Pular para o conteúdo principal

FIFA anunciou o Brasil como sede da Copa do Mundo Feminina de 2027

  Créditos: FIFA O Brasil foi escolhido na madrugada desta sexta-feira (17) para receber a Copa do Mundo Feminina de 2027. No Queen Sirikit National Convention Center lotado, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, anunciou que o país vai sediar, pela primeira vez na história, o Mundial Feminino. O Brasil obteve 119 votos na eleição promovida no 74ª Congresso da Fifa. A candidatura tripla formada por Alemanha, Holanda e Bélgica conseguiu 78 votos. "Agradeço a confiança de todos que participaram do Congresso da Fifa pela escolha do Brasil para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2027. Vivemos hoje um dia histórico em Bangkok. Essa é uma vitória do futebol feminino mundial. Garanto a todos vocês que o Brasil fará a melhor Copa do Mundo Feminina da história", comemorou o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, principal responsável pelo sucesso da candidatura brasileira. A Copa do Mundo Feminina será realizada pela primeira vez na América do Sul. Antes, o Brasil organizou o Mundial

CCBNB: Abril para Leitura tem nesta quinta, 25/4, minicurso sobre construções poéticas, com Keila Rodrigues, e lançamento do livro "Avarias", de Glória Diógenes. Na terça, 30/4, tem Amara Moira e debate sobre literatura trans. Entrada franca

 CCBNB: Abril para Leitura tem nesta quinta, 25/4, minicurso sobre construções poéticas, com Keila Rodrigues, e lançamento do livro "Avarias", de Glória Diógenes. Na terça, 30/4, tem Amara Moira e debate sobre literatura trans. Entrada franca



O Abril para Leitura 2024, promovido pelo Centro Cultural do Banco do Nordeste Fortaleza (CCBNB), continua nesta semana e segue até o dia 30. Com curadoria da escritora e produtora cultural cearense Sara Síntique, a programação especial celebra a diversidade literária cearense com atividades que abrangem a pluralidade da nossa cena. As ações acontecem no CCBNB Fortaleza, na Rua Conde D´Eu, 560, Centro, com entrada franca, assim como toda a programação do centro cultural.


Nesta quinta-feira, 25/4, das 14h às 18h, acontece o minicurso interdisciplinar "Construções poéticas: entre o movimento e a palavra", com Keila Rodrigues, tendo como público-alvo mulheres (cis/trans).


“O corpo dá a medida e as dimensões do mundo”, afirma o poeta e romancista Paul Zumthor, logo “o texto poético significa o mundo”. O Flamenco, sinônimo de força, sensualidade, paixão e emoção à flor da pele, é uma das manifestações artísticas mais originais e profundas, que expressam a concepção do mundo e da vida. O poeta João Cabral de Melo Neto defendia que o poeta deve retratar a realidade em que se vive, por isso, para ele “[...] dançar flamenco é sempre um faz, nunca um fez”. 


Assim, o minicurso interdisciplinar ministrado por Keila Rodrigues propõe em seu fazer, entre o movimento e a palavra, um modo de pensar o corpo e de experienciar a leitura e a escrita a partir de exercícios atravessados pela dança em sua expressividade e cotidiano e por textos literários, bem como em interface com outras linguagens artísticas, como o audiovisual, o teatro e a música. Os procedimentos de construção poética objetivam promover um espaço de criação e de expressão subjetivas através do sentir em ação, do processo criativo e do dizer em movimento das participantes, buscando promover, ao final, reflexões sobre o corpo feminino, sobre presença, memória e corporeidade, além das possibilidades de diálogos com o próprio eu e das relações singulares e plurais. 


