#audioinclui

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Campeonato Estadual do XXI Edital Ceará Junino será em Quixeramobim

Após 13 anos, o evento volta ao interior do Estado e reúne quadrilhas de várias regiões do Ceará, após realização de etapas regionais.

Para quem não acreditou na profecia de Antônio Conselheiro de que o sertão viraria mar, agora pode estar certo, isto está bem próximo de se concretizar e tudo começará no dia 18 de julho, no coração do Ceará, em Quixeramobim, seguindo até o dia 21. Mas, calma! É, na verdade, um mar de cores, sons, festas e afetos que proporcionam o XVI Campeonato Estadual, evento de culminância do XXI Festejo Ceará Junino, da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), que conta com a parceria do Instituto Assum Preto, instituição selecionada via edital para a realização de coprodução do evento em 2019.

Sertão, serra e mar vão pulsar forte no coração do Ceará. Um encontro de beleza e poesia que marcará o início de uma nova década desta política pública do Estado do Ceará, de fomento e difusão das manifestações do ciclo junino. Para programar um evento capaz de fazer fluir e transbordar o mar de beleza do nosso “sertão profundo”, o sertão que se constrói e reconstrói na criação estética e poética, na criação artística no seu sentido mais amplo, os organizadores do evento reunirão o que se tem de mais representativo de costumes e tradições juninas em cada região do estado.

“Ao colocar em diálogo os diversos recantos do Ceará, a culminância do XXI Festejo Ceará Junino fará transbordar este sertão que sobrevive não apenas no meio rural, mas também nos centros urbanos, alimentando o imaginário das cidades grandes e pequenas”, afirma Fabiano Piúba, Secretário da Cultura do Estado do Ceará.

O público terá oportunidade de vivenciar o “Ser Brincante”, experimentar a festa não apenas através da fruição artística, mas se inserindo nela: saboreando, criando, sentindo e expressando a partir de estímulos proporcionados pelo evento. Viver a festa a partir de experiências que possibilitam um mergulho no nosso imaginário sertanejo, o qual alimenta as nossas manifestações juninas que se traduzirão no ambiente e na programação do XVI Campeonato Estadual do Festejo Ceará Junino – “O Sertão Vai Virar Mar, No Coração do Ceará”.

“Os Festejos Juninos no Brasil é uma das grandes manifestações da cultura tradicional popular, considera patrimônio cultural brasileiro. Esta grande celebração da cultura popular festeja a diversidade e a riqueza cultural do Ceará, um dos estados do Nordeste em que o movimento junino tem mais força. Os festejos juninos movimentam a economia nos municípios e mobilizam a população, contribuindo para a geração de emprego e renda, assim como para o fortalecimento da nossa identidade, para a continuidade da tradição e para que novas gerações se somem nessa manifestação”, destaca Alênio Carlos, coordenador de Patrimônio e Memória da Secult.

“No Estado do Ceará, essa celebração é valorizada e fortalecida pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), através da política de realização dos Festivais Regionais de Quadrilhas Juninas que constituem as disputas das etapas regionais do Campeonato Estadual do Ceará Junino, com apoio cultural da Comissão Cearense de Folclore e do Fórum de Cultura Popular Tradicional. A união de práticas, saberes e conhecimentos culturais, fazem o Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino transcender a promoção do festival competitivo de quadrilhas, valorizando e colocando em foco outros aspectos relevantes das tradições juninas do Ceará: os costumes, a culinária típica, o artesanato, a música, religiosidade: a devoção, os novenários, as celebrações, as brincadeiras juninas, os folguedos e as danças tradicionais”, ressalta também o coordenador de Patrimônio e Memória da Secult. 

O Ceará Junino chega a Quixeramobim

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, atendendo ao desejo dos agentes do movimento junino de fazer a itinerância do Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas, e com o objetivo de interiorizar as políticas públicas de cultura, leva a maior festa junina do Ceará para o Quixeramobim.

