Pular para o conteúdo principal

Camp. Brasileiro: Ceará cria mais oportunidades, mas fica no empate sem gols com o Sport

  Próximo adversário será a Ponte Preta, fora de casa Link para compartilhamento:    Copiar Foto: Stephan Eilert/Ceará SC Jogando na Arena Castelão, o Ceará recebeu o Sport, em mais uma partida do Campeonato Brasileiro Série B. O Vozão teve mais chances, mas parou em um adversário bem postado defensivamente e ficou em um empate sem gols. O primeiro tempo foi de um Ceará com mais posse de bola, mas enfrentando um time bem postado defensivamente. Tentando quebrar as linhas defensivas rivais, o Alvinegro apostava nas jogadas pelos lados do campo. As melhores oportunidades saíram já depois dos 30 minutos. Matheus Bahia e Aylon finalizaram prensado e pararam no goleiro do Sport. Saulo ainda arriscou de fora da área nos acréscimos, mas não chegou ao gol e viu a partida ir para o intervalo empatada em 0x0. Na segunda etapa, o Ceará seguiu mais presente no ataque e teve as duas melhores chances da partida ainda no primeiro minuto. Primeiro, Saulo finalizou rasteiro e parou em Caíque França. Na

MPCE oferece denúncia contra mais sete empresas por apropriação indébita de tributos estaduais

O Ministério Público do Ceará (MPCE), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal (Gaesf), apresentou ao Poder Judiciário nesta quarta-feira (12/02) mais sete denúncias criminais contra representantes de empresas envolvidas na apropriação indevida de tributos estaduais. No total, já foram onze denúncias oferecidas e relacionadas ao tipo penal descrito no art. 2º da Lei n° 8.137/90, com valores que, somados, ultrapassam R$ 158 milhões.
Trata-se de consequência dos trabalhos desenvolvidos pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), cuja meta principal consiste no combate às chamadas apropriações indébitas tributárias. O promotor de Justiça Ricardo Rabelo, coordenador do Gaesf, lembra que, em decisão de 18 de dezembro 2019, o Plenário do Supremo Tribunal Federal, por maioria, decidiu pela tipicidade da conduta do contribuinte que, de forma reiterada e com dolo de apropriação, deixa de recolher ICMS cobrado do adquirente da mercadoria ou serviço.
Após a criação do Cira por meio do Ato Normativo Conjunto n° 01/2019, foi deliberado que a primeira onda de ação recairia sobre as chamadas “apropriações indébitas tributárias”, conduta definida como crime pela legislação, cuja tipicidade foi ratificada tanto pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), bem como, mais recentemente, pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal.
A partir disso, foi elaborada uma lista de empresas, com critérios objetivos, que se enquadram em tal situação de sonegação fiscal. As primeiras audiências, conduzidas pelo grupo operacional do Comitê e realizadas na sede do Gaesf, ocorreram nos meses de setembro e outubro de 2019, com resultados, segundo Rabelo, bastante positivos. “Na oportunidade, contribuintes previamente notificados foram ouvidos e informados sobre as condições de parcelamento ou quitação das dívidas fiscais relacionadas a crimes de apropriação indébita tributária, visando, assim, evitar a persecução penal com oferecimento de denúncia-crime”, explica o coordenador.
Ele destaca ainda que o MPCE deseja oportunizar aos contribuintes a quitação ou parcelamento da dívida, sob pena de deflagração da ação penal e eventuais ações cautelares de natureza penal visando o sequestro de bens e valores. “Isto porque o parcelamento ou a quitação do débito tributário suspende ou interrompe a persecução penal. Somente caso de inércia do contribuinte, dar-se-á início à persecução penal, como se verifica nas onze denúncias já apresentadas em juízo”, reforça o promotor de Justiça
A partir do dia 17 de fevereiro começará a segunda onda de audiências, em que aos contribuintes terão nova oportunidade de regularizar seus débitos fiscais, mediante pagamento ou parcelamento, para evitar a adoção de medidas coercitivas nas esferas cível – com protesto da dívida e /ou ajuizamento de execução fiscal – e criminal – com a instauração de inquérito policial ou procedimento investigatório criminal para averiguação de possível prática de crimes contra a ordem tributária, e mesmo oferecimento imediato de denúncia-crime.
Sobre o Cira
O Cira é um modelo nacional que, no ano de 2019, foi também criado no Ceará com o seguinte formato: Grupo Diretivo, formado pelas chefias do MPCE, do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), da Procuradoria-Geral do Estado do Ceará (PGE), da Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará (Sefaz) e da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS); e Grupo Operacional, formado por representantes destas instituições, à exceção do TJCE.
O Comitê tem o objetivo de apurar e reprimir crimes contra a ordem tributária e de lavagem de dinheiro com atuação voltada à adoção de medidas judiciais e administrativas para o aprimoramento das ações e busca da efetividade na recuperação de ativos de titularidade do Estado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CONVOCAÇÃO:

  A SOSERVI - Sociedade de Serviços Gerais Ltda, CNPJ 09.863.853/0010-12, Convoca o funcionário JONAS GADELHA FERNANDES , para comparecer à sede da empresa para resolver assunto de seu interesse. Prazo de 72hs. Endereço: Rua: Dr. Jose Lourenço  – 2530 – Joaquim  Távora

Nota de pesar

  A PRT-7 manifesta o mais profundo pesar pela morte dos servidores aposentados José Maciel da Silva e José Siqueira de Amorim. José Maciel da Silva faleceu em 22 de janeiro. Sua última lotação foi no Setor de Arquivo desta Procuradoria Regional do Trabalho. O servidor José Siqueira Amorim faleceu em 28 de fevereiro e encerrou a carreira na Secretaria da Coordenadoria de 2º Grau. Ao tempo em que se solidariza com os familiares e amigos, a PRT-7 reconhece a valorosa contribuição de ambos enquanto atuaram nesta instituição.