Pular para o conteúdo principal

FENDAFOR 2022 - Nova edição do Festival Internacional de Dança de Fortaleza começa em junho no Theatro José de Alencar



Grupos e bailarinos de companhias da Alemanha, Portugal, EUA, Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Maranhão e outros 12 estados do Brasil estão confirmados para se apresentarem na capital cearense; as inscrições seguem abertas para mostras competitivas até 10 de junho


Um dos maiores eventos de dança do país está perto de abrir suas cortinas e mostrar na capital do Ceará, todo talento de bailarinos profissionais e amadores do Brasil e do mundo. Trata-se do 22° Fendafor - Festival Internacional de Dança de Fortaleza, que acontece de 23 de junho a 3 de julho, no Theatro José de Alencar, e inicia sua maratona de apresentações e cursos, em diversos gêneros como Jazz, Ballet Clássico Livre, Clássico de Repertório, Estilo Livre, Contemporâneo, Jazz, Danças Populares, Sapateado, Danças Urbanas, Dança do Ventre, Dança de Salão, e nas diferentes categorias, como Baby, Pré, Infantil, Juvenil, Avançado, Experimental e Master.


Grupos e bailarinos da Alemanha, EUA, Portugal e 17 estados brasileiros como Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Maranhão, Espirito Santo, Pará, Pernambuco, Sergipe, Rondônia, Roraima, Minas Gerais, Piauí, Amazonas, Alagoas, Paraná e Santa Catarina estarão se apresentando, sendo um programa imperdível para toda a família.


Apresentações e competições que dão prêmios em dinheiro, bolsas de estudo em renomadas escolas de dança, passagens aéreas e participação em festivais nacionais e internacionais, fazem do Fendafor o local de realização de sonhos de artistas que buscam novas oportunidades.

O Festival tem na sua programação a Mostra Internacional de Dança, com o apoio institucional da Enel Distribuidora do Ceará, através da Lei Mecenas, do Governo do Estado do Ceará – Secretaria da Cultura, e as mostras competitivas, com mostras competitivas em diversas categorias.


As inscrições para bailarinos e grupos de dança que quiserem competir no Fendafor estarão abertas até o dia 10 de junho, podendo encerrar antecipadamente a data final, caso as vagas sejam preenchidas, e podem ser feitas no site do evento (www.fendafor.com.br), onde também está o regulamento para participação, e outras informações sobre cursos e apresentações. O evento tem a direção geral de Janne Ruth e artística de Atenita Kaira.


Um corpo docente de grandes nomes e pensadores do mundo da dança, tanto do cenário nacional como internacional, estará julgando os bailarinos e grupos, assim como ministrando cursos e oficinas. O festival propõe a montagem de um panorama de dança no Ceará, apresentando uma programação que permita o diálogo entre bailarinos, coreógrafos e grupos oriundos de diversas localidades, proporcionando um momento único de intercâmbio cultural. Outro aspecto fundamental são os programas de formação de plateia, permitindo o acesso da população à dança, por meio de sessões gratuitas, ou baixo custo, através da parceria com instituições públicas e privadas de ensino regular e projetos sociais. 




PROGRAMAÇÃO


Troféu Fendafor


No dia 23 de junho, data da estreia para convidados, haverá apenas uma sessão, começando às 18h30, nos jardins do TJA, com a entrega do Troféu Fendafor de reponsabilidade social/cultural, prêmio esse patenteado pelo Festival desde a primeira edição no ano 2000 concebido para personalidades que incentivam a dança e a cultura no Ceará, no Brasil e no mundo. Uma novidade da edição deste ano é o Troféu Guivalde Almeida, novidade desta edição do Fendafor, que também será entregue no primeiro dia do evento, uma homenagem ao Grande Mestre do Ballet Clássico de São Paulo, que nos deixou precocemente. Esse Troféu passa a fazer parte do Fendafor e será concebido para grandes destaques do Ballet Clássico. 

Em seguida, acontecerão as apresentações no palco principal com convidados nacionais e internacionais. A noite termina com uma confraternização e show de humor no anexo do Theatro, a partir das 21h, para convidados e parceiros. 

Nos dias 24 e 25 de junho os espetáculos começam às 17h, com mostras de dança desde o infantil até o adulto, com bailarinos inscritos de todo o Brasil. Logo após, às 19h, grupos inscritos e convidados da Mostra Internacional de Dança começam as suas apresentações para o público. 