O Campeonato Estadual do Ceará Junino é uma oportunidade de apreciar os maiores encantos das festas juninas no berço de Antônio Conselheiro e Fausto Nilo. Quixeramobim reserva atrações turísticas e culturais que surpreendem seja pelo seu patrimônio cultural material e imaterial, ou, pelos seus recursos naturais formados por trilhas, monólitos e sítios arqueológicos com inscrições rupestres. O município tem história e tradição e permite um mergulho profundo em fatos pouco conhecidos até mesmo pelo povo do nosso Estado, a exemplo da sua relação com a Confederação do Equador, que teve início no dia 9 de janeiro de 1824.

O município é o segundo maior centro urbano do sertão central e tem como padroeiro Santo Antônio, um dos santos do ciclo junino. Portanto, tradição de celebração deste ciclo, sendo a sua festa em alusão ao santo, a segunda maior do Estado. E, naturalmente com o Festejo Ceará Junino, terá uma das maiores festas juninas do Brasil. Quixeramobim nos aguarda para um mergulho nas suas belezas e no mar de alegria do XVI Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino.

Programação

Para pensar uma programação capaz de juntar interior e capital, área rural e centros urbanos e fazer pulsar mais forte o coração do Ceará colocando em foco o “ser sertão” fazendo fluir a energia da diversidade que fortalece o caldo cultural que nos identifica como cearenses, os realizadores do evento buscaram a curadoria da gestora e militante cultural Eliza Gunther, idealizadora e responsável pelas três primeiras edições do evento e curadora, também, da edição 2018.

Tendo como base a experiência bem-sucedida da realização do XX Festejo Ceará Junino em 2018, o Instituto Assum Preto, pretende de forma ainda mais profunda transcender a lógica do espetáculo gerando também oportunidades de reflexão e vivências, bem como chamar a atenção para todo o processo coletivo criativo e para os agentes deste mesmo processo os quais muitas vezes são invisíveis ao público.

“Valorizar os mestres das diversas linguagens e os modos de fazer associados ao ciclo junino (música instrumental, canto, dança, artesanato, artes cênicas, gastronomia, entre outras) vai possibilitar uma visão integral deste patrimônio que deve ser ainda mais difundido e valorizado”, avalia Adriano Souza,  produtor cultural e fundador do Instituto Assum Preto de Arte, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente de Senador Pompeu.

Para ambientar o evento, uma Vila Cenográfica será criada a partir de elementos que interligam os diversos espaços criativos estabelecendo conexões entre os espaços físicos e as atividades desenvolvidas. Tendo como mote as expressões do contexto junino, das crenças e simpatias, das promessas de casamento (Santo Antônio), dos louvores a São João e São Pedro, das danças e da culinária típica, das chuvas e colheita de milho, da produção do chapéu de palha e do gibão de couro.

Neste ano, a ambientação primará ainda mais por trazer elementos da cultura sertaneja propondo estímulos sensoriais que convidem o público a entrar no clima da festa e no universo do nosso sertão afetivo. A cadeia, a bodega, a debulha de milho, a praça da radiadora, as fogueiras cenográficas de devoção aos santos (São João, São Pedro e Santo Antônio), cada uma no seu formato específico também serão elementos da decoração.

A programação do XVI Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino ocorrerá em espaços interligados de Fruição, Vivência e Convivência e Troca de Saberes. O conjunto desses espaços compõe a Vila Cenográfica Antônio Conselheiro.

O XXI Festejo Ceará Junino é uma realização do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura do Estado (Secult), com produção do Instituto Assum Preto de Arte, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente e Assum Preto Produções e apoio da Prefeitura Municipal de Quixeramobim.

Serviço: 
XXI Festejo Ceará Junino
Data: 18 a 21 de julho
Local: Quixeramobim-CE
Programação gratuita. Acesso livre.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.