#audioinclui

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

29° CINE CEARÁ TEM NOITE DE PREMIAÇÃO NESTA SEXTA (06/09)

São quatro mostras competitivas nesta edição, que teve início no dia 30 de agosto



Realizadores de longas-metragens nacionais e internacionais, curtas nacionais e cearenses, que concorrem nas mostras competitivas do 29º Cine Ceará - Festival Ibero-americano de Cinema, participam da cerimônia de premiação desta edição, quando serão anunciados os vencedores eleitos pelos juris de cada mostra. A solenidade acontece nesta sexta-feira, dia 6, com início às 19h30, no Cineteatro São Luiz, ocasião em que haverá uma homenagem ao ator Matheus Nachtergaele, que receberá o Troféu Eusélio Oliveira.
Logo após, acontece uma exibição especial do longa “Pacarrete”, do diretor cearense Allan Deberton. O acesso ao evento de encerramento no São Luiz é somente para convidados e participantes do festival credenciados. No mesmo dia, no Cinema do Dragão, às 17h30, será realizada uma sessão extra do filme, aberta ao público. A distribuição de ingressos será 1h antes da sessão.
Inspirado em uma história real, “Pacarrete” estreou mundialmente no Festival Internacional de Cinema de Xangai e ganhou oito Kikitos no Festival de Gramado: Melhor Filme (pelo júri e pelo público), Melhor Atriz para Marcélia Cartaxo, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Atriz Coadjuvante para Soia Lira, Melhor Ator Coadjuvante para João Miguel e Melhor Desenho de Som. As duas sessões serão apresentadas pelo diretor, a atriz Marcélia Cartaxo entre outros da equipe.   
PREMIAÇÃO
O 29º Cine Ceará bateu recorde de inscritos recebendo mais de 1.271 filmes de 12 países (México, Argentina, El Salvador, Venezuela, Chile, Peru, Espanha, Portugal, Cuba, Colômbia, Bolívia e Brasil).Disputam o Troféu Mucuripe na Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem os filmes “Canção Sem Nome” (Peru), de Melina León, que estreou no Festival de Canneso documentário “Ressaca” (Brasil), de Patrizia Landi e Vincent Rimbaux, exibido no FIPADOC 2019, em Biarritz, e no FIGRA 2019, em Saint-Omer, ambos na França; “Notícias do Fim do Mundo” (Brasil), de Rosemberg Cariry, que fez sua estreia mundial nesta edição; o documentário “Vozes da Floresta”(Brasil), de Betse de Paula, que também teve sua première mundial no 29º Cine Ceará; “Luciérnagas”(México/Grécia/República Dominicana), de Bani Khoshnoudi, lançado mundialmente no Festival de Roterdã“A Viagem Extraordinária de Celeste Garcia” (Cuba), de Arturo Infante, longa que teve estreia no Festival de Toronto; e “Greta”, do cearense Armando Praça, que estreou no Festival de Berlim.
Concorrem na Mostra Competitiva Brasileira de Curta-metragem os filmes: “As Constituintes de 88”, do carioca Gregory Baltz“O Grande Amor de Um Lobo”, de Adrianderson Barbosa e Kennel Rógis,também do Rio de Janeiro; as três produções paulistas “Livro e meio”, de Giu Nishiyama e Pedro Nishi, “Primeiro Ato”, de Matheus Parizi, “Rua Augusta, 1029”, de Mirrah Iañez“Marie”, do pernambucano Leo Tabosa; “Ilhas de Calor”, de Ulisses Arthurde Alagoas; e ocearenses “Além da Jornada”, de Victor Furtado e Gabriel Silveira, “Oração ao Cadáver Desconhecido”, de Sávio Fernandes, “Marco”, de Sara Benevenuto, “O Tempo do Olhar e o Olhar no Tempo”, de Samuel Brasileiro“Pop Ritual”, de Mozart Freire.
Os vencedores destas duas mostras serão agraciados com o troféu Mucuripe. Os longas serão premiados nas categorias Melhor Filme, Direção, Fotografia, Montagem, Roteiro, Som, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Ator e Atriz. Concorrem ao troféu Mucuripe na competitiva de curtas os eleitos pelo júri nas categorias de Melhor Curta-metragem, Direção, Roteiro e Produção Cearense.
