Pular para o conteúdo principal

Profissionais da CCC atuam na recuperação física e na reinserção social de pacientes


A Casa de Cuidados do Ceará (CCC), unidade da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), foi criada com o propósito de oferecer reabilitação humanizada e multidisciplinar a pacientes em recuperação após alta hospitalar. Esta recuperação pode ser física ou psicossocial, buscando resgatar aqueles que vivem em situações de vulnerabilidade.

“Esse processo de reabilitação promove um novo sentido à vida e um resgate da sua identidade por meio do acesso às memórias afetivas, de atividades significativas e de experiências terapêuticas. Desta forma, o paciente que está neste processo de desinstitucionalização vê uma nova possibilidade de reinserção social e de acesso aos demais equipamentos da Rede de Atenção à Saúde”, explica Lorena Coelho, psicóloga da CCC. A Rede envolve o trabalho de psicólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e médicos.

Uma das histórias que foi marcada pela atuação de profissionais da CCC foi a de um paciente que ficou internado em hospital psiquiátrico por mais de cinco anos, com dificuldade de interação. Confuso, com medo e desconfiado, ele se recusava a se relacionar com qualquer pessoa, reagindo com agressividade quando este limite era ultrapassado.

No entanto, com amor, carinho e paciência, além da doação de roupas, lápis de cor e livros, a equipe da Casa conseguiu reverter o quadro. “Ele passou quatro meses conosco. Fomos fazendo contato aos poucos e ele passou a responder aos nossos estímulos, principalmente os de sentido. O olfato foi estimulado com o cheiro agradável das plantas e dos livros, por exemplo. Além disso, ele confidenciou que, na infância, gostava de tirar leite da vaca, então buscamos imagens na TV que mostrassem essa ação e, então, ele foi resgatando boas lembranças que teve na vida”, relata a psicóloga. O paciente também foi encorajado a realizar atividades coletivas como artesanato, pintura e desenho.

Morgana Pordeus é médica do equipamento e atua com reabilitação psicossocial. Ela acompanhou de perto a evolução do paciente. “Ele chegou com higiene prejudicada e dificuldade de interação. Recebeu banho e kit de higiene, foi ouvido. Aqui, ele passou a ter voz. A equipe permitiu que ele ocupasse os mesmos espaços antes ocupados por gente considerada ‘normal’ aos olhos da sociedade. Ele foi reabilitado e encaminhado para um espaço de abrigamento, em articulação com profissionais do Serviço Social da CCC”, ressalta a médica.

Ludicidade no tratamento
As atividades lúdicas e coletivas que envolvem trabalhos manuais auxiliam a despertar o potencial criativo do paciente, conforme acrescenta Lorena Coelho. “Um outro paciente internado após cirurgia traumatológica foi admitido com quadro de desorientação, agitação e com dificuldade de organização de suas ideias. Então, buscamos ressignificar essa agitação e dar sentido às suas angústias. Por meio das atividades manuais, o paciente descobriu um talento que ele nem imaginava que tinha. Hoje, ele é responsável pela decoração do espaço, produzindo artigos com materiais recicláveis”, exemplifica.

Tecnologia assistiva
O processo de recuperação conta, ainda, com tecnologia assistiva (TA), práticas integrativas em saúde e estimulação cognitiva, afetiva e subjetiva do paciente com a atuação da equipe de Terapia Ocupacional do equipamento. Os profissionais da área também promovem o circuito psicomotor, iniciativa que busca estimular funções executivas, coordenação motora, integração socioemocional e vínculo entre família e paciente.

“A cada intervalo, os objetos mudam e conseguimos trabalhar, de forma completa, as funções cognitivas e motoras, além de trabalhar a integração social dos pacientes”, diz Natália Costa, terapeuta ocupacional da instituição.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CARIRI GARDEN SHOPPING

  Para evitar aglomeração e atender a todos que buscam garantir as compras do Natal, as lojas âncoras (C&A, Riachuelo, Renner, Marisa e Americanas) do Cariri Garden Shopping funcionarão com horário diferenciado ao longo da semana. De hoje, 20 de dezembro, até o dia 23, o horário de funcionamento seguirá até às 23h.  Já o Mercadinho São Luiz, estará aberto ao publico nos dias 22 e 23, até às 23h.