#audioinclui

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Estados do Nordeste somam maior número de finalistas na 11ª Olimpíada de História


Foram convocadas para a final 314 equipes de todos os estados brasileiros; Ceará, Rio Grande do Norte, São Paulo, Pernambuco e Bahia somam maior número de participantes da grande final que ocorre em agosto, na Unicamp, em Campinas-SP
Os estados da região nordeste concentram o maior número de alunos e professores que participarão da grande final da 11ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), que será realizada nos dias 17 e 18 de agosto, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Ao todo, 314 equipes de todos os estados do país foram convocadas. O Ceará é o que conta com maior número de finalistas (90 equipes); seguido do Rio Grande do Norte (74 equipes); São Paulo (37 equipes); Pernambuco (36) e Bahia (27). Somente os quatro estados nordestinos correspondem juntos a 72% do número total de finalistas.
Outro destaque está para os estados que serão representados com somente uma equipe na final, um total de 12 mais o Distrito Federal. São eles: Roraima, Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão, Rondônia, Tocantins, Sergipe, Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul e Espírito Santo.
A olimpíada teve início em maio com a participação de 18,5 mil equipes, um total de 73 mil inscritos, atingindo recorde de inscritos e um aumento de 30% a mais que no ano anterior.
Neste ano, a comissão organizadora da ONHB fez uma mudança em seu regulamento com o objetivo de ampliar as chances de todos os estados brasileiros serem representados na final presencial. Com isso, nas fases online de 1 a 5 ficou garantida a participação de, no mínimo, três equipes por estado. “A alteração criou melhores condições para assegurar a representatividade que o regulamento anterior já previa, mas que nem sempre era possível já que um ou mais estados não chegavam à última fase online com equipes classificadas. Estamos muito satisfeitos e felizes em realizar uma final com a participação de todos os estados”, explicou a coordenadora da ONHB, Cristina Meneguello.
Sobre a competição e final
A participação na Olimpíada de História ocorre por meio de equipes formadas por um professor de História e três alunos matriculados nos 8º e 9º anos do Ensino Fundamental e todos os anos do Ensino Médio – escolas públicas ou particulares. Possui seis fases online, com duração de uma semana cada. As questões de múltipla escolha e realização de tarefas foram respondidas pelos participantes por meio de debate com os colegas, pesquisa em livros, internet e orientação do professor.
A final da 11ª edição será realizada nos dias 17 e 18 de agosto, na Unicamp, em Campinas-SP. No primeiro dia (sábado), as equipes realizam a prova dissertativa presencialmente durante a manhã. Neste momento, os professores participam de uma palestra ministrada por um convidado. O resultado é comunicado na manhã de domingo em uma cerimônia festiva onde são distribuídas 15 medalhas de ouro, 25 de prata e 35 de bronze, de acordo com a pontuação. Os demais recebem medalhas de honra ao mérito.
Neste ano, medalhistas de ouro e prata da 11ª ONHB poderão concorrer a duas vagas no curso de graduação em História da Unicamp. A oportunidade foi uma deliberação do Conselho Universitário (Consu) em parceria com a coordenação da ONHB e faz parte do edital de “Vagas Olímpicas”, implantada de forma inédita em 2018 com o objetivo ampliar o acesso à universidade.
Sobre a ONHB
A ONHB é um projeto realizado pelo Departamento de História da Unicamp. Em 2019, em sua 11ª edição, consolidou-se com uma importante ferramenta de aprendizado do ensino de História. Tem apoio do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e do Programa de Pós-Graduação em História da Unicamp.
Confira o número de equipes por estado convocadas para a final: 
AC - 2
AL - 2
AM - 1
AP - 1
BA - 27
CE - 90
DF - 1
ES - 1
GO  - 1
MA - 1
MG - 12
MS - 1
MT - 2
PA - 1
PB - 8
PE - 36
PI - 4
PR - 1
RJ - 4
RN - 74
RO - 1
RR - 1
RS - 1
SC - 2
SE - 1
SP - 37
TO - 1

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.