Cursos


De 26 a 2 de julho acontecerão mostras competitivas e também os cursos, que iniciam já no dia 24 de junho até o dia 02 de julho. Pensando no deslocamento de bailarinos, todos os cursos serão concentrados no Theatro José de Alencar. Os bailarinos cearenses tem direito a um curso grátis e as inscrições estão no site do Festival sendo 21 opções nos mais diversos gêneros da dança. 


Mercado da Dança


Nos Jardins do TJA estará acontecendo, em todos os dias do evento, o Mercado da Dança, com apresentações gratuitas e diversos stands de lojas com produtos destinados a bailarinos, praça de alimentação, secretaria do evento, área de convivência e ao final do Festival serão promovidos algumas festas para bailarinos. O Mercado da Dança que tem entrada franca e terá muitas surpresas durante os 11 dias de Festival.

De acordo com Janne Ruth, a proposta do Fendafor desde a primeira edição foi popularizar as artes cênicas do Ceará, colocando o estado na cena da dança nacional. “Hoje tudo isso foi alcançado, pois todos os estados do Brasil e muitos países do mundo já estiveram no nosso festival. Cada vez mais sendo fortalecido, inclusive, devido aos festivais online, pois aqueles que não conheciam de perto, passaram a conhecer a organização impecável dos festivais online”, disse a idealizadora do Festival Internacional de Dança de Fortaleza.




MOSTRA INTERNACIONAL DE DANÇA


Anne Jullieth e Alladson Barreto


Alguns convidados para a Mostra Internacional de Dança, de 23 a 25 de Junho e para a Mostra dos Campeões, dia 3 de julho, último dia do evento, já foram confirmados: Anne Jullieth, da Dance Alive Nacional Ballet, de Gainesville, Florida, e Alladson Barreto, da Kansas City Ballet, no Missouri, vem dos Estados Unidos apresentar o grand pás de deux de "Esmeralda" (balé clássico). 

Anne Jullieth começou a dançar aos 3 anos de idade. Ela foi treinada na Escola de Dança do Estado do Piauí Lenir Argento e Ballet Helly Batista e teve como professores principais Lorena Palha Dias e Helly Batista Junior. Em 2015 mudou-se para São Paulo para continuar sua formação na Especial Academia de Ballet, onde estava sob a orientação de Ana Maria Campos, Guivalde de Almeida, Guilherme Oliveira e Valdir Zeller. Ela foi selecionada para representar o Brasil na YAGP New York Finals em 2014 a 2017 e foi vencedora na pré-seleção na Argentina para o Prix de Lausanne 2017. Foi finalista do Concurso Internacional de Ballet de Moscou junho de 2017 e do Varna Ballet IBC em 2018 onde competiu com grandes bailarinos do mundo inteiro. Talentosa, seu primeiro contrato profissional foi aos 17 anos, em 2018, com a Cisne Negro Cia de Dança, na temporada de “O Quebra Nozes “. No início de 2019 foi contemplada com uma bolsa de estudos para a “ The Rock School” nos Estados Unidos. Hoje dança profissionalmente na companhia americana Dance Alive Nacional Ballet de Gainesville. 

Alladson Barreto teve sua formação clássica pela The Rock School em Philadelphia (EUA, 2018-2019) ganhando bolsa de estudos integral. Instruído por Bo Spasso, Stephanie Spasso, Justin Allen, Telmo Moreira, Natalya Ziegler, Jody Anderson, através da bolsa de mérito, em outubro de 2021 trabalhou com a bailarina Kathryn Morgan e desempenhou grandes papéis como solista e líder no New York City Ballet e Miami City Ballet. Dançaram juntos o Ballet “O Quebra-Nozes” para a companhia do Móbile Ballet (EUA) Iniciou sua carreira aos 16 anos e hoje, com 24 anos, possui bagagem muito abrangente como bailarino e artista. 



Cícero Gomes e Manuella Roçado


Outros dois convidados especiais na noite de estreia do Fendafor 2022 é Cicero Gomes e Manuella Roçado, ambos do Rio de Janeiro. Sempre presente no Festival, Cícero é o primeiro bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e Manuella Roçado também é contratada do TMRJ.

Dia 23 eles apresentarão o conjunto de repertório de "Paquita", com a participação especial de bailarinos cearenses de várias escolas de Fortaleza, entre elas, o Studio de dança Mainara Albuquerque, Ballet Mônica Luiza, Academia Tereza Passos, Conservatório de Dança, Ballet Lucymeire Aires, Academia Raquel Pinheiro, Academia Daniel Lessa, Escola de Dança Janne Ruth e Ballet Hugo Bianchi. 



