Prefeito Roberto Cláudio presta solidariedade às famílias das primeiras vítimas do coronavírus em Fortaleza


Por meio das redes sociais, Gestor reforçou ações municipais e de assistência social no combate à Covid-19


prefeito sentado à mesa falando
Prefeito salientou a responsabilidade e a seriedade do momento que está sendo enfrentado
O prefeito Roberto Cláudio realizou, na noite desta quinta-feira (26/03), mais uma transmissão ao vivo pelas redes sociais. Na ocasião, comentou sobre a confirmação dos primeiros óbitos causados pelo coronavírus em Fortaleza e se solidarizou com as famílias das vítimas, salientando a responsabilidade e a seriedade do momento que está sendo enfrentado.
"Estamos levando esse assunto muito a sério no Estado do Ceará. A gente tem a prioridade de proteger a vida humana e é o que temos tentado fazer aqui por meio do Comitê de Enfrentamento em parceria com o Governo do Estado", destacou o Prefeito.
Além do acolhimento de pacientes em leitos de UTI nos hospitais estaduais, Roberto Cláudio reforçou a iniciativa da Prefeitura em ampliar a capacidade das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e do Instituto Dr. José Frota 2 (IJF 2) para receber as vítimas do coronavírus, bem como a nova estrutura hospitalar que está sendo construída no Estádio Presidente Vargas.
“Todo esse plano discutido vai exatamente ao encontro do momento em que a epidemia chegar nos bairros mais pobres, por isso estamos garantindo a estrutura para a gente acolher as eventuais vítimas na Cidade”, disse.
Rede assistencial
O Prefeito também anunciou, durante a transmissão, a ampliação das ações de assistência à população em situação de rua. Em caráter emergencial, dois novos abrigos temporários foram abertos nesta quarta-feira (25/03), com 150 vagas. As unidades estão localizadas na Barra do Ceará (Rua Dr. José Roberto Sales, 830) e no Centro (Rua Solon Pinheiro, 898). Todos os outros locais de acolhimento continuam funcionando, embora com horários flexibilizados e sem atividades de aglomeração.
Em relação às crianças e adolescentes em situação de rua ou de vulnerabilidade, a Prefeitura de Fortaleza continua garantindo a proteção integral durante o período de quarentena, recebendo demandas e prestando atenção psicossocial. A expectativa é inaugurar, ainda nesta semana, dois novos abrigos temporários para crianças e adolescentes, localizados na Sapiranga e em Messejana.
Além disso, o Refeitório Social, o Restaurante Popular e os Centros Pop seguem distribuindo mais de 2 mil refeições por dia. Segundo Roberto Cláudio, foi elaborado um esquema de distribuição de quentinhas para evitar aglomerações nas dependências da estrutura. Além disso, por meio do Movimento Supera Fortaleza, serão distribuídas, ao todo, 600 refeições para quem não conseguir chegar às unidades de assistência, como os Centros Pop e o Centro de Convivência.
Meta batida
Outro ponto destacado pelo prefeito Roberto Cláudio foi o alcance da meta de 140 mil doses da vacina contra a gripe H1N1, cujo primeiro lote foi iniciado no último fim de semana e aplicado em pessoas de 60 a 79 anos. Até a chegada do segundo lote, a ser enviado brevemente pelo Ministério da Saúde, a vacinação em Fortaleza segue sendo realizada apenas em regime domiciliar, imunizando pessoas com mais de 80 anos e idosos com idade entre 60 e 79 anos que estejam acamados ou tenham dificuldade de locomoção para ir até o local de vacinação. “Assim que o novo lote chegar, teremos tempo para distribuir as vacinas em postos e escolas e cobrir toda a população”, garantiu o Prefeito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça