Pular para o conteúdo principal

Saúde - Problemas cardíacos podem ser causados por falta de higiene bucal



As bactérias infecciosas acumuladas na boca podem ser causadoras de complicações em várias partes do organismo. Problemas cardiorrespiratórios, parto prematuro, bebês com baixo peso, até mesmo problemas musculares que acabam desencadeando outras doenças.

Segundo o odontologista Diego Tavares, a saúde oral e algumas doenças cardíacas estão ligadas pela proliferação de bactérias e outros micro-organismos, que partem da boca para outras áreas do corpo pela corrente sanguínea. “Quando essas bactérias chegam ao coração, elas se aderem a qualquer área lesionada e causam inflamação, podendo até resultar numa endocardite, ou seja, uma infecção do revestimento interno do coração”.

Este tipo de complicação ocorre principalmente em pacientes com problemas crônicos, como gengivite ou doença periodontal avançada. Isto causa um maior risco de desenvolver doenças cardíacas causadas por precariedade na saúde oral, principalmente se não for diagnosticada e tratada.

Estudos revelam que, aproximadamente, 40% das endocardites, infecção do revestimento interno do coração, são oriundas de focos infecciosos bucais. A bactéria que normalmente se aloja na boca, a estafilococos, tem afinidade com a válvula do coração e pode se alojar lá também.

Diego Tavares recomenda visitas ao dentista a cada seis meses, de forma preventiva e sempre que apresentar os seguintes sintomas: dor, alteração na mordida, alteração de cor, textura e brilho nos dentes, gengivas sangrando e ferida na boca que não cicatriza em mais de dez dias. Fumantes e pessoas que consomem muito açúcar, devem aumentar a frequência de idas rotineiras para três ou quatro meses.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…