Pular para o conteúdo principal

Mais uma pessoa desaparecida é localizada após campanha da Polícia Civil e Ceará Sporting Club

 Os resultados da campanha de localização de pessoas desaparecidas, lançada no último dia 02, fruto de uma parceria da Polícia Civil do Estado do Ceará e do Ceará Sporting Club, não param de chegar. Na manhã desta quarta-feira (09), mais uma pessoa que estava desaparecida e teve nome e imagem divulgados foi localizada. Trata-se do italiano Pietro Ricci, de 62 anos, que estava desaparecido desde o dia 14 de maio, quando foi visto pela última vez no bairro Moura Brasil, em Fortaleza.

Pietro foi localizado por policiais civis da Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur) da PCCE, que receberam a informação da localização dele, após populares o reconhecerem e acionarem as autoridades. O homem foi localizado no Centro de Fortaleza. A Polícia Civil realiza as tratativas junto com familiares de Pietro para que o homem retorne ao Rio de Janeiro, onde ele mora e tem familiares.

Na escalação divulgada pelo Ceará Sporting Club, Pietro figurava como suplente e usava o número 52, camisa do atacante João Victor.

Segundo desaparecido localizado após a campanha

Pietro é o segundo homem localizado após o início da campanha. No último dia 07, a Polícia Civil localizou Walberland Vidal da Silva, de 32 anos, que estava desaparecido desde o dia 29 de abril. Seu nome estampado na camisa 31, usada pelo volante alvinegro Pedro Naressi.

A parceria entre o DHPP e o “Vozão” visa elucidar os casos amplamente divulgados durante todo o mês de junho, e com isso, trazer os amores das dezenas de famílias que buscam diuturnamente, com apoio da Polícia Civil do Ceará, encontrar seus entes queridos.

A campanha tem o objetivo de conectar ainda mais as famílias e marca as comemorações dos 107 anos de fundação do clube cearense. A ação foi intitulada como “Um amor que une”. O “Vozão”, como é conhecido popularmente o time, juntou a paixão alvinegra de seus milhares de torcedores com o trabalho ininterrupto da 12ª Delegacia do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) da PCCE, com intuito de divulgar nomes e rostos de pessoas que se encontram desaparecidas em todo o Estado do Ceará.

Para a delegada titular da 12ª Delegacia do DHPP, Arlete Silveira, a parceria entre o time de futebol e a Polícia Civil é um marco significativo e potencializa as buscas das pessoas desaparecidas. “Ontem, tivemos a feliz notícia da localização de Walberland, que teve seu nome divulgado no jogo entre Ceará e Fortaleza, no último dia 2. Essa parceria intensificou ainda mais o trabalho da PCCE em buscas dessas pessoas desaparecidas, e tenho certeza que, até o fim dessa campanha, iremos ampliar esses números e trazer de volta para suas famílias essas pessoas que buscamos localizar”, pontuou a delegada.

Só no ano de 2020, o DHPP investigou 438 casos de desaparecimento de pessoas e elucidou 354 casos, ou seja, 80,8% das investigações da unidade especializada da Polícia Civil do Ceará foram solucionados. Esses números são fruto de um trabalho que conta também com o apoio da população cearense, que ajuda a compartilhar as artes produzidas pela 12ª Delegacia em seus perfis oficiais nas redes sociais.

Quem também comenta sobre essa ação conjunta é o diretor de marketing e comunicação do Ceará, Lavor Neto. “Essa ação para o nosso clube visa à responsabilidade social, que é um dos valores que norteiam o nosso clube, e também para enaltecer o trabalho que a Polícia Civil do Estado do Ceará desenvolve na busca de pessoas desaparecidas. Com essa parceria, queremos colaborar para minimizar a dor que várias famílias têm, queremos diminuir esse drama”.

Em busca de um desaparecido

A Polícia Civil orienta a população que formalize os casos de pessoas desaparecidas de imediato, sem a necessidade de aguardar um prazo mínimo para a comunicação. Para isso, o denunciante pode registrar um Boletim Eletrônico de Ocorrência (BEO) na Delegacia Eletrônica (Deletron) no campo Desaparecimento de Pessoa. Forneça o máximo de informações possíveis sobre a pessoa desaparecida e envie uma fotografia recente.

Faça parte deste time

A pasta reitera que todas as pessoas podem ajudar nesta campanha. Se você conhece, ouviu falar ou viu uma pessoa que está desaparecida, pode divulgar em suas redes sociais, e principalmente, ajudar nas investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais.

As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3257-4807, do DHPP, que também é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

O contato também pode ser realizado pelas redes sociais, por meio do perfil oficial @desaparecidosdhppce no Facebook e Instagram . Não é necessário se identificar. O sigilo da fonte é garantido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar. 

Boletim de saúde sobre Normando Sóracles

 Boletim manhã 05/12 Normando Soracles segue internado na UTI do hospital São Camilo em Fortaleza onde deu entrada na noite do dia 01/12. Encontra-se sedado, se mantendo clinicamente estável após intubação orotraqueal realizada na manhã do dia 03/12. Apresentou melhora significativa do quadro respiratório e dos exames laboratoriais em comparação ao dia anterior. Mantendo-se sem febre e sem leucocitose. Vem respondendo satisfatoriamente a pronação (técnica que consiste em alternar a posição de deitada) mais conhecida como "posição do nadador". Novos exame serão realizados ao fim desta tarde.   Seguimos cada vez mais confiantes na sua plena recuperação. Tendo a convicção plena que Deus é conosco!