#audioinclui

domingo, 26 de janeiro de 2020

Hospício Cultural volta à Praça João Gentil neste domingo (26)


O bloco de pré-carnaval também se apresenta no local nos dias 02, 09 e 16 de fevereiro, dentro da programação oficial do Ciclo Carnavalesco de Fortaleza.
https://lh3.googleusercontent.com/lkP5s67wvpZnccUAN4w1gi830kyuQXZ1lNO9z3msCIbvTN7_NB7XFju-ticYn96ZvCpbFrriDaDUfKob5brObDPt1A7RNkQBxXvBfjjx_cKOGZ8jXQVJ_qV_GdIdqQ
Foto: Rômulo Santos

Depois de deixar os foliões afiados nos sete ensaios abertos que aconteceram nas últimas semanas, no Gentilândia Bar e no Raimundo dos Queijos, o bloco de pré-carnaval Hospício Cultural volta, neste domingo (26), para a Praça João Gentil, onde também se apresenta nos dias 02, 09 e 16 de fevereiro, dentro da programação oficial do Ciclo Carnavalesco de Fortaleza.
Assim como aconteceu em 2019, a festa começará no início da tarde de domingo e se estenderá até as primeiras horas da noite. Além da Banda Hospício Cultural, comandada por Gildomar Marinho e Charles Wellington, o público poderá conferir outras atrações, já que o bloco recebe, todos os anos, vários artistas locais. Tanto é que essa iniciativa se tornou uma de suas marcas.
A volta para a praça promete muitas emoções. É lá que os foliões vão ouvir, pela primeira vez, o novo hino do bloco, que foi escrito e musicado por Gildomar Marinho. A responsável por dar as boas-vindas ao público, neste domingo (26), é a Banda Hospício Cultural, que abre a programação, ao meio-dia, com muitas marchinhas, frevos e maracatus. Em seguida, às 13h30, os presentes acompanharão de perto, no chão da praça, a performance “Todxs Putxs”, de José Honorato Neta. A apresentação consiste em uma interpretação da música homônima, da cantora Ekena, que fala da marginalização que a sociedade impõe às mulheres.
A banda D’longas sobe ao palco às 14 horas e promete agitar a galera. Com Danna de Paula, Rafael Gomes e Paulo Maia em sua formação, a banda Vento Mareia inicia sua apresentação às 15 horas. No repertório super regional, canções autorais que misturam ritmos como baião, xote e reggae. Com um pé na tradição e outro no futuro, Parahyba e Cia. Bate Palmas inicia seu show às 16 horas. A apresentação mescla os conhecimentos e experiências do cantor e compositor Parahyba, de longa trajetória na música cearense, com o talento de uma nova geração de músicos. 
No fim da tarde, às 17 horas, os anfitriões voltam ao palco para o show de encerramento. Acompanhada de Jord Guedes, Yanne Caracas e Juliana Eva, cantoras reconhecidas na cena musical de Fortaleza, a Banda Hospício Cultural vai animar o público com um repertório para lá de eclético.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.