Pular para o conteúdo principal

Nota oficial: Sindjorce e FENAJ lamentam fim da edição impressa do Diário do Nordeste

 

Entidades também se solidarizam com jornalistas e gráficos alvo de demissão coletiva com o desmonte do jornal cearense de 39 anos

Capa da edição de 30 de janeiro de 2004. Foto: Reprodução da Internet

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) vêm a público para lamentar o fim da edição impressa do jornal Diário do Nordeste e, ao mesmo tempo, solidarizar-se com as dezenas de trabalhadores demitidos, entre gráficos e jornalistas. Em anúncio feito ao mercado publicitário, na manhã dessa quinta-feira (17/02), a direção da empresa jornalística informou que a última tiragem impressa do periódico circulará no dia 28 de fevereiro.

O fim da circulação impressa de mais um jornal no Brasil é um duro golpe no direito da população de ser informada. Segundo o projeto Atlas da Notícia, vivemos em um país onde 62% dos municípios não têm cobertura noticiosa. E 15,9% da população carece de acesso a jornalismo produzido localmente. São 33,7 milhões de brasileiros vivendo nos chamados “desertos de notícia”. Norte e Nordeste continuam sendo as regiões com maiores concentrações de vazios de cobertura local.

Para os trabalhadores gráficos e jornalistas, as demissões acontecem num momento em que as categorias profissionais estão extremamente fragilizadas pela pandemia de Covid-19. No caso dos operários e operárias da notícia, são dois anos e meio sem reajustes salariais e sem convenções coletivas de trabalho, além de nove meses com redução salarial de cerca de 25%.

Morre o papel, morre a memória. Com o fim da circulação impressa do Diário do Nordeste acaba também o sonho do fundador, o empresário Edson Queiroz, que apostou na força do jornalismo regional há 39 anos. Parque gráfico moderno, redação integrada e serviços digitais, no entanto, não foram suficientes para reverter a crise do impresso, que se soma à má gestão do jornal da família Queiroz nos últimos 10 anos e a perda de identidade do jornal.

O Sindjorce disponibiliza sua assessoria jurídica para acompanhar os profissionais demitidos e, nesse momento, solidariza-se com as famílias, que terão de enfrentar a maior crise sanitária do século XXI em meio ao desemprego. A entidade recomenda que os colegas demitidos não assinem nenhum documento sem antes passar pelo Sindicato, como forma de evitar maiores prejuízos financeiros.

O Sindicato e a Federação lamentam ainda que, embora exclusivamente no digital, o jornal não tenha optado por realocar os profissionais dispensados, assim como não tenha, no âmbito do Grupo Edson Queiroz, uma das maiores organizações empresariais do estado, criado uma solução alternativa para a Editora Verdes Mares, mantenedora do jornal.

Por fim, destacamos que o Diário do Nordeste precisa resgatar urgentemente a ousadia de seu fundador e restabelecer a relação social entre o jornal e a comunidade. E isso não sem faz sem a valorização do trabalho das e dos jornalistas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Pá eólica- Gravíssimo acidente na BR-020, em Parambu, deixa dois mortos ; uma das vítimas sócio do Floresta Bar

    Um gravíssimo acidente foi registrado no inicio da manhã deste domingo, 30, na BR-020, KM 45, à altura da localidade de Pau Preto, Parambu. Segundo as informações preliminares, um carro de passeio de luxo, Modelo Audi, ano 2019, cor cinza, placas PBU- 1521, inscrição de Brasilia, DF, colidiu com uma carreta que transportava peças de energia eólica e acabou sendo praticamento esmagado. Segundo ainda informações preliminares, no veículo duas pessoas vieram a óbito e ficaram presas as ferragens. O Corpo de Bombeiros de Tauá foi acionado para resgatar os corpos que posteriormente foram identificados como: Omar Falcão Soares, 67 anos, e Alexandre Barbosa Soares, pai e filho, residentes em Fortaleza. A BR-020 se encontra interditada. Com informações do Repórter Abraão Barros e fotos de internautas

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar na avenida 13 de maio em Fortaleza; um homem foi atingido a tiros

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar em frente ao MCDonald's da Avenida 13 de Maio em Fortaleza. Um homem foi atingido a tiros dentro do Paladar por homens que desceram de um veículo Corolla para executá-lo. Informação não oficial revela que a vítima é o dono do Restaurante. Depois do crime, os  homens  entraram  no carro e fugiram.  Em seguida, quem estava no MCDonald's correu para perto da vítima . A ambulância do SAMU já chegou e nada da polícia. O barulho dos tiros parecia de fogos de artifício. Muita violência para esse fim de noite de domingo.. Atualização.. O Paladar entrou em contato com a gente pelas redes sociais e informou que a vítima foi um cliente. O dono do Restaurante não foi atingido.