Pular para o conteúdo principal

25 anos da Defensoria Pública: Associação lança documentário histórico em cinema de Fortaleza


“A defensoria pública existe para aqueles menos favorecidos, vulneráveis e muitas vezes sem conhecimento dos seus próprios direitos”, destaca presidenta da ADPEC

No próximo dia 30 de abril, a ADPEC celebra os 25 anos da Defensoria Pública do Ceará com o lançamento do documentário “ADPEC, Nossa História!”, que narra a luta inicial pela consolidação da Defensoria Pública no Estado. Esta é a primeira vez na história da DPCE, que a sua instalação será retratada em um documentário real, com entrevistas exclusivas e exibido no cinema. A produção apresenta o labor e o movimento de um grupo pioneiro que estruturou a criação da Instituição no Ceará.

A Defensoria Pública no Estado

Composta por 342 profissionais, a Defensoria Pública do Ceará tem uma história marcada por batalhas incessantes para que a população cearense tenha acesso à justiça de forma digna. Criada por meio da Lei Complementar em junho de 1997 e sancionada pelo então governador Tasso Ribeiro Jereissati, no dia 28 de abril do mesmo ano, a DPCE, desde então, passou a ser uma instituição que presta assistência judicial e extrajudicial de forma gratuita e integral a população hipossuficiente.

As ações da Defensoria se estendem desde a Defesa da Mulher, Idoso, Saúde, Direitos do Consumidor, entre outros. Cada área tem como objetivo auxiliar o cidadão na garantia dos seus direitos civis garantidos por leis. De acordo com a presidenta da Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos do Ceará (ADPEC), Andréa Coelho, “a Defensoria Pública existe para aqueles menos favorecidos, vulneráveis e muitas vezes sem conhecimento dos seus próprios direitos”.

Desde sua criação, a Defensoria Pública tem fundamentado seu trabalho em bases humanistas e solidárias buscando não apenas soluções técnicas e formas de acesso à justiça, mas principalmente de proximidade com os movimentos sociais. “A ADPEC tem pautado diariamente atividades em favor do defensor público, pois enxergamos a categoria e a instituição como ferramentas primordiais para a redução das desigualdades sociais e para consolidação da justiça em prol da população hipossuficiente, haja vista que suas demandas seriam tidas como invisíveis e até mesmo silenciadas se não fossem expressadas por meio dos defensores públicos”, destaca Coelho.

Documentário

O documentário celebra os 25 anos da Defensoria Pública do Ceará e será exibido no Cinema RioMar, a partir das 10h30 do dia 30 de abril. A mostra inicial é apenas para convidados, porém, posteriormente, o material será divulgado para que todos tenham acesso. A produção feita pela Super 7 Filmes, apresenta o labor e o movimento de um grupo de defensores que, em 1993, se mobilizou para instalar a Defensoria Pública no estado. O exercício da categoria, até então, era ligado à Secretaria de Justiça.

Coquetel

No lançamento, após a exibição do documentário, será feito um brinde ao aniversário de 25 anos da Defensoria Pública no Ceará e uma homenagem ao grupo pioneiro que rompeu barreiras e consolidou a Defensoria no Estado, a ADPEC, aos colegas Defensores e Defensoras Públicas e autoridades que contribuíram para a criação da DPCE.

Legenda: Foto de integrantes da ADPEC nos corredores da corredores da AL-CE. Madalena Pontes, Luciano Hortêncio, Maria Luiza Rocha, Maria Salete Amoreira, Maria Regina Pontes, Angélica Bezerra e Andréa Coelho (da esq. para direita). 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CARIRI GARDEN SHOPPING

  Para evitar aglomeração e atender a todos que buscam garantir as compras do Natal, as lojas âncoras (C&A, Riachuelo, Renner, Marisa e Americanas) do Cariri Garden Shopping funcionarão com horário diferenciado ao longo da semana. De hoje, 20 de dezembro, até o dia 23, o horário de funcionamento seguirá até às 23h.  Já o Mercadinho São Luiz, estará aberto ao publico nos dias 22 e 23, até às 23h.