#audioinclui

sábado, 7 de setembro de 2019

'Greta' é o grande vencedor do 29° Cine Ceará

Terminou na noite desta sexta-feira, 6 de setembro, o 29º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema. A solenidade foi realizada no Cineteatro São Luiz. Antes do anúncio dos vencedores, o ator Matheus Nachtergaele foi homenageado pelo festival, recebendo o Troféu Eusélio Oliveira. A entrega foi feita pelo ator Luis Fernando Guimarães.

O filme Greta, de Armando Praça, foi o grande vencedor.  A produção cearense ganhou o Troféu Mucuripe nas categorias de Melhor Longa-metragemMelhor Direção e Melhor Ator para Marco Nanini.  

O peruano Canção sem Nome, de Melina León, conquistou quatro prêmios: de Melhor Fotografia para Inti Briones, Melhor Trilha Sonora Original para Pauchi Sasaki, Prêmio Olhar Universitário e Prêmio da Crítica.

A coprodução Cuba-Alemanha A Viagem Extraordinária de Celeste García, de Arturo Infante, foi agraciada com três prêmios: Melhor Atriz para Maria Isabel Díaz, Melhor Roteiro para Arturo Infante e Melhor Montagem para Joanna Montero.

O documentário Ressaca, de Patrízia Landi e Vincent Rimbaux, recebeu o prêmio de Melhor Som para Romain Huonnic e o longa cearense Notícias do Fim do Mundo, de Rosemberg Cariry, conquistou o prêmio de Melhor Direção de Arte para Sérgio Silveira.

O júri de Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem foi composto por Paulo Mendonça (Brasil), Patricia Martín (Argentina), Marco Muhletarler (Peru), Ricardo Acosta (Cuba) e Maria Paula Lorgia (Colômbia). O Júri da Crítica / Abraccine foi composto por Luiz Zanin, Ismaelino Pinto e Cristiana Parente. O júri Olhar Universitário foi composto por Evelyne Alves Cavalcante (representante da UFC), Rafael Luan da Silva (representante da Vila das Artes) e Antônio Leão de Souza Neto (representante da Unifor).

COMPETITIVA BRASILEIRA DE CURTA-METRAGEM

Na Competitiva Brasileira de Curta-metragem o filme Marie, de Leo Tabosa, de Pernambuco, ganhou o Troféu Mucuripe de Melhor Curta eleito pelo júri oficial da mostra. Foi vencedor também do Prêmio Mistika (R$ 14 mil em serviços).

O júri oficial da mostra concedeu o Troféu Mucuripe de Melhor Direção para Giu Nishiyama e Pedro Nishi, de São Paulo, pelo filme Livro e Meio. O curta também conquistou o Prêmio da Crítica para Curta-metragem.

O curta do Rio Grande do Norte O Grande Amor de um Lobo, de Kennel Rogis e Adrianderson Barbosa, conquistou o prêmio de Melhor RoteiroPop Ritual, de Mozart Freire, foi eleito a Melhor Produção Cearense, e também garantiu os prêmios especiais Olhar Universitário, CTAV – Centro Técnico Audiovisual (20 horas em serviço de mixagem) e Link Digital  (serviços de finalização).

O alagoano Ilhas de Calor, de Ulisses Arthur, conquistou o Troféu Samburá de Melhor Curta-metragem e o paulista Rua Augusta, 1029, de Mirrah Iañez, ganhou o Troféu Samburá de Melhor Direção. O prêmio é oferecido pelo Vida & Arte - Fundação Demócrito Rocha. 

Na solenidade de premiação também foi concedido o Prêmio Canal Brasil de Curta-metragem. O vencedor, O grande amor de um lobo, foi agraciado com R$ 15 mil.

Compuseram o júri oficial da Competitiva Brasileira de Curta-metragem Jair Silva (Brasil), Simone Mesquita (Brasil), Diego Cañizal (Espanha), Danilo Carvalho (Brasil) e Suzana Costa (Brasil).

 OLHAR DO CEARÁ

A Mostra Olhar do Ceará premiou dois filmes em cinco categorias. O longa Currais, de David Aguiar e Sabina Colares, conquistou o prêmio de Melhor Longa-metragem. O júri foi composto por Suyene Correia Santos, Luana Sampaio e Isabela Cribari.

O curta Aqueles Dois, de Émerson Maranhão, ganhou os prêmios de Melhor Curta-metragemPrêmio Mistika (R$ 14 mil em serviços), Prêmio UNIFOR de Cinema (R$ 5 mil) e o Prêmio CTAV (empréstimo de equipamentos e acessórios).

PRÊMIO ÁGUA E FUTURO

O Cine Ceará, em parceria com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), lançou este ano o Prêmio Água e Futuro, voltado para filmes captados em aparelhos celulares. O vencedor, escolhido pelo Júri Olhar Universitário, foi Olho D´água, de Anália Alencar, que ganhou prêmio de R$ 3 mil. 

