Pular para o conteúdo principal

Startups buscam alternativas para lidar com profissionais de TI altamente valorizados

 

Executivos e recrutadores dizem que salários chegaram a aumentar 50% com a pandemia; Trabalho remoto fez brasileiro se internacionalizar e ganhar em dólar mesmo sem sair de casa

São Paulo, março de 2022. Já é possível afirmar que o Brasil ruma para ser um dos maiores fornecedores de mão de obra para a área de Tecnologia da Informação no mundo, seguindo os passos da Índia, China e Paquistão. A percepção de diferentes executivos de empresas brasileiras põe em xeque a já escassa oferta desse tipo de profissional localmente, convidando as áreas de Gestão de Pessoas e TI para uma profunda reflexão.


Enquanto mais de 14 milhões de brasileiros estão desempregados, as vagas para profissionais de todos os níveis de experiência em tecnologia não têm perspectivas de serem supridas nem no médio prazo. Uma pesquisa da Brasscom, associação das empresas do setor, aponta que até 2024 faltarão 260 mil pessoas com perfil tecnológico no mercado de trabalho nacional. 


E esse cenário pode piorar, já que é consenso entre CEOs, CTOs e recrutadores que a pandemia causou efeitos importantes nesse mercado. “Negócios do mundo todo avançaram para a digitalização, ocasionando em uma demanda desenfreada por esse tipo de profissional. Como complemento, para nós brasileiros, o trabalho remoto abriu as portas para a internacionalização. Por isso é o momento de abrirmos a cabeça para resolver esse problema sistêmico”, contextualiza Ricardo Morale, CTO da logtech Freto, que possui 150 colaboradores.


André Aziz, CTO do Zro Bank, banco digital que permite às pessoas manterem saldo e movimentarem valores em reais e bitcoin, endossa o discurso de Morale. “De outubro de 2020 a março deste ano notamos um aumento de 50% no salário médio do profissional de TI. Vagas para programadores iniciantes chegam a ser anunciadas a 5 mil dólares nos Estados Unidos e 3 mil euros em Portugal, por exemplo. Desse jeito a competição é impossível”, aponta o executivo. Entre os impactos, segundo ambos, estão a “juniorização” de posições estratégicas, alto turnover, “pejotização” e baixa produtividade, já que existem casos extremos de profissionais trabalhando para duas empresas ao mesmo tempo – por vezes sem que isso esteja acordado no vínculo de prestação de serviços.


Busca por soluções e iniciativas de formação de profissionais


No Freto, desde 2019, ano de fundação da startup, optou-se por um modelo híbrido de composição da equipe: além dos profissionais diretos, a empresa conta com os serviços de uma fábrica de softwares (que recebe todas as coordenadas do executivo a respeito da metodologia de programação e jeito de trabalhar, deslocando somente profissionais seniores para as tarefas) e desenvolvedores “de aluguel”, contratados de terceirizadas.


“A senioridade é importante, porque garantimos que os melhores profissionais estejam conosco. Desta forma também consigo focar no aprimoramento e ganho de escala da nossa plataforma”, justifica, dizendo que seus custos aumentaram mais de 30% no último ano. 


Para os funcionários diretos, a Head de People da logtech também ressalta que mantém uma rotatividade baixa em desligamentos voluntários, o que reflete em um NPS acima de 8,5. “De fato colocamos as pessoas no centro de tudo. Aplicamos a simplicidade e receptividade gerando impacto e fazendo com que os Freteiros se sintam cuidados e acompanhados, o que resulta na continuidade da jornada com um excelente clima de trabalho”, diz a executiva.


Já o Zro Bank, que tem 8 profissionais de TI no quadro de colaboradores e planeja contratar pelo menos mais 20, vem estudando soluções internas e prepara para os próximos meses investimentos em parceria com o Porto Digital e a Prefeitura de Recife, onde a startup mantém sua sede. “O problema da terceirização é que o conhecimento vai ficando com as prestadoras de serviço. Por isso, estamos planejando iniciar, em breve, movimentos importantes para atrair e reter esses talentos. Eles não querem apenas benefícios e salários”, comenta André Aziz, que também recorre a três terceirizadas. Entre os trunfos do banco estão a escassez de oportunidades para programadores que queiram explorar a área de blockchain e criptoativos no Brasil e o recrutamento interno, ou seja, identificar dentro de casa colaboradores que tenham o perfil da área. Para 2022, há perspectivas da implementação de um programa de stock options pensado especialmente para mitigar o turnover em TI.


O brasileiro Luiz Neto, CEO e fundador da Innovation Intelligence, maior plataforma digital de inovação aberta do mundo, sediada no Vale do Silício, aponta um obstáculo que brasileiros vem enfrentando ao se internacionalizar. “A língua ainda é um problema. Mesmo que a competição com empresas estrangeiras seja difícil para as startups brasileiras, não vejo um êxodo tão grande no momento porque é preciso dominar o idioma da empresa contratante. O que eu não gostaria de ver no Brasil seria uma nova onda de colonização, porém desta vez focada na programação, onde empresas internacionais contratam brasileiro para mão de obra barata. Países como a Índia têm grande parte da população de desenvolvedores fluente em inglês, com acesso às maiores bibliotecas e conteúdos para inteligência artificial e data science. Com esse preparo, os indianos são capazes de tocar grandes projetos e boas negociações com empresas internacionais”, opina.


