#audioinclui

terça-feira, 24 de março de 2020

Polícia Civil apreende 360 máscaras que eram vendidas com preço abusivo em Fortaleza


24 DE MARÇO DE 2020 - 16:18 # # # # # # # # #

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do Departamento de Inteligência Policial (DIP) e do 19º Distrito Policial (DP), em conjunto com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), apreendeu 360 unidades de máscaras respiratórias descartáveis que eram comercializadas, de maneira irregular e com preço abusivo, por meio de um aplicativo de mensagens instantâneas. A operação conjunta aconteceu, na manhã desta terça-feira (24), no bairro Jardim Cearense, na Área Integrada de Segurança 9 (AIS 9).
Os policiais civis chegaram a uma residência, no bairro Jardim Cearense, para cumprir um mandado de busca e apreensão. O responsável pelo comércio ilícito não estava, porém, todo o material foi localizado e apreendido no imóvel. Os produtos foram levados para a sede do 19º DP, onde o material ficou custodiado. Um boletim de ocorrência foi registrado com a apreensão. Já o suspeito do comércio ilegal foi identificado e segue sendo procurado.
As investigações apontam que o Equipamento de Proteção Individual (EPI) era comercializado pelo suspeito por meio de um aplicativo instantâneo de mensagens, com o valor de R$ 30,00, a unidade. O valor é dez vezes maior que o preço praticado antes da pandemia do novo coronavírus.
O delegado geral da PCCE, Marcus Rattacaso, alertou que a Polícia Civil está atenta e combatendo a prática criminosa. “Esse material é um insumo de proteção individual, as pessoas não devem se utilizar desse momento de escassez para elevar o preço e tentar obter lucro desenfreado devido à necessidade da população, pois configura crime no Código do Consumidor. A Polícia Civil está atuante e fiscalizando”, disse Rattacaso.

Denúncias

A Polícia Civil do Ceará reforça a importância da população repassar informações sobre crimes que tenha conhecimento e afirma que as denúncias podem ser realizadas por meio do 181, o Disque-Denúncia, ou do 190 da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), ambos da Secretária da Segurança Pública e Defesa Social. As denúncias podem ser realizadas ainda para os telefones das delegacias existentes no Estado. O sigilo e o anonimato são garantidos.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.