Pular para o conteúdo principal

*Projeto estimula a leitura entre os colaboradores do Hospital Geral Waldemar Alcântara*


Incentivar o hábito da leitura e propiciar um pouco de entretenimento para os colaboradores são alguns dos objetivos do projeto Biblioteca Itinerante, que a quase 3 anos, está em execução no Hospital Geral Waldemar Alcântara - HGWA.

Todas as quartas-feiras pela manhã, os livros são expostos em um local de grande circulação da unidade para que os colaboradores possam escolher o exemplar que irão ler nos próximos 15 dias, prazo estabelecido para devolução do livro. O empréstimo pode ser renovado por igual período, caso a leitura ainda não tenha sido concluída.

Desde o início do projeto, o hospital recebe doação de livros. Atualmente, o acervo possui 187 livros, devidamente catalogados. São romances, autobiografias, livros de ficção, autoajuda, literatura religiosa e policial que tem ajudado os leitores a desenvolverem amor pelo hábito de ler.

“Todo o aprendizado é compartilhado com os colegas de trabalho, familiares e pacientes assistidos pelo Hospital”. É o que assegura a técnica administrativa, Silvanice dos Anjos. Ela já teve a oportunidade de ler 80% do acervo e é uma consultora para os colegas. Incentiva, dá dicas de leitura e o melhor, ama ler e aprender cada dia mais. “Ler é a coisa que mais gosto de fazer na vida. Leio em todos os momentos que tenho livre. Minha vida mudou muito com a leitura, porque me ajuda a formar opiniões, a ter mais imaginação e criatividade, me acalma, me faz uma pessoa melhor. A leitura foi uma herança que meu pai me deixou. Toda vez que eu pego um livro, lembro dele com muita afetividade”, disse emocionada.

A gerente de risco do Hospital Geral Waldemar Alcântara e idealizadora do projeto, Djane Filizola, explica que a leitura impacta de modo muito positivo no dia a dia dos colaboradores, tornando o contato com o outro mais fluido e humanizado. “Estamos plantando uma sementinha do bem. Nosso desejo é que o hábito da leitura possa ser cultivado e compartilhado com aqueles com quem nossos funcionários convivem, dentro e fora do hospital”, afirmou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…