Pular para o conteúdo principal

Severino Neto: “O atendimento humano aos clientes reflete no sucesso da empresa”


Durante a palestra Cenários e Perspectivas 2020, promovida ontem (30) pelo Sindconfecções, filiado à FIEC, Severino Ramalho Neto, presidente do Mercadinhos São Luiz, falou sobre o cenário econômico, destacando que a recuperação da economia pós-crise está acontecendo, embora de forma lenta. Entre os pontos apresentados, o empresário abordou as mudanças do consumidor, que vão desde o aumento da expectativa de vida, passando pela redução do tamanho das famílias e as mudanças nos tipos de consumos.

As perspectivas e tendências no varejo estão muito relacionadas à tecnologia e ao atendimento ao cliente. “A tecnologia tem influenciado o varejo tanto nos processos internos quanto nas experiências dos clientes, mas vale destacar que o atendimento humano aos clientes, as experiências humanas fazem muita diferença e refletem no sucesso da empresa”, destacou.

Segundo Severino, o Mercadinhos São Luiz continuará crescendo, acreditando em pessoas, promovendo experiências e com preços mais agressivos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…