#audioinclui

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Programa Aprendiz no Agronegócio do CIEE conquista a marca de mil jovens em atuação no campo

Centro de Integração Empresa-Escola aposta na capacitação e rejuvenescimento da mão de obra no setor

Lançado pelo Centro de Integração Empresa-Escola - CIEE em 2019, o arco de aprendizagem no Agronegócio comemora uma marca importante: já são mil os jovens inseridos no programa, que visa renovar a mão de obra no campo e atender a crescente demanda do setor agrícola. O objetivo é, até o final de 2020, a abertura de mais de três mil oportunidades para os jovens nessa área.
“O agronegócio abraçou a aprendizagem, e o programa, em menos de um ano, já é uma realidade no setor”, afirma Mateus Rubiano, Supervisor de Agronegócio do CIEE. Segundo Rubiano, a tendência é que a presença do jovem na área seja cada vez maior, uma vez que a continuidade e aproveitamento do capacitado nas áreas de produção de uma agroindústria é maior do que em outros setores, como o administrativo, por exemplo. Outro ponto a ser destacado nesses mil aprendizes é a força feminina de trabalho. “Temos empresas parceiras que estão muito satisfeitas com a atuação e interesse das meninas no campo, e isso quebra um paradigma”, comenta, sobre os 35% dos contratos correspondentes a aprendizes do sexo feminino. 
O Brasil tem uma relação estreita com esse que é um dos principais propulsores da economia. No final de 2019, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revisou, para cima, o incremento do Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário. A previsão anterior, de crescimento de 0,5% em 2019, foi revisada para 1,4%. No caso de 2020, a projeção é um crescimento de 3,2% a 3,7%. Ou seja, uma área em franca expansão, que demanda cada vez mais mão de obra qualificada para atuação no campo.
Sobre o Aprendiz Agronegócio
Os programas do CIEE voltados para o setor do agronegócio são três: Arco do Agronegócio, Mecanização Agrícola e Indústria da Carne. Com atividades práticas que vão ao encontro dos anseios das principais cadeias produtivas, os jovens aprendizes são envolvidos em todas as etapas do processo com a devida supervisão dos gestores diretos, estando aptos a realizarem as funções de forma plena ao final da capacitação. Destaque para a tecnologia presente no ramo, a chamada Agricultura 4.0, e a importância de se ter jovens em atuação - uma geração que, além de oxigenar a força de trabalho, adere facilmente a inovações.
CIEE 55 anos - Transformando vidas, construindo futuros
Desde sua fundação, há mais de 55 anos, o CIEE se dedica à capacitação profissional de estudantes por meio de programas de estágio. Em 2003, abriu uma nova frente socioassistencial com a aprendizagem. Atualmente, administra o estágio de mais de  200 mil estudantes e a aprendizagem de mais de 100 mil adolescentes e jovens. Em paralelo, mantém uma série de ações socioassistenciais voltada à promoção do conhecimento e fortalecimento de vínculos de populações prioritárias.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.