Prefeito Roberto Cláudio debate soluções à pandemia de Covid-19 em videoconferência com diretor-geral da OMS

O prefeito Roberto Cláudio compartilhou experiências no combate ao coronavírus, na tarde desta quinta-feira (07/05), durante videoconferência internacional promovida pelo Instituto Brazil Africa e cujo enfoque foi a pandemia da Covid-19.
O seminário teve como tema a Cooperação Internacional em Meio à Epidemia - Soluções Conjuntas para a Saúde Pública e contou com a participação do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom. Nos debates, os impactos causados pelo coronavírus, além da importância da cooperação entre nações para superar a pandemia.
Em sua exposição, o prefeito Roberto Cláudio dividiu as experiências em diversas áreas de atuação. Questionado sobre a importância do envolvimento do setor privado com o público para superar a pandemia, o prefeito de Fortaleza lembrou da importância da manutenção do diálogo entre os diversos setores, como fonte de respostas às necessidades públicas. “Criamos um comitê com diversas organizações, e lá estão entidades privadas. Sabemos que o isolamento social traz problemas também econômicos e sociais. É importante que as entidades privadas participem para compreenderem a gravidade do momento e que se engajem para nos dar suporte e soluções”, declarou Roberto Cláudio.
Sobre a necessidade de cooperação e solidariedade entre os indivíduos para superar os desafios do coronavírus, ele contou que, durante o período, tem visto comunidades se unindo, empreendedores privados se tornando doadores, grandes empresas nacionais ajudando com investimentos financeiros, uma onda de empatia e sensibilidade com o outro, tão necessária para trazer as melhorias necessárias às populações.
O Prefeito também destacou a importância das nações terem líderes solidários, que se empatizam com aqueles que mais precisam, que guiam a população através do conhecimento científico, que estimulam ações como o isolamento social, para a manutenção da vida e a difusão do conhecimento técnico-científico. Ele categorizou como fundamental o fortalecimento do conhecimento técnico e científico desenvolvidos em universidades e em centros tecnológicos que possibilitam, por exemplo, teste de novos medicamentos, vacinas e diversas outras benesses sociais em momento tão crucial.
Para o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, “um dos principais papéis a ser exercido hoje é unir países para lutar contra a pandemia, é preciso compartilhar e trocar experiências e conhecimentos aprendidas. Juntando os países, podemos juntar especialistas para analisar e conseguir evidências que ajudem a definir as ações”, afirmou o diretor-geral da OMS, destacando que “a pandemia colocou em evidência a importância da união nacional e da solidariedade global. Nenhum país, a despeito de tamanho ou recursos, pode gerenciar a Covid-19 sozinho. Parcerias fortes são importantes para construir transparência entre as nações, governos e respostas financeiras. Essa luta vai permanecer conosco por um longo tempo. E nós temos que estar juntos para desenvolver e compartilhar as ferramentas para combater à Covid-19”, concluiu.
Além do prefeito Roberto Cláudio e do diretor-geral da OMS, também participaram do seminário a assessora especial de política social do presidente da República da África do Sul, Olive Shisana, e o diretor do escritório das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul, Jorge Chediek. A mediação do evento foi feita pelo presidente do Instituto Brasil Africa, João Bosco Monte.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça