Pular para o conteúdo principal

Polícia Civil prende terceiro suspeito de participar de latrocínio contra PM na Capital

 As investigações conduzidas pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) resultaram na prisão preventiva do terceiro suspeito de participar de um latrocínio contra um policial militar, em maio deste ano. A captura do alvo, por força de mandado de prisão preventiva, ocorreu nessa terça-feira (29), no bairro Mondubim – pertencente à Área Integrada de Segurança 9 (AIS 9) de Fortaleza. No momento da prisão, o investigado chegou a apresentar documentação falsa para tentar se desvencilhar do trabalho policial. Com isso, ele foi autuado em flagrante por uso de documento falso. Outras duas pessoas já haviam sido presas em flagrante por equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE), em menos de 24 horas após o crime.

O trabalho operacional deflagrado por equipes da 11ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi apresentado na manhã desta quarta-feira (30), em coletiva de imprensa, realizada na sede da Superintendência da Polícia Civil, no Centro de Fortaleza. O terceiro alvo foi identificado como Claudencio Germano Cadarço (29), conhecido como “Gegê”, com antecedentes criminais por tráfico de drogas, homicídio, ameaça e crime de trânsito. “Gegê, segundo informações policiais, é um dos suspeitos de atirar contra o policial militar, Diego Oliveira Martins, de 35 anos.

No dia do crime, registrado no último dia 7 de maio, a vítima foi surpreendida no local onde o militar, que também era estudante de engenharia civil, estava estagiando. Segundo as investigações, homens armados chegaram à construção e se apresentaram como policiais. Ao acreditar que se tratava de servidores de segurança pública, o soldado da PMCE acabou se identificando como militar, momento em que foi atingido pelos disparos. A vítima chegou a ser socorrida para uma unidade hospitalar, mas morreu após atendimento médico. Já a arma do militar foi subtraída pelos suspeitos.

No curso das investigações, foi constatado que os suspeitos chegaram ao local em dois veículos e subtraíram os bens que estavam na construção. Com o levantamento de informações, as autoridades policiais confirmaram a participação direta de “Gegê”, que teve sua prisão representada pelas autoridades policiais e cumprida na tarde de ontem (29), em uma residência situada no bairro Mondubim.

No momento da abordagem, para não ser devidamente identificado, o suspeito apresentou documentação falsa. Com isso, ele foi conduzido à sede da especializada, no bairro de Fátima. Na unidade, além do cumprimento do mandado de prisão preventiva pelo crime de latrocínio, Claudencio foi autuado em flagrante por uso de documento falso. Pelo latrocínio, o suspeito pode ser condenado à pena de reclusão de 20 a 30 anos e multa.

Prisão em Flagrante

Em menos de 24 horas após o crime, a Polícia Militar do Ceará (PMCE) capturou outros dois suspeitos. Trata-se de Davi Farias Maia (18), que foi capturado no mesmo dia do crime. Na ocasião, dois veículos utilizados no delito também foram apreendidos.

Já no dia 8 de maio, os PMs localizaram Everton Souza Freire dos Santos (28), com antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo. Ainda durante as diligências, duas pistolas – sendo uma delas a do PM vítima, além de drogas e outros materiais que teriam sido utilizados no crime, foram apreendidos em um imóvel no bairro Barroso (AIS 3). Ambos foram conduzidos ao DHPP, onde foram autuados em flagrante por latrocínio.

As investigações e diligências continuam a fim de capturar os demais partícipes que já foram identificados e indiciados por latrocínio que vitimou o militar. Com isso, ao total, seis pessoas foram identificadas e indiciadas. A PC-CE e a PMCE seguem em diligências a fim de capturar os três últimos suspeitos envolvidos no crime.

Denúncias 

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 3101-0181, que é o número de Whatsapp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias também podem ser encaminhadas para o telefone (85) 3257-4807, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que também é o número do WhatsApp da unidade policial. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pá eólica- Gravíssimo acidente na BR-020, em Parambu, deixa dois mortos ; uma das vítimas sócio do Floresta Bar

    Um gravíssimo acidente foi registrado no inicio da manhã deste domingo, 30, na BR-020, KM 45, à altura da localidade de Pau Preto, Parambu. Segundo as informações preliminares, um carro de passeio de luxo, Modelo Audi, ano 2019, cor cinza, placas PBU- 1521, inscrição de Brasilia, DF, colidiu com uma carreta que transportava peças de energia eólica e acabou sendo praticamento esmagado. Segundo ainda informações preliminares, no veículo duas pessoas vieram a óbito e ficaram presas as ferragens. O Corpo de Bombeiros de Tauá foi acionado para resgatar os corpos que posteriormente foram identificados como: Omar Falcão Soares, 67 anos, e Alexandre Barbosa Soares, pai e filho, residentes em Fortaleza. A BR-020 se encontra interditada. Com informações do Repórter Abraão Barros e fotos de internautas

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar na avenida 13 de maio em Fortaleza; um homem foi atingido a tiros

Tiroteio e pânico no Restaurante Paladar em frente ao MCDonald's da Avenida 13 de Maio em Fortaleza. Um homem foi atingido a tiros dentro do Paladar por homens que desceram de um veículo Corolla para executá-lo. Informação não oficial revela que a vítima é o dono do Restaurante. Depois do crime, os  homens  entraram  no carro e fugiram.  Em seguida, quem estava no MCDonald's correu para perto da vítima . A ambulância do SAMU já chegou e nada da polícia. O barulho dos tiros parecia de fogos de artifício. Muita violência para esse fim de noite de domingo.. Atualização.. O Paladar entrou em contato com a gente pelas redes sociais e informou que a vítima foi um cliente. O dono do Restaurante não foi atingido. 

Irmão do prefeito de Caucaia e candidato a reeleição, Naumi Amorim, teria sido preso suspeito de crime eleitoral com grande quantidade de dinheiro. Polícia Federal não confirma prisão

 A abordagem foi realizada pela Polícia Civil e por se tratar de possível ilícito eleitoral. Ele teria sido encaminhado para a Polícia Federal juntamente com três secretários da Prefeitura. Além do dinheiro, cerca de 1 milhão de reais, foram apreendidos “Livros-caixas” da contabilidade. Por enquanto não foi confirmada a prisão pela Polícia Federal. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, se foi para a PF, tem todo um procedimento de formalidades, desde ouvir o conduzido, testemunhas, analise do que foi apreendido etc. A PF não informa nome de pessoas. O site Ceará é Notícia entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do candidato a fim de saber se o mesmo vai se manifestar.