Sistema Campo Limpo e governo do Ceará avaliam evolução da atividade no estado


Termo de Compromisso alinhado à Política Nacional de Resíduos Sólidos aprimora destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas no estado, que destinou 52 toneladas em 2019 
Pouco mais de dois anos depois da assinatura do Termo de Compromisso para a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas entre o Sistema Campo Limpo e o governo do Estado do Ceará, as partes envolvidas se reuniram, dia 31 de março, para avaliar os resultados obtidos no ano de 2019.

Por meio de teleconferência por causa da covid-19, o Sistema, representado pelo inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) e associações de revendas de produtos agrícolas, e o Governo do Ceará, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), puderam constatar que as metas de trabalho têm sido superadas. Mais de 52 toneladas de embalagens vazias foram recebidas em 2019 no estado para que fossem destinadas de forma ambientalmente correta.

Com três postos de recebimento no Ceará – Quixeré, Ubajara e Cariri – e várias iniciativas de recebimento itinerante realizadas, a capilaridade do Sistema no estado aumentou. Os recebimentos itinerantes são responsáveis por 25% do total recebido no estado e atendem 70% dos cerca de mil agricultores que realizaram devoluções.
 “O Sistema Campo Limpo está em evolução contínua, resultado da sintonia entre os elos da cadeia para aperfeiçoar o cumprimento da legislação e das responsabilidades de cada um”, afirma João Cesar M. Rando, diretor-presidente do inpEV.

Além de garantir o cumprimento efetivo da logística reversa dessas embalagens, os resultados envolvem ações de educação e conscientização. Mais de 70 escolas do estado participam do Programa de Educação Ambiental (PEA) Campo Limpo, atingindo quase 4 mil alunos.

Sobre o inpEV
Desde 2002, o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) é entidade gestora do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

Sobre o Sistema Campo Limpo
O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

Mais informações sobre o inpEV e o Sistema Campo Limpo estão disponíveis no site www.inpev.org.brno FacebookYoutube e Instagram.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça