Colabora Inova - Educação financeira em tempos de quarentena: como fazer o dinheiro render



O momento de isolamento por causa do coronavírus levou muitas pessoas a um viverem um cenário inédito: de reclusão somada com as incertezas econômicas e sociais. Mas embora o contexto seja de muitas dúvidas, este pode ser um excelente momento para usar uma situação adversa aprender sobre algo muito útil num futuro próximo. A gestão de recursos e o uso inteligente do dinheiro.

“A quarentena, por si só, é uma forma efetiva de economia”, explica João Rodrigues Gimenez, CEO da Objetiva Consórcio, startup de investimento pioneira em exercer sua atividade a partir de recursos captados no mercado através de uma SCP. “Em quarentena não há gastos com passeios que fazem parte da rotina, como idas ao shopping ou aproveitar um programa cultural. Com isso, a pessoa tem duas opções: uma menos racional que é destinar esse dinheiro para saciar a ansiedade comprando pela internet, ou poupar pensando no poder de compra que terá no futuro”, afirma João Gimenez.

“Nesse caminho, toda economia feita durante a quarentena deve levar em conta no fator liquidez; ou seja, quem tiver dinheiro poderá fazer bons negócios depois que tudo isso acabar.
A melhor dica para o momento é ficar com o dinheiro disponível para resgate imediato. Ainda que o dinheiro não tenha rendimento nesse período que se prevê recessão, ele terá um grande poder de compra e de negociação no futuro”, ensina o CEO da startup de investimento através de SCP (Sociedade em Conta de Participação).

De acordo com Gimezes, o cenário é incerto, mas não de “fim do mundo”. “O mundo não vai acabar e depois que tudo isso passar pessoas voltarão a pensar em investimento”, afirma. Na China, a atividade econômica da China começou a se recuperar em março, uma vez que o surto do coronavírus está praticamente sob controle no país. “O mesmo acontecerá conosco, já que somos um país em desenvolvimento e que estava apresentando sinais de crescimento na economia”, diz.

Fundo de Investimento

João Rodrigues Gimenez é responsável por gerir os recursos que entram na Objetiva Consórcio por meio SCP. Na prática, ele capta recursos do mercado, ou seja, de gente que quer investir o seu dinheiro, e aplica em cotas de consórcio. Por causa de sua experiência nesse mercado e na forma como gerencia as aplicações, garante rentabilidade acima de 1% todos os meses para os investidores.

Ele tem orientado seus investidores a manter o dinheiro aplicado (embora o contrato preveja o resgate a qualquer tempo), para que no futuro próximo use o valor investido usufruindo do poder de compra e de negociação que a economia em recuperação trará. “É preciso manter a calma e agir racionalmente. Nós sabemos que o cenário traz ansiedade, mas agora é hora de pensar que num futuro muito próximo a crise estará resolvida e que nós sairemos dela de uma forma muito melhor do que entramos”, garante.

Outras 4 dicas de João Gimenez são:

1. Proteja o caixa e sua liquidez.
2. Coloque um cadeado gigante nos gastos pessoais.
3. Corra atrás de programas do governo, como linhas de crédito e renegociação de dívidas tributárias.
4. Entenda com seu banco como pode negociar pagamento de financiamentos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça