Pular para o conteúdo principal

Vannick Belchior apresenta show inédito em Fortaleza

 



O espetáculo “Das coisas que aprendi nos discos” será realizado no dia 22 de maio no Cineteatro São Luiz com a interpretação de canções de Belchior e será totalmente gravado 




Ela tem 25 anos de sonho e de sangue e de América do Sul. Por força desse destino, Vannick Belchior traz a herança artística e uma interpretação única e pessoal da obra do seu pai, Antônio Carlos Belchior. Com a potência na voz e semblante semelhantes ao do cantor, Vannick mergulha num repertório de canções conhecidas nacionalmente, mas também resgata músicas desconhecidas do grande público, chamadas de “Lado B”, que dialogam com o momento atual da cantora. O espetáculo “Das coisas que aprendi nos discos” será no domingo, dia 22 de maio, às 18 horas, Cineteatro São Luiz.


“Este show vai falar do Nordeste, do homem nordestino, de uma forma bem elegante como era de propriedade do meu pai. Quero trazer isso através das músicas, como a canção “Apenas um rapaz latino americano” e de outras que falam do Nordeste e tudo que implica as desigualdades. Acho importante mostrar esse lado social”, conceitua Vannick, que assina a direção geral do espetáculo.


O espetáculo “Das coisas que aprendi nos discos” tem a direção musical de Lu D’Sosa, grande músico e produtor que traz novos arranjos para canções consagradas como "Paralelas", "Como nossos pais" e "A palo seco". Para Vannick, essas canções são clássicas e, se Belchior estivesse fazendo show, não permitiria que faltassem. É também uma forma de perpetuar o que o pai fazia e o que foi escrito por ele. 


Entre as músicas Lado B, Vannick escolheu “Carisma” porque aborda a presença nordestina na história de vida de Belchior e “Retórica sentimental”, que traz uma perspectiva sutil do Brasil colonizado, como vitrine tropical. Uma composição atual com uma envolvente melodia. “Quero cada vez mais explorar músicas pouco conhecidas porque já tem muita gente cantando meu pai. Eu vou muito na energia e na emoção da música. Então, minha escolha foi para trazer essa energia e emoção a quem me ouve, e isso veio de uma troca energética com meu pai, que eu sinto tão forte perto de mim. Eu fui muito inspirada por ele”, declara.


Os ingressos já estão à venda no valor de R$ 20,00 meia e R$ 40,00 inteira no site do Sympla (www.sympla.com.br) ou na bilheteria física do Cineteatro São Luiz, de terça a sexta, das 9h30 às 18h, e aos sábados, das 9h30 às 17h. No domingo, 2h antes do evento até o horário de início da atração.


SOBRE VANNICK BELCHIOR


Caçula entre quatro irmãos, Vannick nasceu em Fortaleza no dia 24 de fevereiro de 1997 e é filha única da psicóloga Vilédia Bezerra de Souza, segunda companheira do cantor. Formada em direito, Vannick resolveu seguir carreira quando o maestro e arranjador Tarcísio Sardinha, que faleceu recentemente, a ouviu cantando numa roda de choro e disse “já sei com quem vou cantar para matar a saudade de Belchior!”. 


Em agosto de 2021 começou a apresentar o show “Das coisas que aprendi nos discos”. As músicas escolhidas por Vannick Belchior para esta apresentação foram uma espécie de reencontro e reconexão com seu pai. “Interpretar a música dele é preencher alguns vazios e entender certas questões pessoais. É o novo encontro com meu pai”, comenta a cantora.


No dia 13 de outubro do ano passado, lançou o single com gravações das músicas “Divina comédia humana” e “Medo de avião”, num medley gravado em estúdio. Também já foi convidada para participar de grandes apresentações como a da banda Selvagens à Procura de Lei, do acordeonista Waldonys e do show Elas Cantam Belchior com Elba Ramalho, Amelinha e Solange Almeida.


Amadurecendo a cada apresentação, a expectativa é a de que este seja o primeiro show da sua turnê nacional e de todo o estado do Ceará. O plano da cantora é continuar explorando o repertório de Belchior, principalmente as músicas pouco conhecidas, porque para ela ainda é uma ligação muito importante. Vannick não descarta a ideia de se lançar como compositora, inclusive já tem algumas letras, e se prepara para os desafios do mundo fonográfico com o lançamento do seu primeiro álbum.


REDES SOCIAIS

Instagram: https://www.instagram.com/vannickbelchior/ 

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCpdRDRgEKbhVDeR8REtFYTA 

Spotify: https://spoti.fi/3w78drl 


FICHA TÉCNICA

Direção Geral: Vannick Belchior e Lu D’Sosa

Produção Musical: Lu D’Sosa

Direção de Palco: Airton Montezuma

Cenário: Marcelo Santiago e Valentino Kmentt 

Figurino: Elson Brito


BANDA

Lu D’Sosa - guitarra e violão 

Filipe Mota - Baixo

Pantico Rocha - Bateria

Netinho Ferreira - Teclados

Rossano Cavalcante - Percussão 

Rômulo Santiago - trombone

Ricardo Abreu - Trompete

Ferreira Jr - Saxofone


SERVIÇO:

“Das coisas que aprendi nos discos”

Data: domingo, 22/05/2022 

Horário: 18h

Local: Cineteatro São Luiz

Entrada: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia entrada) | Plateias Superior e Inferior*

Classificação Indicativa: Livre | 70min 

Vendas: SYMPLA - www.sympla.com.br| Bilheteria física do Cineteatro São Luiz (com funcionamento de terça a sexta, das 9h30 às 18h, e, aos sábados, das 9h30 às 17h; aos domingos, 2h antes do evento até o horário de início da atração).


*Sem lugares marcados


* Não é obrigatório o uso de máscaras

* É obrigatório o comprovante do passaporte sanitário, digital ou em meio físico, que ateste que seu portador completou o esquema vacinal contra a Covid-19, sendo exigidas 2 (duas) doses aplicadas ou dose única, a depender do imunizante, acompanhado de documento oficial com foto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

Idomed Canindé realiza capacitação de profissionais da saúde sobre acolhimento e humanização do atendimento no SUS

  Os profissionais da saúde da atenção básica no município de Canindé, além dos profissionais que atuam na Central de Marcação do município e na Central de Abastecimento Farmacêutico, participaram de capacitação sobre acolhimento e humanização do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), na última semana. O evento aconteceu no auditório do  Instituto de Educação Médica Idomed Canindé em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Canindé e com o Ciclo Permanente de Educação Continuada da Faculdade Estácio de Canindé. Segundo o professor Dr. Orleâncio Gomes Ripardo de Azevedo, coordenador do programa de extensão do Idomed de Canindé, a capacitação é um importante passo para o fortalecimento dos trabalhos da rede pública de saúde. “Esse tipo de ação de aprimoramento que estamos proporcionando aos profissionais da saúde irá beneficiar todos, principalmente a população que utiliza os serviços de saúde pública”, explica. A diretora da unidade de Canindé, Iael Marinheiro, explica que