Colabora Inova - Startup lança plataforma de streaming semelhante ao Zoom e Youtube voltado para treinamentos corporativos a distância



O Smart LMS funciona como o Zoom e Youtube para empresas em busca de capacitar os seus colaboradores. Plataforma permite o acesso a treinamentos já existentes além de digitalizar o ensino presencial e promover lives

Richard Vasconcelos: “Ferramentas como Zoom e YouTube são ótimas para comunicação, mas não estão estruturadas para ambientes de treinamento. Além de streaming e lives, o Smart LMS é gamificado e oferece enquetes em tempo real, quadro branco colaborativo, quebra em salas menores, fóruns de discussão e dezenas de outros recursos propícios para a educação. Tudo isso gera relatórios e dashboards de aprendizagem dando mais controle para a empresa.” 

A pandemia do COVID-19 chegou como um furacão e demandou uma saída da zona de conforto, tanto por parte da população, que hoje enfrenta a necessidade de adaptar toda a sua rotina para dentro de casa, tanto para os negócios, que estão precisando se reinventar em tempo recorde para se manterem firmes. A boa notícia é que, em tempos difíceis, grandes ideias surgem para transformar o mundo como já conhecemos e trazer novas oportunidades.

Sendo este um momento propício ao desenvolvimento de habilidades e novos aprendizados, a saída para empresas que precisam continuar capacitando os seus colaboradores é investir em treinamentos online, e o processo agora ficará mais simples com a possibilidade de adquirir uma plataforma que permite digitalizar o ensino presencial, como uma mistura entre o Zoom e Youtube para cursos corporativos.
Desenvolvido pela LEO Learning Brasil, empresa de soluções digitais para treinamento e desenvolvimento corporativo, o Smart LMS chega ao mercado para ajudar pequenas e médias empresas na capacitação online de suas equipes em época de quarentena.  A plataforma tem um foco na digitalização de cursos presenciais usando ferramentas de ponta que permitem fazer a gestão da aprendizagem através de relatórios e dashboards.
Para Richard Vasconcelos, CEO da LEO Learning Brasil, o principal objetivo do Smart LMS é permitir que a empresa consiga continuar desenvolvendo os seus colaboradores, mesmo a distância, com um preço acessível e tecnologia de ponta: “O mercado está cheio de treinamentos online, mas quase nenhum oferece inovação. Todos têm o formato de vídeo-aula e/ou slides de PowerPoint. Para inovar, as empresas precisam integrar ferramentas mais antigas com portais como Youtube e Zoom. Decidimos oferecer uma solução que traz tudo integrado, mas trazendo dados de acesso e relatórios de gestão para acompanhar a aprendizagem, que certamente é o maior desafio do gestor.”
No ponto de vista de conteúdo, a LEO Learning já desenvolve programas inovadores, como por exemplo o Learningflix, um programa de Webséries educacionais estilo Netflix nas áreas de Vendas, Liderança, Soft Skills e Compliance. Outro programa é o UTalks, uma espécie de Ted Talks e Youtube, trazendo os maiores palestrantes do Brasil para cursos rápidos e objetivos. A Solução do Smart LMS permite trazer essas Webséries e cursos prontos, além de permitir que a empresa desenvolva o seu próprio conteúdo.
O ser humano é o grande diferencial na era digital. A gente pode até estar em dúvida do que fazer em meio a essa crise, mas manter-se atualizado é essencial para conseguir se recuperar rápido”, conclui..
Números
Plataformas móveis e games foram apontados por um estudo desenvolvido pela consultoria Deloitte como ferramentas necessárias para atender às demandas da educação corporativa no futuro. Afinal, investir na construção de universidades corporativas com aulas presenciais pode não ser possível no cenário atual, e os números mostram que a Educação à Distância já vem roubando a cena. 

Em um universo de 126 empresas ouvidas pela pesquisa, a média de investimento em educação corporativa é de 0,47% do faturamento no período. Deste montante, 7% são destinados às iniciativas de educação presencial e 33% já são aplicadas em programas à distância. Soma-se a isso o fato de que o investimento em treinamento e desenvolvimento no país teve retração de 8%, segundo o Panorama 2018-2019 do Treinamento no Brasil. “O aperfeiçoamento via websérie é vantajoso porque possibilita menor custo quando é distribuído para muitos colaboradores.”, observa Vasconcelos. 

Além da LEO Learning Brasil, outros provedores de educação corporativa já vem oferecendo treinamento online de olho na potencial ascensão do ensino móvel para fins de aperfeiçoamento profissional. Entretanto, o formato de videoaulas ainda é predominante, com reprodução de aulas filmadas como alternativa às aulas presenciais. Udemy, Ciatech, TRAMPOS Academy e LinkedIn Learning são exemplos atuantes no mercado de educação corporativa à distância.

Sobre a LEO Learning
Revolucionar a aprendizagem através de novas linguagens, como webséries, realidade virtual e games pensados para desenvolver habilidades específicas, são ingredientes com os quais a LEO Learning Brasil vem aperfeiçoando, de modo customizado, os times de diversas organizações no país. Uma empresa nacional em sociedade com a LEO Learning britânica, pioneira em educação à distância no cenário mundial, a edtech é uma novidade promissora no mercado de educação corporativa e deve crescer bastante nos próximos anos.  

Sobre Richard Vasconcelos
Richard Vasconcelos é sócio e CEO da LEO Learning Brasil, mestre em Tecnologias Educacionais pela University of Oxford e atua há 15 anos no mercado de educação. Neto do fundador da Universidade Estácio, atuou na implantação do ensino à distância na instituição até 2009. Fundou a Me Digital, startup desenvolvedora de soluções para gestão escolar e é ex-CEO e sócio da rede de escolas de inglês Britannia, vendida para a Cultura Inglesa em 2018.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça