#audioinclui

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Capacitação com professores de Fortaleza fecha agenda de 2019 do STEM Brasil no Ceará


Nesta semana, docentes do ensino médio da rede pública estadual passam por formação da ONG Educando em aulas práticas; impacto passa de 3,2 mil alunos
A agenda de 2019 do STEM Brasil no estado do Ceará será encerrada nesta semana. Entre hoje (3) e amanhã (4), 70 professores do Ensino Médio de sete escolas públicas estaduais da capital Fortaleza recebem uma nova rodada de capacitação do projeto, idealizado pela ONG Educando. Os docentes selecionados iniciaram o processo de dois anos de formação com a instituição no ano passado e o objetivo é impactar mais de 3,2 mil alunos nas áreas de ciências da natureza (física, química e biologia) e matemática.
A ação, que visa o aprimoramento dos professores em aulas práticas de ciências naturais e matemática do Ensino Médio (e é realizada em parceria com empresas privadas e o governo local), recebe professores do estado nos períodos matutino e vespertino em ambos os dias.
O Ceará é o estado brasileiro com melhor resultado no mais recente Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) do Ensino Fundamental, divulgado no ano passado. Porém, para o Ensino Médio, ainda precisa avançar nos resultados, pois conquistou a nota 6,5, ficando 0,3 atrás do objetivo nacional, de 6,8.
“Nesta etapa o STEM Brasil está promovendo uma 1ª Feira de Ciências e Tecnologia STEM Brasil em parceria com a Escola Johnson, que contará com a participação das sete escolas envolvidas no projeto, cada uma com dois projetos inovadores que participaram de uma rigorosa seleção científica. São projetos que seriam fortes concorrentes em qualquer uma das feiras de grande destaque no Brasil. São resultados dos esforços de alunos, professores e diretores das escolas que, com o apoio técnico da equipe da Educando, estão preparando um futuro melhor para todos nós”, revela Marcos Paim, diretor do STEM Brasil.
Sobre o STEM Brasil
O STEM Brasil começou em Pernambuco, em 2009, e já treinou 6.225 professores em 724 escolas de 17 estados brasileiros, alcançando um impacto positivo em mais de meio milhão de alunos (575 mil). O sucesso levou o programa a ser adaptado para o currículo mexicano, e o STEM México foi implantado no país no ano passado. Segundo levantamento da consultoria internacional ManpowerGroup, engenheiros e profissionais de TI são cargos em que há grande carência de mão de obra em ambos os países.
O programa oferece aos professores formação exclusiva, seguindo uma metodologia própria, que enfatiza a mão na massa para dar vida ao currículo obrigatório de ciências e matemática dos estados brasileiros. As técnicas de ensino são baseadas em atividades práticas e facilitam o aprendizado de conceitos teóricos. A formação envolve quatro áreas: física, química, biologia e matemática. Cada professor passa por 180 horas de formação distribuídas ao longo de dois anos. “O objetivo do STEM Brasil é incentivar o professor a despertar a sua paixão nos alunos”, afirma Kelly Maurice, diretora executiva da Educando.
Sobre a Educando
Inspirando Professores > Criando Líderes > Transformando Vidas

Fundada em Nova York em 2002 como World Development and Education Fund (Worldfund), a organização não-governamental passou a se chamar Educando em junho de 2018. Desde o início, trabalha em parceria com governos locais para trazer investimentos de empresas privadas para projetos educacionais na América Latina. Em 16 anos, a instituição já capacitou mais de 13,2 mil educadores no Brasil e no México, com impacto em mais de 5,6 milhões de estudantes.

Redes Sociais
Facebook: EducandobyWorldfundBR
Twitter: @educando_br
Instagram: educando_br
LinkedIn: Educando by Worldfund
YouTube: Educando by Worldfund

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.