Pular para o conteúdo principal

*Ônibus é um dos modais que menos se envolve em acidentes de trânsito, segundo Observatório Nacional de Segurança Viária*


A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), o Sindiônibus e suas associadas apoiam a campanha “#MeOuça”, com o mote “No trânsito, o sentido é a vida”. *A campanha do Maio Amarelo 2019 destaca a participação do ônibus na segurança viária*, como um dos modais que menos se envolve em acidentes de trânsito.

Assinada pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), em parceria com a Anfavea, a campanha fala sobre o *comportamento seguro no trânsito*, a partir da reflexão de crianças sobre álcool e direção, sobre o uso de celular ao volante e sobre outros comportamentos arriscados e que acabam gerando acidentes.

Uma das peças da campanha, um cartaz, chama a atenção do *transporte coletivo como indutor de segurança no trânsito.* Na peça publicitária, uma jovem sugere que os pais deixem o carro em casa e usem o transporte coletivo, caso saiam para beber.

Segundo o Ministério da Saúde, em 2016 houve no Brasil 180 vítimas fatais em acidentes *com ônibus* (urbano e rodoviário), ou seja, *menos de 0,5% do total de vítimas do trânsito.* De acordo com dados divulgados pelo Observatório, o Brasil é o quarto país que mais mata no trânsito; nos últimos 20 anos, morreram mais de 662 mil pessoas em acidentes desse tipo, que representam um custo anual de R$ 56 bilhões.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…