Pular para o conteúdo principal

PMCE retira arma de circulação e dois jovens são apreendidos

A Polícia Militar do Ceará, por meio do Grupo Tático Rodoviário (GTR), do Batalhão de Policiamento de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE), realizou a apreensão de dois jovens e de uma arma de fogo, na noite de ontem, 14, no bairro Bom Jardim.
Durante patrulha na CE 065, a composição foi abordada por uma cidadã que havia sofrido uma tentativa de assalto. Os suspeitos seriam dois indivíduos armados, que tentaram tomar sua bicicleta. Com as características dos suspeitos, a composição iniciou as buscas pelas proximidades do local. Ao chegarem na rua Valdemar Paz Bragança, a equipe se deparou com dois indivíduos com as devidas características. Realizada a abordagem, com os menores foi encontrado um revólver calibre. 38, com 06 munições.
Os suspeitos foram encaminhados, juntamente com o armamento, para a Delegacia da Criança e do Adolescente, para realização dos procedimentos cabíveis. Foi registrado Boletim de Ocorrência, assim como Ato Infracional por porte ilegal de arma de fogo.
Assessoria de Comunicação da PMCE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…