Pular para o conteúdo principal

*Dia de Cooperar 2019, na Praça do Ferreira: por um país mais justo, equilibrado e feliz*


Também chamado “Dia C”, o maior movimento de voluntariado cooperativista nacional acontece sábado, 6 de julho. Em Fortaleza, uma manhã de serviços prestados à comunidade e de atrações culturais celebra um evento que, na prática, comprova o impacto da cooperação na vida das pessoas. O Sistema OCB-SESCOOP/CE convida todos à participação.
   
E o Dia de Cooperar se aproxima. Com ele, o conjunto de iniciativas concretas de promoção ao bem-estar das pessoas. Movimento nacional que ganhou notoriedade e está no ar há exatos 10 anos, o Dia C é a oportunidade de fomentar projetos voluntários de responsabilidade social, cumprindo o princípio do “interesse pela comunidade” e contribuindo para uma sociedade mais justa e equilibrada, com melhores oportunidades para todos.

*Dia C na capital cearense*
O grande palco da cooperação, aqui, é a Praça do Ferreira, no Centro. De 8h às 12h, a vasta programação inclui serviços gratuitos de escovação e avaliação bucal, informações sobre DST (IST), saúde da mulher e cadastramento de doação de medula, nutricionista, SPA das mãos, corte de cabelo, manicure e sobrancelhas, avaliação de currículo, cadastro de emprego pelo IDT, emissão de bilhete único, cartão do idoso, bilhete infantil, educação financeira, abertura de microempresa, jogos de sustentabilidade e segurança do trabalho.

Estão inscritas 16 cooperativas e alguns parceiros. Mais de 100 voluntários atuarão, beneficiando cerca de 3 mil pessoas. Entre as atrações culturais, o Projeto Saúde, Bombeiros e Sociedade, as apresentações dos repentistas Guilherme Nobre e Zé Vicente, do músico e sambista Carlinhos Palhano e das cantoras Fernanda Kelly e Ana Talyta, jovens aprendizes do Instituto Unimed Fortaleza. Fechando o sábado festivo, o show do humorista piauiense João Cláudio Moreno.

“O propósito do Dia C é mostrar à sociedade o comprometimento das cooperativas com o desenvolvimento socioeconômico local”, explica o presidente do Sistema OCB-SESCOOP/CE, Nicédio Nogueira. “Unindo esforços, elas formam uma grande corrente de voluntariado capaz de transformar a realidade de muita gente”, acrescenta.

*Para combater a extrema pobreza*
São 10 anos de ações de igualdade social com a assinatura das cooperativas. Até agora, mais de oito milhões de brasileiros beneficiados. Em 2018, cerca de 1.706 cooperativas participaram do Dia de Cooperar, com apoio de quase 120 mil voluntários; e mais de 2,2 milhões de atendimentos para a melhoria da qualidade de vida, saúde e educação das pessoas, em favor do meio ambiente. Os projetos estão alinhados a pelo menos 1 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, tornando o Dia C um grande parceiro no alcance das metas pela erradicação da pobreza extrema até 2030. Só no Nordeste foram beneficiadas cerca de quase 190 mil pessoas e impactando por volta de 96 municípios com as iniciativas de 193 cooperativas. 

*Confira a programação do dia 06 de junho na Praça do Ferreira.*
8h – Abertura com o Superintendente do Sistema OCB-SESCOOP/CE, José Aparecido dos Santos
8h30 – Apresentação do Projeto Saúde, Bombeiros e Sociedade
8h55 – Repentistas Guilherme Nobre e Zé Vicente
9h20 – Apresentação musical com Ana Talyta dos santos, do Projeto Jovem Aprendiz do Instituto Unimed Fortaleza
9h45 – Sambista Carlinhos Palhano
10h20 – Apresentação musical com Fernanda Kelly, do Projeto Jovem Aprendiz do Instituto Unimed Fortaleza
11h – Humorista João Cláudio Moreno
12h – Encerramento

*Serviço*
Dia de Cooperar
- Sábado, 6 de julho/2019
- Das 8h às 12h
- Na Praça do Ferreira
- Serviços gratuitos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…