Pular para o conteúdo principal

Às vésperas de possível extradição, Lula pede liberdade de Assange Nesta segunda-feira, tribunal britânico decide futuro do jornalista

  O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a pedir neste domingo (19) a libertação do jornalista Julian Assange, preso no Reino Unido e acusado de espionagem pelos Estados Unidos da América (EUA). O fundador do  site  WikiLeaks aguarda a decisão do Supremo Tribunal de Londres nesta segunda-feira (20) que pode extraditá-lo para os EUA. Lula afirmou que o jornalista deveria ter sido premiado por revelar "segredos dos poderosos" ao invés de estar preso: "espero que a perseguição contra Assange termine e ele volte a ter a liberdade que merece o mais rápido possível." Acusação Assange enfrenta 18 acusações baseadas na Lei de Espionagem dos EUA. Se condenado, pode pegar até 175 anos de prisão. Ele é acusado por ter revelado 250 mil documentos militares e diplomáticos confidenciais que revelaram crimes de guerra e abusos de direitos humanos ocorridos nas guerras do Afeganistão e do Iraque. As autoridades estadunidenses querem condenar Assange argumentando que suas açõ

Indulto Natalino: garantia constitucional, mas não tem efeito imediato

 O presidente Lula concedeu na quarta-feira (22) o indulto natalino às pessoas presas condenadas de baixa gravidade e determinados requisitos.  Ao dispor sobre os critérios específicos para a concessão do indulto, o decreto.

considera fatores como o tempo de cumprimento da pena, a idade da pessoa condenada, a existência de doenças graves neles ou seus descendentes, entre outros aspectos humanitários. Além disso, estabelece para a Secretaria Nacional de Políticas Penais o controle do quadro estatístico, com as informações sobre a quantidade de pessoas favorecidas.

Como não tem efeito imediato, defensores e defensoras farão a análise processual para solicitar ao Poder Judiciário o indulto dos internos e internas do sistema prisional que atenderem aos critérios estabelecidos.

A defensora pública  Nelie Aline Marinho, supervisora do Núcleo de Execução Penal (Nudep) da Defensoria Pública do Estado do Ceará, atua dentro das unidades prisionais da Região Metropolitana de Fortaleza e lembra que o indulto não tem efeito automático. Após a publicação, é preciso que os defensores públicos acionem a Justiça, que irá avaliar se o caso se enquadra nos critérios definidos no decreto.

“É preciso compreender que o Decreto abrange pessoas condenadas anteriormente à data e visa atingir os crimes praticados sem violência ou grave ameaça à pessoa e em condições específicas como idade avançada ou acometidas por doenças crônicas e graves, além de terem cumprido parte da pena. Vamos analisar cada critério e solicitar aos juízes da Varas de Execução Penal a liberação destas pessoas que passam a ser perdoadas pelo presidente por suas condutas anteriores”, explica que assim que retornar do recesso judiciário, este trabalho será iniciado.

Segundo a defensora, um dos destaques da medida foi incluir as pessoas que estão vulneráveis economicamente. “Os termos do decreto preveem ainda o perdão a multas impostas por condenação judicial de até R$ 20 mil. Assim, beneficia pessoas com dificuldades econômicas de retomar sua vida após o cárcere, porque a multa da pena de prisão só é cobrada após a saída da prisão e até que esteja paga a pena não pode ser considerada cumprida”, explica.

O indulto natalino é um perdão de pena, está previsto na Constituição e os critérios variam conforme o decreto presidencial. Ele costuma ser concedido todos os anos em período próximo ao Natal e a liberação destas pessoas oxigena o sistema penitenciário. “Esse decreto é um passo importante para enfrentar um dos maiores empecilhos para o sistema prisional que é a superpopulação. As pessoas precisam compreender que o benefício é estendido às pessoas condenadas, com critérios bem estabelecidos e que serão analisados caso a caso por juízes, defensores e promotores. Importante frisar isso para diminuir fake news e informações que trazem desserviço e sensação de insegurança às pessoas”. Segundo o Ministério da Justiça, a população carcerária brasileira é a 3ª maior do mundo (832 mil pessoas presas).

Importante frisar que o decreto não beneficia condenados por violações ao Estatuto da Criança e do Adolescente, racismo, crime hediondo, tortura, tráfico de drogas, estupro, latrocínio, fraudes em licitação e integrar organização criminosa e terrorismo, entre outros delitos.  Também não estão incluídos os condenados por crimes ambientais ou por crimes contra mulher, incluindo violações à Lei Maria da Penha, como violência doméstica, importunação sexual, violência política contra mulheres e descumprimento de medidas protetivas, nem os crimes contra a administração pública, contra a democracia, corrupção, peculato e mau uso de verbas públicas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CONVOCAÇÃO:

  A SOSERVI - Sociedade de Serviços Gerais Ltda, CNPJ 09.863.853/0010-12, Convoca o funcionário JONAS GADELHA FERNANDES , para comparecer à sede da empresa para resolver assunto de seu interesse. Prazo de 72hs. Endereço: Rua: Dr. Jose Lourenço  – 2530 – Joaquim  Távora

Nota de pesar

  A PRT-7 manifesta o mais profundo pesar pela morte dos servidores aposentados José Maciel da Silva e José Siqueira de Amorim. José Maciel da Silva faleceu em 22 de janeiro. Sua última lotação foi no Setor de Arquivo desta Procuradoria Regional do Trabalho. O servidor José Siqueira Amorim faleceu em 28 de fevereiro e encerrou a carreira na Secretaria da Coordenadoria de 2º Grau. Ao tempo em que se solidariza com os familiares e amigos, a PRT-7 reconhece a valorosa contribuição de ambos enquanto atuaram nesta instituição.