Mostra Olhar do Ceará, também competitiva, conta com 20 filmes cearenses, sendo 3 longas e 17 curtas, com as mais diversas propostas fílmicas e temáticas. Do total, 11 são dirigidos ou têm a codireção de mulheres. O júri oficial elegerá o melhor longa e o melhor curta. Ambos receberão o Troféu Mucuripe. Os três longas na mostra são: o documentário “Currais”, de David Aguiar e Sabina Colares, e as ficções “Se arrependimento matasse”, de Lília Moema Santana, e “Tremor iê”, de Elena Meirelles e Lívia de Paiva. 
Os curtas da Mostra Olhar do Ceará que disputam os prêmios são: A família marrom (Dir. Natal Portela), A mulher da pele azul (Dir. Esther Arruda e Pedro Ulee), A primeira foto (Dir. Tiago Pedro), Aqueles dois (Dir. Émerson Maranhão), Caretas (Dir. Sara Parente), Deusa Olímpica (Dir. Emília Schramm, Jéssika Souza, Pedro Luís Viana e Rafael Brasileiro), Espavento (Dir. Ana Francelino), Grilhões (Dir. Lucas Inocêncio), Hoje teci imagens que me habitam há muito tempo (Dir. Nilo Rivas), Icarus (Dir. Vitor Rennan e Vitória Régia), Iracema mon amour (Dir. Cesar Teixeira), O bando sagrado (Dir. Breno Baptista), Oceano (Dir. Amanda Pontes e Michelline Helena), Onde a noite não adormece (Dir. Paolla Martins e Rodrigo Ferreira), Onde a cidade é comida, saudade é fome (Dir. Willian Ferreira), Revoada (Dir. Victor Costa Lopes) e Veias de fogo (Dir. Carnaval no Inferno).
Na noite de encerramento também será anunciado o vencedor da Mostra Água e Futurocomposta por curtas-metragens captados em aparelho celular, tendo como tema central “Preservação dos recursos hídricos: Água e Futuro”. A mostra é uma realização do Cine Ceará em parceria com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará – Cagece. O melhor curta eleito pelo júri Olhar Universitário receberá o prêmio de R$ 3 mil e será reexibido na cerimônia de encerramento. Os participantes desta mostra são: Água e Futuro (Dir. Ana Beatriz Moura e Roberta Filizola), Água é Vida (Dir. Alex Ripardo), Olho D'Água (Dir. Anália Alencar), No seu tempo, água (Dir. Cleyton Dutra), e A vida que vem dos teus olhos (Dir. Robson Lima).
29º Cine Ceará
O 29º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema, acontece de 30 de agosto a 6 de setembro em Fortaleza. É uma realização da Secretaria Especial da Cultura – Governo Federal, Associação Cultural Cine Ceará e Bucanero Filmes, com apoio do Governo do Estado do Ceará por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC), Secretaria Estadual da Cultura, e da Prefeitura de Fortaleza através da Secultfor. Conta com patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, através da SP Combustíveis, M. Dias Branco, Cagece, Banco do Nordeste, Café Santa Clara, Nacional Gás, Cegás, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e Agência Nacional de Cinema (ANCINE). A promoção é da Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira. Agradecimentos: Enel.
SERVIÇO:
29° Cine Ceará - Festival Ibero-americano de Cinema – Até 6 de setembro de 2019 em Fortaleza. Cineteatro São Luiz (Praça do Ferreira, s/n - Centro) e Cinema do Dragão (R. Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema).  
Mais informações: www.cineceara.com. Email: contatos@cineceara.com. Tels: (85)3055-3465 e 99134-1101. Instagram: @cineceara. Facebook: FestivalCineCeara.
Programação de encerramento, dia 06/09 no Cineteatro São Luiz: Somente para convidados e participantes credenciados.
Sessão extra de “Pacarrete”, dia 06/09 no Cinema do Dragão: às 17h30, com distribuição de ingressos 1h antes da sessão, na bilheteria. Gratuito.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.