faz parte do plano de formação em Educação do projeto “Ventos que Transformam”, da Echoenergia em parceria com o Instituto Brasil Solidário, que prevê várias oficinas práticas com a comunidade e as escolas da rede pública.

Educadores, gestores, coordenadores e alunos da rede pública de ensino dos municípios de Tianguá e Ubajara, recebem nos próximos dias 27 e 28 de março, um Seminário de Educação Ambiental, com palestras sobre energias renováveis, gestão de resíduos sólidos, metodologias de produção mais limpa e apresentação de projetos de coleta seletiva escolar. A ação faz parte do projeto “Ventos que Transformam”, da Echoenergia, em parceria com o Instituto Brasil Solidário, que vem promovendo desde melhorias estruturais nas escolas e comunidade, ressaltando os conceitos de sustentabilidade, até ações de educação e economia solidária, que incluem oficinas práticas e capacitações gratuitas como uma formação de Guias para o Parque Nacional de Ubajara.

O Seminário de Educação Ambiental, que faz parte do eixo de educação do projeto, levará a mesma programação para os dois municípios, tendo início no dia 27 de março, às 07h30, na Casa de Cultura, em Tianguá/CE, e dia 28, no mesmo horário, no Auditório Municipal de Ubajara/CE. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas pela internet através do link: https://goo.gl/forms/K40KPsu3SsSNwjUS2 (Seminário em Tianguá) e https://goo.gl/forms/JD9RrWyFdpPaRwHA2 (Seminário em Ubajara).

Em Tianguá, o evento será realizado de forma integrada a Conferência Municipal de Meio Ambiente, garantindo também um espaço de protagonismo, para exposição e apresentação de trabalhos desenvolvidos nas escolas com foco na temática dos cuidados com o meio ambiente. Segundo a Secretária de Educação do município de Tianguá, Ana Vládia Moreira, as ações do projeto atendem uma necessidade importante no município e que já vinha sendo debatido como uma demanda essencial para ser reforçada dentro das escolas.
“Acredito que as atividades chegam num momento muito importante, temos escolas que já iniciaram trabalhos de conscientização da reciclagem, e já vínhamos tentando expandir iniciativas com esse foco dentro do município, então, achamos incrível a proposta do projeto com o Instituto Brasil Solidário, com a experiência que possuem no campo educacional e trazendo profissionais que tem essa bagagem nas ações de sustentabilidade, será um grande passo para a Secretaria e para as escolas da região essa ação e a parceria com a Echoenergia”, ressalta Ana Vládia.

Entre as atividades práticas previstas nos dois municípios, o projeto pretende realizar a montagem de 3 viveiros e hortas com capacitação produtiva tanto para plantas nativas e frutíferas, quanto para as de cunho medicinal, além de um treinamento para produção de mudas e arborização. Para o Presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore, o Seminário será um ótimo momento para apresentar o calendário de formações, que já começa no mês de abril e, traz muitas alternativas replicáveis que podem alcançar todas as escolas da região.

“Nós temos vários exemplos de ações multiplicadas em escolas em todo o Brasil, desde atividades lúdicas com materiais reutilizáveis, até projetos como o LEVE (Local de Entrega Voluntária Escolar), que conseguiram envolver não só as escolas, mas as famílias, a comunidade, os gestores municipais e a associação de catadores do município para trabalharem em conjunto. Com apoio de todos os setores, queremos aproveitar esse espaço para abrir um debate sobre alternativas que podem ser efetivas no município e são facilmente replicáveis”, ressaltou Salvatore.

Maquetes de casas sustentáveis, com o conceito de Bioconstrução, oficinas de reciclagem de papel, construção de filtros de água cinza, forno solar e um sistema que produz lâmpadas solares com garrafas PET, são só algumas das atividades reservadas para as oficinas práticas que serão realizadas pelo Instituto Brasil Solidário a partir de abril. Com a ideia de desenvolver ações que dialogassem com a cultura e a demanda natural do próprio município, o projeto, que abrange toda a área de impacto direto do complexo eólico da Echoenergia, em Tianguá, está sendo desenvolvido em constante diálogo com os educadores, gestores e toda a comunidade do entorno do Parque Eólico.

 “O objetivo final do projeto é o empoderamento dos agentes sociais para um contínuo desenvolvimento das comunidades, por esta razão, todas as ações, seja de estrutura ou de oficinas de capacitação, estão sendo elaboradas sempre em diálogo com a comunidade e os gestores locais. Nós acreditamos no trabalho colaborativo, a união de esforços trará qualidade e ganho de escala ao projeto, criando condições para que os resultados perdurem a médio e longo prazo”, enfatiza Flávia Montoni, Social Manager, gerente de responsabilidade sócio ambiental da Echoenergia, que também estará nos eventos apresentando as propostas da empresa na região.

Sobre a Echoenergia
Fundada no início de 2017, a Echoenergia é uma empresa que desenvolve, implementa e opera projetos de geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis. A empresa tem sede administrativa em São Paulo e atividades operacionais distribuídas nos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Bahia. Nas terras cearenses, a empresa possui as operações comerciais do Complexo Eólico Ventos de Tianguá, desde abril deste ano. Localizado na Serra da Ibiapaba, o empreendimento conta com cinco parques eólicos, 77 aerogeradores e uma capacidade instalada total de 130 MW, que cobre uma área de 9.000 hectares.

Instituto Brasil Solidário no Ceará
Sabendo a importância de fortalecer um elo de solidariedade em cada região que atua, o Instituto Brasil Solidário procura reforçar o conceito “Juntos Construímos” buscando apoio de instituições que agregam a sua missão nessa longa trajetória pela educação. Trabalhar em rede, mantendo assim uma “rede social” do bem com troca de experiências e parcerias, e de forma intersetorial, tem permitido que as ações sigam o modelo de multiplicação e construção do saber dentro e fora do ambiente escolar.
O projeto “Ventos que Transformam” vem sendo desenhado desde julho de 2017 com a Echoenergia e BNDES, e visa trazer aos municípios de Tianguá e Ubajara uma série de ações nos eixos de educação e economia criativa, principalmente, em áreas ligadas ao empreendimento no local.

SERVIÇO 
SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL
  • TIANGUÁ
Local: Casa de Cultura do Município de Tianguá.
Data: 27 de março
Horário: 07h30 às 12h

  • UBAJARA
Local: Auditório Municipal de Ubajara.
Data: 28 de março
Horário: 07h30 às 12h

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.