Pular para o conteúdo principal

1ªCia/3ºBBM atua em princìpio de incêndio em Hotel no Centro de Sobral

A guarnição de combate a incêndio da 1ª Companhia do 3º Batalhão de Bombeiros  (1ªCia/3ºBBM – Quartel de Sobral) , foi acionada, por volta das 18:00 hrs, desta terça – feira (21), para atender a uma ocorrência de incêndio em um hotel situado no Centro da Cidade de Sobral. Na Área Integrada de Segurança 14  (AIS 14).
Ao chegar no local, a guarnição composta pelo major Mardens, tenente Carvalho, tenente Costa Silva, subtenente Lúcio, subtenente Frota, soldado Feitosa, soldado Fernando e soldado Soares, constatou tratar-se de um princípio de incêndio causado por um curto circuito no condicionador de ar de um dos quartos do estabelecimento.
O fogo foi controlado ainda na fase inicial, por funcionários do estabelecimento, utilizando um extintor de incêndio, instalado na edificação como um dos itens de segurança contra incêndio e pânico exigidos durante o processo de regularização junto ao Corpo de Bombeiros.
Segundo o tenente-coronel Moraes, “o extintor de incêndio é o equipamento utilizado para se combater princípios de incêndio. Sua utilização nesta ocorrência evitou a propagação das chamas. É exigido em todas as edificações que necessitam da emissão do Certificado de Conformidade, de acordo com a Lei 13.556, de 29 de Dezembro de 2004”, ressaltou o comandante da 1ªCia/3ºBBM.
A utilização do extintor de incêndio como forma de conter o princípio de incêndio ressalta a importância da regularização das edificações junto ao Corpo de Bombeiros. Durante esse processo, que pode consistir na análise de projetos e realização de vistoria técnica, serão definidos os itens de segurança que devem ser instalados na edificação. Esses equipamentos podem evitar a propagação de incêndios e salvar vidas.
O estabelecimento onde ocorreu o evento em epígrafe, com área construída de 3.334,62m2, possui Projeto de Segurança Contra Incêndio e Pânico – PSIP aprovado e Certificado de Conformidade válido, mediante a instalação de Extintor de incêndio, sinalização, saída e iluminação de emergência, brigada e alarme de incêndio, canalização preventiva e Sistema de Prevenção Contra Descargas Atmosféricas – SPDA.
Conforme o major Mardens, “durante o ano de 2019, na Área de Segurança 14 (AIS – 14) foram analisados 364 projetos e realizadas 4.758 vistorias. Em 2020, foram analisados 126 e realizadas 802 vistorias. Convém salientar ainda, que a grande maioria dos incêndios nas edificações brasileiras são provocados por curto circuito da rede elétrica. Segundo o Anuário Estatístico da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade – Abracopel, clique AQUI., os condicionadores de ar são os eletrodomésticos que mais provocam incêndios”, destacou o comandante do Comando de Engenharia de Prevenção de Incêndio (CEPI – Sobral),
O curto circuito pode ser facilmente identificado através de alguns sinais:
• Cheiro de queimado em aparelhos;
• Lâmpadas que queimam muito rápido;
• Interrupção da energia em um ou mais cômodos sem motivo aparente;
• Tomadas queimadas(com manchas negras);
• Disjuntores que desarmam constantemente e fusíveis queimados.
Melhor do que resolver um problema é saber como evitá-lo. Com algumas atitudes você pode tornar a sua residência um local mais seguro:
1 – Contrate um profissional habilitado e realize, pelo menos a cada 5 anos, uma manutenção elétrica;
2 – Evite a sobrecarga de aparelhos nas tomadas! Ligar vários eletrônicos no mesmo ponto, não é uma boa alternativa! Apenas aumenta a chance de ocorrer um curto e danificar seus equipamentos.
3 – Cuide também da fiação da sua instalação elétrica. Fios velhos, em má conservação ou já desencapados precisam ser trocados.
4 – Proteja as tomadas – além de ser um cuidado especial para as crianças, também evita que sejam conectados objetos inadequados.
5 – Instale: um dispositivo DR pode evitar curto-circuitos e prevenir choques elétricos e um DPS, para proteger contra sobretensões.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…