Pular para o conteúdo principal

Santander Universidades ajuda a pagar a faculdade de 1,5 mil estudantes

 

 

§ A bolsa Superamos Juntos vai oferecer 1,5 mil bolsas de R$ 4 mil para pagar mensalidades e dívidas de universitários de instituições conveniadas;

 

§ Os participantes receberão R$ 3,7 mil para o para manutenção dos estudos e mais R$ 300 como ajuda de custo para compra de livros e materiais; investimento total ultrapassa os R$ 6 milhões

 

§ As inscrições ficarão abertas até 13 de setembro em https://app.becas-santander.com/pt/program/santander-superamos-juntos-2022

 

FORTALEZA - O Santander Universidades está com inscrições abertas para a bolsa Santander Superamos Juntos 2022, que vai auxiliar na manutenção dos estudos de 1.500 alunos de universidades particulares conveniadas ao Santander. O valor total da bolsa é de R$ 4 mil e beneficia o aluno de duas formas: cada contemplado receberá uma ajuda de custo de R$ 300, que pode ser usada na compra de livros e materiais ou para a compra de um pacote de internet, por exemplo. Em paralelo, a universidade em que o aluno está matriculado recebe um crédito de R$ 3,7 mil para quitar mensalidades e eventuais dívidas dos participantes.

 

Serão oferecidas 1.500 bolsas para estudantes de 226 universidades privadas em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. O Superamos Juntos chega como uma contramedida para alta evasão do ensino superior dos anos 2020 e 2021, os maiores índices de alunos do ensino superior privado no Brasil de toda a série histórica.

 

“Em um momento de evasão do ensino superior privado chegando a 36,6%, o Superamos Juntos busca trazer um alicerce para alunos que estão em vulnerabilidade social. Entendemos que estamos passando por um momento especial e que tanto os estudantes quanto as universidades necessitam desse apoio. O Santander Universidades quer contribuir para que os alunos não precisem abandonar os estudos. Faz parte da nossa missão combater essa evasão e engajar o universitário a progredir em sua carreira”, comenta Nicolás Vergara, superintendente executivo do Santander Universidades.

 

Os estudantes interessados devem se inscrever até o dia 13 de setembro pelo link https://app.becas-santander.com/pt/program/santander-superamos-juntos-2022 . Lá também é possível conferir a lista das faculdades participantes. A escolha dos contemplados será feita por meio de edital publicado pelas próprias universidades e levará em conta excelência acadêmica e situação de vulnerabilidade social.

 

Santander e seu apoio a Educação Superior

O Santander Universidades já impactou a vida de mais de 790 mil estudantes, profissionais e empreendedores por meio de programas gratuitos, muitos deles realizados em parcerias com as 1.200 universidades de 22 países que estão presentes. Ao longo de 25 anos de atuação, este sólido compromisso com a educação superior destinou mais de € 2 bilhões a iniciativas acadêmicas, que viabilizaram a oferta de mais de 790 mil bolsas de estudo. A cada ano, o Santander Universidades investe em educação mais de R$ 40 milhões e, apenas em 2021, 33 mil bolsas foram destinadas para estudantes de todo o Brasil e para 2022 a proposta é entregar mais de 35 mil bolsas de estudo. Essa atuação levou o Santander a ser reconhecido como a empresa que mais investe em educação no mundo, de acordo com o Informe Varkey / UNESCO / Fortune 500 de 2018.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

Idomed Canindé realiza capacitação de profissionais da saúde sobre acolhimento e humanização do atendimento no SUS

  Os profissionais da saúde da atenção básica no município de Canindé, além dos profissionais que atuam na Central de Marcação do município e na Central de Abastecimento Farmacêutico, participaram de capacitação sobre acolhimento e humanização do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), na última semana. O evento aconteceu no auditório do  Instituto de Educação Médica Idomed Canindé em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Canindé e com o Ciclo Permanente de Educação Continuada da Faculdade Estácio de Canindé. Segundo o professor Dr. Orleâncio Gomes Ripardo de Azevedo, coordenador do programa de extensão do Idomed de Canindé, a capacitação é um importante passo para o fortalecimento dos trabalhos da rede pública de saúde. “Esse tipo de ação de aprimoramento que estamos proporcionando aos profissionais da saúde irá beneficiar todos, principalmente a população que utiliza os serviços de saúde pública”, explica. A diretora da unidade de Canindé, Iael Marinheiro, explica que