Pular para o conteúdo principal

Associação Caatinga promove o 33° Vem Passarinhar no início de agosto




O evento tem o objetivo de fortalecer a Reserva Natural Serra das Almas, em Crateús (CE), como um importante ponto de observação de aves no roteiro nacional


Entre os dias 5 e 7 de agosto, acontecerá o 33° Vem Passarinhar CE, evento que estimula a observação de aves, prática conhecida mundialmente como birdwatching (observação de pássaros). A ação faz parte do projeto No Clima da Caatinga (NCC), iniciativa da Associação Caatinga (AC) com patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.


O evento será realizado na Reserva Natural Serra das Almas (RNSA), unidade de conservação gerida pela AC desde 2000, e contará com caminhadas pelas trilhas da reserva para observação e registros fotográficos de aves. 

A Serra das Almas foi escolhida para receber o evento por ser um local de biodiversidade conservada e protegida. Com 6285 hectares de extensão, a área é a maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) do Ceará e está localizada entre os municípios de Crateús (CE) e Buriti dos Montes (PI).


Além disso, a RNSA é abrigo para aquilo que mais interessa aos observadores de aves: uma fauna diversa e conservada. A área protegida pela equipe do No Clima da Caatinga abriga mais de 230 espécies de aves, muitas dessas ameaçadas de extinção e/ou endêmicas, ou seja, que só existem no bioma Caatinga. 


A 33° edição do Vem Passarinhar CE é fechada para convidados e irão participar observadores de aves da região, pesquisadores, ornitólogos, jornalistas, guias e outros profissionais. Para o público externo que tenha interesse, é possível participar de um sorteio de uma vaga para o evento. As instruções de participação do sorteio estão no instagram da Associação Caatinga (@acaatinga https://www.instagram.com/acaatinga/?hl=pt-br ) e do No Clima da Caatinga (@noclimadacaatinga https://www.instagram.com/noclimadacaatinga/?hl=pt-br ).


Samuel Portela, coordenador técnico do No Clima da Caatinga, explica que um dos objetivos da iniciativa é “incluir, cada vez mais, a Reserva Natural Serra das Almas nos roteiros dos observadores de pássaros do meio nacional e internacional, além de apresentar esse paraíso da conservação para quem ainda não o conhece”.


A Associação Caatinga faz parte do Grupo de Assessoramento Técnico do Plano Ação Nacional para Conservação das Aves da Caatinga (PAN Aves da Caatinga) e uma de suas metas como articuladora é promover ações de educação ambiental e campanhas de combate à caça e ao tráfico destas aves. A Reserva Natural Serra das Almas possui, inclusive, um guia sobre as aves da região. O material pode ser adquirido por meio do site da instituição. (https://www.acaatinga.org.br/produto/guia-de-aves-rnsa/).


A RNSA dispõe de guias e está aberta para visitação todos os dias da semana. O agendamento da visita deve ser realizado com pelo menos quatro dias de antecedência, através do telefone (88) 3691.8671 ou e-mail:  caatinga@acaatinga.org.br.


Vem Passarinhar

O Vem Passarinhar foi criado pelo Observatório de Aves – Instituto Butantan, em 2014. O objetivo da iniciativa é promover a conexão das pessoas com a natureza e, ao mesmo tempo, envolvê-las no monitoramento das aves dentro do conceito de ciência cidadã. “O Vem Passarinhar busca contribuir com a gestão de áreas protegidas por meio da sensibilização ambiental, sempre promovendo discussões sobre caça, captura e tráfico de aves, além de proporcionar aos participantes um contato maior com a natureza”, destaca Cecília Licarião, coordenadora do Vem Passarinhar CE. 


Reserva Natural Serra das Almas

A Reserva Natural Serra das Almas é a maior RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural) do Ceará e resguarda quatro nascentes, sete trilhas ecológicas, exposições e réplicas de animais em tamanho real. O espaço também oferece alojamento com refeitório, dormitório e loja física para os visitantes. Além disso, o local é reconhecido pela Unesco como Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Caatinga por abrigar uma representativa área de Caatinga preservada e pela interação com as comunidades rurais do seu entorno.


A Serra das Almas também contribui significativamente com a biodiversidade da Caatinga, pois evita o escoamento de 1,5 bilhão de litros de água e estoca quase 600 mil toneladas de carbono, além de sequestrar, anualmente, mais de 23 mil toneladas de carbono da atmosfera.


Projeto No Clima da Caatinga

O Projeto No Clima da Caatinga tem patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, e atualmente está na quarta fase. Trata-se de um projeto inovador que alia ações de conservação e de desenvolvimento local sustentável, mobilizando a população local em defesa da Caatinga e gerando alternativas de geração de renda para a população do semiárido. O projeto, que surgiu em 2011, gera resultados e impactos importantes na melhoria da qualidade de vida do sertanejo, na conservação da Caatinga e na diminuição de efeitos potencializadores do aquecimento global.


Sobre a Associação Caatinga

A Associação Caatinga é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, cuja missão é promover a conservação das terras, florestas e águas da Caatinga para garantir a permanência de todas as suas formas de vida. Desde 1998, atua na proteção da Caatinga e no fomento ao desenvolvimento local sustentável, incrementando a resiliência de comunidades rurais à semiaridez e aos efeitos do aquecimento global.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ajudem a jornalista Marina Alves- TV Verdes Mares

 Oi, gente! Boa noite! Os últimos dias de tratamento foram bem difíceis, por isso fiquei mais ausente por aqui. Agora, começo a recuperar um pouco as forças com a ajuda de transfusões de hemácias e plaquetas. No sentido mais literal que existe, doações que estão salvando a minha vida. Por isso, gostaria de pedir a quem quiser/puder, que me ajude e, consequentemente, ajude outras pessoas com o simples gesto de doar. Pra isso, é só chegar no Fujsan e dizer que quer doar hemácias e plaquetas pra Marina Alves Bezerra. Me disseram que precisa só do nome mesmo, mas se perguntarem mais alguma coisa, lá vai: Nasc 11/04/1989 / CPF: 037.610.203-92 / Inertada no setor de oncologia do Hospital da Unimed. Soube que plaquetas só podem ser doadas por homens, com veias calibrosas. Mas hemácias é uma doação de sangue “normal”. Outra coisa. Soube hoje pelo médico que me acompanha, que além do tratamento de quimioterapia já iniciado, vou precisar de um transplante de medula. Como não tenho irmãos, as cha

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

Idomed Canindé realiza capacitação de profissionais da saúde sobre acolhimento e humanização do atendimento no SUS

  Os profissionais da saúde da atenção básica no município de Canindé, além dos profissionais que atuam na Central de Marcação do município e na Central de Abastecimento Farmacêutico, participaram de capacitação sobre acolhimento e humanização do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), na última semana. O evento aconteceu no auditório do  Instituto de Educação Médica Idomed Canindé em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Canindé e com o Ciclo Permanente de Educação Continuada da Faculdade Estácio de Canindé. Segundo o professor Dr. Orleâncio Gomes Ripardo de Azevedo, coordenador do programa de extensão do Idomed de Canindé, a capacitação é um importante passo para o fortalecimento dos trabalhos da rede pública de saúde. “Esse tipo de ação de aprimoramento que estamos proporcionando aos profissionais da saúde irá beneficiar todos, principalmente a população que utiliza os serviços de saúde pública”, explica. A diretora da unidade de Canindé, Iael Marinheiro, explica que