Pular para o conteúdo principal

Hospital São José avança em pesquisa com medicação contra HIV para tratar Covid-19

 

O Hospital São José (HSJ), unidade da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), do Governo do Estado, integra pesquisa de abrangência nacional que vem apresentando resultados positivos com o uso de medicação para tratar HIV/Aids em pacientes com Covid-19. Aprovado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), o estudo inicia fase de recrutamento de pacientes com coronavírus em atendimento no HSJ. O protocolo é realizado em parceria com o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), da rede estadual, a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto (USP).

“A pesquisa envolve dois antirretrovirais que têm efeito aditivo não só contra o vírus do HIV, mas também contra o Sars-Cov-2. Essa perspectiva foi encontrada em estudo in vitro na USP e, depois desse dado, iniciamos o processo para fazer a pesquisa clínica de validação”, detalha Aldo Ângelo Lima, professor da UFC e membro da Academia Brasileira de Ciências. Um dos médicos que encabeça o estudo, Aldo explica que a atual fase do protocolo vai acompanhar cerca de 240 pacientes do HSJ que tenham testado positivo para Covid-19 e apresentem sintomas leves e moderados.

“Aqui no Hospital São José temos um campo de aplicação com pacientes de Covid-19 e também muita experiência em lidar com antirretroviral. Nós temos janela para poder comentar, discutir, saber dos eventos adversos possíveis, saber sobre o tempo de tratamento e avaliar quais exames a gente deve fazer no contexto de monitorizar o paciente”, contextualiza Érico Arruda, infectologista do Hospital São José. “Temos um Know-how com isso, conhecemos o medicamento e já administramos para várias pessoas. Isso traz o HSJ para essa ponta de lança”.

Érico explica que o protocolo tem conquistado reconhecimento e conseguido avançar para novas etapas. “Nós dependíamos da chegada dos medicamentos doados pelo Ministério da Saúde e, compreendendo a importância da pesquisa e a qualidade do grupo montado para tocar o ensaio, a medicação já foi enviada”, aponta. O médico ressalta a relação que a unidade hospitalar vem construindo, ao longo dos anos, com profissionais da saúde Brasil afora – a exemplo do virologista Eurico Arruda, da USP, que fez a ponte entre a universidade e o HSJ.

“Vivemos um período de muitos desafios, mas também um momento de transladar todo o perfil de conhecimento científico. No meio dessa pandemia, estamos num momento de muita sinergia entre as universidades, o Hospital São José e a Sesa. Todos numa ação para dar respostas à sociedade”, analisa o professor Aldo Ângelo Lima. “O objetivo maior da intervenção clínica é bloquear a evolução do vírus. A gente está muito ansioso e animado para fazer essa validação. Precisamos de um fármaco com atividade antiviral específica para o coronavírus. Só a vacina não vai resolver, precisamos de um fármaco que possa controlar de forma mais eficiente e diminuir um pouco esse terror com a pandemia”, complementa.

50 anos de mãos dadas com ciência

Ao longo de cinco décadas desde a fundação, o Hospital São José vem consolidando uma relação permanente com as instituições acadêmicas. “O Hospital São José tem um histórico de parceria com a Universidade Federal do Ceará e mesmo com outras instituições de pesquisa nacionais no cenário da pesquisa no contexto das infecções. Já participamos de protocolos internacionais da terapia antirretroviral, de doenças fúngicas, entre muitos outros”, aponta o infectologista Érico Arruda.

O médico do HSJ destaca que essa relação com a ciência está no DNA da unidade. “O Hospital São José tem como motivo de existir o cuidado, mas também temos os lados do ensino e da pesquisa. Ao mesmo tempo que nós estamos cuidando das pessoas, estamos também procurando sempre as melhores alternativas. O HSJ está tentando contribuir para o estado do Ceará, para o Brasil, para o mundo”, completa Érico. O médico projeta: “Se esses medicamentos antirretrovirais forem realmente efetivos para Covid-19, nós vamos ter uma saída barata, já disponível e com profissionais do mundo todo com experiência nesse tratamento”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Pá eólica- Gravíssimo acidente na BR-020, em Parambu, deixa dois mortos ; uma das vítimas sócio do Floresta Bar

Um gravíssimo acidente foi registrado no inicio da manhã deste domingo, 30, na BR-020, KM 45, à altura da localidade de Pau Preto, Parambu. Segundo as informações preliminares, um carro de passeio de luxo, Modelo Audi, ano 2019, cor cinza, placas PBU- 1521, inscrição de Brasilia, DF, colidiu com uma carreta que transportava peças de energia eólica e acabou sendo praticamento esmagado. Segundo ainda informações preliminares, no veículo duas pessoas vieram a óbito e ficaram presas as ferragens. O Corpo de Bombeiros de Tauá foi acionado para resgatar os corpos que posteriormente foram identificados como: Omar Falcão Soares, 67 anos, e Alexandre Barbosa Soares, pai e filho, residentes em Fortaleza. A BR-020 se encontra interditada.Com informações do Repórter Abraão Barros e fotos de internautas