Pular para o conteúdo principal

Ceará alcança segunda maior alta - Em outubro, indústria cresce em oito dos 15 locais pesquisados

 Oito dos 15 locais pesquisados tiveram aumento na produção industrial, de setembro para outubro, na série com ajuste sazonal. Quatro dessas altas foram acima da média nacional (1,1%) e a maior delas foi no Paraná (3,4%). Pernambuco (2,9%), Santa Catarina (2,8%) e Região Nordeste (1,7%) também superaram a média do país.

As outras quatro altas foram Mato Grosso (1,1%), Ceará (0,5%), São Paulo (0,5%) e Minas Gerais (0,4%).

O Rio Grande do Sul (0,0%) repetiu a taxa de setembro e ficou estável.

Já as quedas foram em Rio de Janeiro (-3,9%), Goiás (-3,2%), Espírito Santo (-1,8%), Pará (-1,8%), Amazonas (-1,1%) e Bahia (-0,1%).

Indicadores Conjunturais da Indústria
Resultados Regionais
Outubro de 2020
LocaisVariação (%)
Outubro 2020/
Setembro 2020*
Outubro 2020/
Outubro 2019
Acumulado
Janeiro-Outubro
Acumulado nos Últimos 12 Meses
Amazonas-1,15,2-8,9-5,8
Pará-1,84,90,1-0,1
Região Nordeste1,7-0,2-5,0-3,8
Ceará0,56,1-9,8-7,6
Pernambuco2,97,22,41,7
Bahia-0,1-6,5-6,9-6,2
Minas Gerais0,41,4-5,8-6,7
Espírito Santo-1,8-7,6-17,0-18,3
Rio de Janeiro-3,9-5,61,42,6
São Paulo0,52,1-8,2-7,3
Paraná3,44,8-6,0-5,2
Santa Catarina2,87,6-7,8-6,8
Rio Grande do Sul0,02,6-9,0-8,2
Mato Grosso1,1-11,7-4,6-4,6
Goiás-3,2-9,60,71,0
Brasil1,10,3-6,3-5,6
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria
* Série com Ajuste Sazonal

As taxas positivas registradas em oito dos 15 locais pesquisados refletiram a ampliação do retorno à produção, após paralisações/interrupções causadas pela pandemia da COVID-19.

Paraná (3,4%), Pernambuco (2,9%) e Santa Catarina (2,8%) tiveram as maiores altas, com o primeiro marcando a sexta taxa positiva consecutiva e acumulando ganho de 51,5% no período; o segundo voltando a crescer após as quedas de agosto (-3,0%) e setembro (-1,1%); e o terceiro acumulando alta de 52,4% no período maio-outubro de 2020.

A região Nordeste (1,7%) também avançou acima da média nacional (1,1%), enquanto Mato Grosso (1,1%), Ceará (0,5%), São Paulo (0,5%) e Minas Gerais (0,4%) completaram o conjunto de locais com índices positivos nesse mês.

O Rio Grande do Sul (0,0%) repetiu a taxa de setembro último. Entre as quedas, Rio de Janeiro (-3,9%) e Goiás (-3,2%) apontaram os recuos mais intensos em outubro de 2020, com ambos marcando o segundo mês seguido de queda na produção e acumulando nesse período perdas de 7,8% e 3,3%, respectivamente. Espírito Santo (-1,8%), Pará (-1,8%), Amazonas (-1,1%) e Bahia (-0,1%) assinalaram os demais resultados negativos nesse mês.

média móvel trimestral cresceu 2,4% no trimestre encerrado em outubro de 2020 frente ao nível do mês anterior. Esse indicador ficou positivo em dez dos 15 locais pesquisados, com destaque para o Paraná (5,1%), Santa Catarina (4,6%), São Paulo (3,5%), Rio Grande do Sul (3,4%), Amazonas (2,8%), Ceará (2,3%), Bahia (1,9%) e Região Nordeste (1,8%). Por outro lado, Rio de Janeiro (-1,2%) e Goiás (-1,0%) assinalaram os recuos mais intensos.

Frente a igual mês do ano anterior, a produção industrial aumentou 0,3% em outubro de 2020, com nove dos 15 locais pesquisados apontando resultados positivos. Vale citar que outubro de 2020 (21 dias) teve dois dias úteis a menos do outubro de 2019 (23).

Santa Catarina (7,6%), Pernambuco (7,2%) e Ceará (6,1%) assinalaram os maiores avanços. Amazonas (5,2%), Pará (4,9%), Paraná (4,8%), Rio Grande do Sul (2,6%), São Paulo (2,1%) e Minas Gerais (1,4%) completaram o conjunto de locais com crescimento na produção.

Já Mato Grosso (-11,7%) e Goiás (-9,6%) apontaram os recuos mais intensos e Espírito Santo (-7,6%), Bahia (-6,5%), Rio de Janeiro (-5,6%) e Região Nordeste (-0,2%) mostraram as demais taxas negativas no mês.

No acumulado do ano, frente a 2019, houve redução em 11 dos 15 locais pesquisados, com destaque para Espírito Santo (-17,0%), Ceará (-9,8%), Rio Grande do Sul (-9,0%) e Amazonas (-8,9%). São Paulo (-8,2%), Santa Catarina (-7,8%) e Bahia (-6,9%) registraram taxas negativas mais acentuadas do que a média nacional (-6,3%), enquanto Paraná (-6,0%), Minas Gerais (-5,8%), Região Nordeste (-5,0%) e Mato Grosso (-4,6%) completaram o conjunto de locais com queda na produção neste índice.

Por outro lado, Pernambuco (2,4%), Rio de Janeiro (1,4%), Goiás (0,7%) e Pará (0,1%) completaram o conjunto de locais com crescimento na produção no índice acumulado no ano.

acumulado nos últimos 12 meses recuou 5,6% em outubro de 2020 e mostrou ligeiro aumento na intensidade de perda frente ao resultado do mês anterior (-5,5%), quando interrompeu a trajetória descendente iniciada em março de 2020 (-1,0%).

Houve taxas negativas em doze dos 15 locais pesquisados, mas em oito as quedas foram menos intensas do que em setembro de 2020. Espírito Santo (de -19,4% para -18,3%), Santa Catarina (de -7,6% para -6,8%), Pará (de -0,8% para -0,1%), Ceará (de –8,2% para -7,6%), Pernambuco (de 1,1% para 1,7%) e Minas Gerais (de -7,1% para -6,7%) mostraram os principais ganhos entre setembro e outubro de 2020.

Goiás (de 3,1% para 1,0%), Mato Grosso (de -3,2% para -4,6%), Rio de Janeiro (de 3,6% para 2,6%) e Bahia (de -5,7% para -6,2%) registraram as perdas mais acentuadas entre os dois períodos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

Boletim de saúde sobre Normando Sóracles

 Boletim manhã 05/12 Normando Soracles segue internado na UTI do hospital São Camilo em Fortaleza onde deu entrada na noite do dia 01/12. Encontra-se sedado, se mantendo clinicamente estável após intubação orotraqueal realizada na manhã do dia 03/12. Apresentou melhora significativa do quadro respiratório e dos exames laboratoriais em comparação ao dia anterior. Mantendo-se sem febre e sem leucocitose. Vem respondendo satisfatoriamente a pronação (técnica que consiste em alternar a posição de deitada) mais conhecida como "posição do nadador". Novos exame serão realizados ao fim desta tarde.   Seguimos cada vez mais confiantes na sua plena recuperação. Tendo a convicção plena que Deus é conosco!