O 29º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema, aconteceu de 30 de agosto a 6 de setembro em Fortaleza. É uma realização da Secretaria Especial da Cultura – Governo Federal, Associação Cultural Cine Ceará e Bucanero Filmes, com apoio do Governo do Estado do Ceará por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC), Secretaria Estadual da Cultura, e da Prefeitura de Fortaleza através da Secultfor. Conta com patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, através da SP Combustíveis, M. Dias Branco, Cagece, Banco do Nordeste, Café Santa Clara, Nacional Gás, Cegás, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e Agência Nacional de Cinema (ANCINE). A promoção é da Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira. Agradecimentos: Enel.

OS VENCEDORES

MOSTRA COMPETITIVA IBERO-AMERICANA DE LONGA-METRAGEM

TROFEU MUCURIPE
(Juri Oficial)
Melhor Longa-metragem: Greta
Melhor Direção: Armando Praça, por Greta   
Melhor Roteiro: Arturo Infante, por A Viagem Extraordinária de Celeste García
Melhor Fotografia: Inti Briones, por Canção sem Nome
Melhor Montagem: Joanna Montero, por A Viagem Extraordinária de Celeste García
Melhor Som: Romain Huonnic, por Ressaca
Melhor Trilha Sonora Original: Pauchi Sasaki, por Canção sem Nome
Melhor Direção de Arte: Sérgio Silveira, por Notícias do Fim do Mundo
Melhor Atriz: María Isabel Díaz, por A Viagem Extraordinária de Celeste García
Melhor Ator: Marco Nanini, por Greta

PRÊMIOS ESPECIAIS

Prêmio da Crítica (Júri Abraccine): Canção sem Nome, de Melina León

Prêmio Olhar Universitário (Júri Olhar Universitário) 
Troféu Mucuripe - Melhor Longa: Canção sem Nome, de Melina León

MOSTRA COMPETITIVA BRASILEIRA DE CURTA-METRAGEM

TROFÉU MUCURIPE
(Júri Oficial)
Melhor Curta-metragem: Marie, de Leo Tabosa
Melhor Direção: Giu Nishiyama e Pedro Nishi, por Livro e Meio
Melhor Roteiro: Kennel Rogis e Adrianderson Barbosa, por O Grande Amor de um Lobo
Melhor Produção Cearense: Pop Ritual, de Mozart Freire

PRÊMIOS ESPECIAIS

Prêmio da Crítica (Juri Abraccine)Livro e Meio, de Giu Nishiyama e Pedro Nishi

Prêmio Olhar Universitário (Júri Olhar Universitário)
Troféu Mucuripe - Melhor Curta: Pop Ritual, de Mozart Freire

Prêmio Canal Brasil de Curta-Metragem
Troféu Canal Brasil: O grande amor de um lobo

Troféu Samburá 
(Vida & Arte - Fundação Demócrito Rocha)
Melhor Curta-metragem: Ilhas de Calor, de Ulisses Arthur
Melhor diretor: Mirrah  Iañez, por Rua Augusta 1029

Prêmio Mistika
Melhor filme da Competitiva Brasileira de Curta-metragem: Marie, de Leo Tabosa

Prêmio CTAV – Centro Técnico Audiovisual
Melhor Produção Cearense de Curta-Metragem: Pop Ritual, de Mozart Freire

Prêmio Link Digital
Melhor Produção Cearense de Curta-Metragem: Pop Ritual, de Mozart Freire

MOSTRA OLHAR DO CEARÁ

TROFÉU MUCURIPE
(Júri Olhar do Ceará)
Melhor Longa-metragem – Currais, de David Aguiar e Sabina Colares
Melhor Curta-metragem – Aqueles Dois, de Émerson Maranhão

PRÊMIOS ESPECIAIS

Prêmio Unifor de Cinema
Melhor Curta-metragem: Aqueles Dois, de Émerson Maranhão

Prêmio Mistika
Melhor Filme da Mostra Olhar do Ceará: Aqueles Dois, de Émerson Maranhão

Prêmio CTAV – Centro Técnico Audiovisual
Melhor Curta-metragem da Mostra Olhar do Ceará: Aqueles Dois, de Émerson Maranhão

MOSTRA ÁGUA FUTURO

(Júri Olhar Universitário)
Melhor Filme: Olho D´água, de Anália Alencar 



SERVIÇO
29° Cine Ceará - Festival Ibero-americano de Cinema – Mais informações: www.cineceara.com. Email: contatos@cineceara.com. Tels: (85)3055-3465 e 99134-1101. Instagram: @cineceara. Facebook: FestivalCineCeara. 

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.