Outra empresa que, sentindo na pele a escassez de desenvolvedores, lançou seu programa de educação para profissionais da área de tecnologia é a b8one. Com uma equipe de mais de 80 pessoas, a startup desenvolve soluções de softwares e gerencia operações de comércio eletrônico para grandes companhias como Ambev, Brastemp, Cielo e Colgate. “O b8ne.academy quer revolucionar o ensino de tecnologia para jovens/pessoas em estágio inicial da carreira. De forma gratuita e online, ensinaremos na prática e com a mentoria qualificada de profissionais que atuam no dia a dia da área”, conta Hugo Alvarenga, sócio e fundador da b8one.

 

Sobre a b8one


Entre as empresas de tecnologia que mais crescem no país, a b8one é um laboratório de soluções digitais especializado em e-commerce. Fundada em 2018, já realizou cerca de 500 projetos para mais de 100 clientes no Brasil e no exterior, entre eles grandes marcas do Varejo e da Indústria como Acer, Ambev, Brastemp, Cielo, Colgate, Decathlon, Saint-Gobain, Toyota, Vivo e Whirlpool. Reconhecida pelas entregas ágeis e de excelência, e experiência em projetos complexos, a b8one conquistou notoriedade internacional atuando em 12 países (EUA, Canadá, Argentina, Colômbia, Equador, Espanha, Inglaterra, Itália, Romênia, Austrália, Chile e Índia), além de ser uma das principais parceiras da VTEX – unicórnio brasileiro. Com uma equipe de mais de 80 pessoas, desenvolve soluções de softwares e cuida das operações de comércio eletrônico com uma visão estratégica, aperfeiçoando a experiência digital desde o front-end até a navegabilidade e o layout.


Sobre o Freto


O Freto é a plataforma onde os melhores caminhoneiros e as melhores cargas se encontram. Com processos 100% digitais, a logtech está mudando a forma de usar a Estrada para fazer negócios, criando uma relação ganha-ganha entre transportadores, embarcadores e motoristas. O encontro entre os melhores caminhoneiros e as melhores cargas pode acontecer em até um minuto, permitindo ganhos de agilidade e redução dos custos operacionais. Em 2021, alcançou a marca de R$ 8 bilhões em fretes movimentados. Hoje, mais de 140 mil motoristas extremamente qualificados carregam diariamente 150 mil toneladas, que são publicadas na plataforma por grandes produtores de grãos, açúcar, siderúrgicas, fabricantes de papel e celulose e cimenteiras.


Sobre a Innovation Intelligence


A startup Innovation Intelligence é a maior plataforma digital de inovação aberta do mundo, criada para ser o “Google das startups”. Por meio de um algoritmo de busca proprietário que utiliza Big Data e Deep Learning, a empresa tem indexadas mais de 1 milhão de startups (25 mil delas brasileiras) – todas validadas pelo mercado com rodadas de investimento de venture capital e com informações atualizadas em tempo real. A plataforma permite buscas semânticas por contexto e não apenas restritas por palavras-chave, expandindo e deixando mais assertivos os resultados. Os usuários são capazes de encontrar soluções e startups promissoras para apoiar seus negócios, entender e prever tendências de inovação, rastrear a concorrência e organizar seus fluxos de trabalho. A ferramenta ainda simplifica o processo de inovação, aumenta a produtividade, economiza dinheiro e tempo, e reduz os riscos relacionados à inovação aberta. Fundada em 2020, no Vale do Silício, pelo empreendedor brasileiro Luiz Neto, a Innovation Intelligence já recebeu investimentos em duas rodadas, anjo e pré-seed – essa última contou com The Bakery (empresa global de inovação corporativa), Falconi, Alvarez & Marsal (fundo Next A&M) e Smart Money Ventures (do cofundador da Movile/iFood, Fábio Póvoa, e da MC1, César Bertini).


Sobre o Zro Bank


Lançado em setembro de 2020 como o primeiro banco digital da região Nordeste do país (baseado em Recife), o Zro Bank é o primeiro criptobank ou banco multimoedas do país. Isso significa que, além de realizar os serviços tradicionais de um banco, seus usuários podem, em uma mesma conta, pagar e receber em reais ou criptoativos, sempre com liquidez imediata. O Zro Bank foi também a primeira instituição no Brasil a implementar junto com a VISA, o cashback em Bitcoin para as transações efetuadas em seu cartão, evoluindo assim o mercado de fidelidade/milhas no país. Eleito entre as 5 maiores fintechs do Brasil, no ranking 100 Open Startups de 2020, foi apontado, em 2021, como uma das startups mais promissoras de finanças pelo ranking 100 Startups to Watch. Sua equipe tem hoje 70 colaboradores e pretende encerrar 2022 com 200 pessoas. Quanto ao App, já foram feitos mais de 350 mil downloads do aplicativo do banco na App Store e na Google Play e para 2022 a pretensão é atingir a marca de 1 milhão de downloads.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CARIRI GARDEN SHOPPING

  Para evitar aglomeração e atender a todos que buscam garantir as compras do Natal, as lojas âncoras (C&A, Riachuelo, Renner, Marisa e Americanas) do Cariri Garden Shopping funcionarão com horário diferenciado ao longo da semana. De hoje, 20 de dezembro, até o dia 23, o horário de funcionamento seguirá até às 23h.  Já o Mercadinho São Luiz, estará aberto ao publico nos dias 22 e 23, até às 23h.