Jeff Oliveira


O cearense Jeff Oliveira, que dançará um solo de Jazz chamado O homem que sou,  Jeff Oliveira, professor, coreógrafo e  bailarino da Cia Vera Passos, apresenta no dia da estreia do Fendafor o solo de Jazz "O homem que sou". Formado em Educação Física, iniciou seus estudos na área da dança no ano de 2010, com aulas de balé clássico, jazz e dança contemporânea. Como bailarino, recebeu diversas colocações e premiações especiais em festivais de dança por todo Brasil e participação em workshops e cursos de nomes importantes da dança no âmbito nacional e internacional. 



Pulsar Cia de Dança


Como dar significado ao ordinário na poesia do cotidiano? A Pulsar Cia. De Dança, de São Luís (Maranhão) é outra atração nacional do Fendafor em 2022. A companhia surgiu em 1998, da união de  bailarinos, todos amantes da dança e preocupados com o seu desenvolvimento profissional. A companhia maranhense apresenta o espetáculo “Estranhamente Comum"

Em um mundo de relações cada vez mais velozes, intempestivas e, ao mesmo tempo, frágeis e fugazes, o que realmente importa?  O cotidiano, os objetos que geralmente passam despercebidos, ganham novo significado para serem repensados no que é passado, no que é presente e no que é futuro. Um exercício de memória e sentimento. Direção geral: Abelardo Telles.




OUTROS CONVIDADOS


Beatriz Amaral, bailarina premiada da Ebateca Villas,  da Bahia, é outra convidada da Mostra Internacional de Dança durante os primeiros dias do Fendafor 2022, apresentando o solo contemporâneo "Evolução". Ela conquistou o primeiro lugar na categoria de repertório no Festival Internacional de Dança do CBDD de Fortaleza e foi tricampeã na categoria Contemporâneo Juvenil no Festival de Dança de Joinville (2018/ 2019/ 2021).

A Cia de Dança Janne Ruth apresentará "On Beat Dance School", do coreógrafo Denízio Júnior. O dançarino convidado Lucas Vaz, de Fortaleza, apresenta "Perpétuo". Lucas é dançarino, pesquisador, intérprete-criador e professor em danças urbanas e dança contemporânea. 



Celebração a Dança


No encerramento da Mostra Internacional de Dança do Fendafor, dia 25 de Junho, será apresentado o espetáculo "Celebração a Dança Brasil", com direção e concepção do professor e coreógrafo Victor Ciattei, do Rio de Janeiro, e participação dos bailarinos convidados Cícero Gomes (RJ), Manuela Roçado (RJ), Liana Vasconcelos (RJ), Raffael Lima (RJ), Ana Clara Barboza (SP) e Beatriz Amaral (BA). O espetáculo fala de amor, paixão e dança, passeando por diversas linguagens e estilos musicais, da dança contemporânea ao ballet clássico. 




MOSTRA DOS CAMPEÕES


No último dia do 22° Fendafor, 3 de julho, acontecerá a Mostra dos Campeões. Laura Ávila e Gleidson Vigne, da Companhia Stadttheater Giessen, da Alemanha, apresentarão o duo contemporâneo "On the way". Eles também mostram os solos "Evolução" e "Memórias".



SERVIÇO 

FENDAFOR 2022

Festival Internacional de Dança de Fortaleza

De 23 de junho a 3 de julho

Theatro José de Alencar

Informações: www.fendafor.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

Idomed Canindé realiza capacitação de profissionais da saúde sobre acolhimento e humanização do atendimento no SUS

  Os profissionais da saúde da atenção básica no município de Canindé, além dos profissionais que atuam na Central de Marcação do município e na Central de Abastecimento Farmacêutico, participaram de capacitação sobre acolhimento e humanização do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), na última semana. O evento aconteceu no auditório do  Instituto de Educação Médica Idomed Canindé em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Canindé e com o Ciclo Permanente de Educação Continuada da Faculdade Estácio de Canindé. Segundo o professor Dr. Orleâncio Gomes Ripardo de Azevedo, coordenador do programa de extensão do Idomed de Canindé, a capacitação é um importante passo para o fortalecimento dos trabalhos da rede pública de saúde. “Esse tipo de ação de aprimoramento que estamos proporcionando aos profissionais da saúde irá beneficiar todos, principalmente a população que utiliza os serviços de saúde pública”, explica. A diretora da unidade de Canindé, Iael Marinheiro, explica que