#audioinclui

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Colabora Inova - Equipe Baião de Dados é a primeira colocada na maratona tecnológica Hackathon



30.01.20

O clima no auditório do Tribunal de Contas do Ceará, na tarde desta quinta-feira (30/1), era de muita expectativa entre os participantes e curiosidade do público que compareceu à entrega dos prêmios aos classificados no Hackathon. E a equipe Baião de Dados foi a primeira colocada, ganhando um prêmio de R$ 15 mil ao apresentar a plataforma macashare.org, que centraliza dados dos portais de transparência municipais, ranqueia e calcula o Índice de Transparência dos Municípios, e a produção de um API, interface de programação de aplicativos para leitura dos dados de transparência. 

Em segundo lugar, com premiação de R$ 10 mil, os participantes do grupo Graúna apresentaram a ferramenta AuditaCE, um sistema de fiscalização de contratos municipais, que correlaciona dados de diversas fontes e implementa alertas que indiquem suspeitas de corrupção.

Os membros da Digimon, terceira colocada com um prêmio no valor de R$ 5 mil, pensaram em uma solução que busca indícios de fraudes e irregularidades em licitações municipais, com o intuito de perceber discrepâncias de valores previstos em contratos e produtos vendidos em varejo.

Durante a cerimônia, o presidente do TCE Ceará, Valdomiro Távora, destacou a relevância do evento. “Fiquei muito feliz em participar do primeiro Hackathon, conversar com as equipes, ver jovens trabalhando, criando ferramentas que vão contribuir para encontrar possíveis fraudes ou irregularidades. Esse é o verdadeiro objetivo do Hackathon: trazer a sociedade para perto do Tribunal, a partir de ferramentas capazes de reforçar o controle social”, disse Valdomiro Távora parabenizando as oito equipes participantes.

Antes do anúncio dos vencedores, todos puderam acompanhar as apresentações dos trabalhos selecionados no último domingo (26/1), no SebraeLab, pela Comissão Julgadora da maratona tecnológica realizada pelo TCE Ceará, sob a coordenação da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI).

Para o secretário de TI, Alexsandre Silva, as expectativas foram superadas. “Esse foi um desafio enfrentado e vencido. Os resultados da maratona surpreenderam a todos. As equipes navegaram diante de uma realidade tão densa e complexa para auxiliar nessa busca por mais transparência e contribuir para a qualidade da gestão pública”, ressaltou. Todas as oito plataformas criadas pelos grupos do Hackathon serão disponibilizados ao TCE Ceará para serem aperfeiçoadas e utilizadas em fiscalizações.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.