Também nesta quinta-feira, 25/4, às 19h, no CCBNB, acontece o lançamento do livro "Avarias", de Glória Diógenes, com mediação de Joice Nunes. Avarias" (editora Urutau, 2024) é a primeira obra publicada da escritora, professora (UFC) e pesquisadora Glória Diógenes. O livro é composto por 28 contos, com narrativas permeadas por "muitas marcas de força: muita água, travessias, ímpetos de cavalos selvagens", como descreve, no posfácio da obra, a escritora Tércia Montenegro.


Na terça-feira, 30/4, às 14h, o CCBNB recebe a escritora Amara Moira,  de São Paulo-SP, travesti, feminista, doutora em teoria e crítica literária pela Unicamp e militante dos direitos de prostitutas e pessoas LGBTQIAPN+. Das 14h às 17h Amara ministra a oficina "Textos Impossíveis", propondo a escrita literária como reescritura insistente de um eterno rascunho, com apropriações e deformações de toda espécie em busca do estilo próprio, da marca inconfundível. Também será trabalhado o olhar crítico, para que o escrever e o criticar estejam sempre em pé de igualdade: a mesmíssima obra por múltiplas perspectivas e as múltiplas perspectivas desmesmizando a obra. A proposta da oficina é usar a escrita como ferramenta de desidentificação. Como pensar a construção de corpos e subjetividades quando abolem-se os padrões que asseguram legibilidade? 

Amara Moira é travesti, feminista, doutora em teoria e crítica literária pela Unicamp e militante dos direitos de prostitutas e pessoas LGBTQIAPN+. Tem inúmeros artigos publicados sobre gênero e literatura, com foco em releituras feministas do cânone e na presença LGBTQIAPN+, sobretudo T, na literatura brasileira. É autora, dentre outras obras, do livro autobiográfico “E se eu fosse puta” (2016, republicado em 2018 como: E se eu fosse puRa), do capítulo também autobiográfico "Destino Amargo", presente em Vidas Trans – A coragem de existir (2017), entre outros. Ministra palestras, cursos e oficinas em instituições como MASP, MAM-RJ, Casa das Rosas, além de inúmeros SESCs e universidades do país. Atualmente reside em São Paulo capital, é colunista da Mídia Ninja e do BuzzFeed e professora de literatura no cursinho Descomplica. É também coordenadora de exposições e programação cultural no Museu da Diversidade Sexual.


Também na terça, às 19h, Amara apresenta a palestra "O mundo das palavras Trans", tratando da literatura brasileira escrita por pessoas trans. 



SERVIÇO:

Abril para Leitura 2024 - De 3 a 30 de abril, no Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza - CCBNB. Entrada franca em todas as atividades. Rua Conde D'eu 560, Fortaleza, CE. Mais informações: (85) 3464-3108, redes sociais do CCBNB Fortaleza e do Banco do Nordeste Cultural.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Endereços dos cines pornôs gays no Centro de Fortaleza

 ENDEREÇO DOS CINES DE FORTALEZA (CE) ☆CINE ARENA RUA MAJOR FACUNDO 1181 ☆CINE AUTORAMA RUA MAJOR FACUNDO 1193 ☆CINE MAJESTICK RUA MAJOR FACUNDO 866 ☆CINE SECRET RUA METON DE ALENCAR 607 ☆CINE SEDUÇÃO  RUA FLORIANO PEIXOTO 1307 ☆CINE IRIS  RUA FLORIANO PEIXOTO 1206 CONTINUAÇÃO ☆CINE ENCONTRO RUA BARÃO DO RIO BRANCO 1697 ☆CINE HOUSE RUA MENTON DE ALENCAR 363 ☆CINE LOVE STAR RUA MAJOR FACUNDO 1322 ☆CINE VIP CLUBE RUA 24 DE MAIO 825 ☆CINE ECLIPSE RUA ASSUNÇÃO 387 ☆CINE ERÓTICO RUA ASSUNÇÃO 344 ☆CINE EROS RUA ASSUNÇÃO 340

CONVOCAÇÃO:

  A SOSERVI - Sociedade de Serviços Gerais Ltda, CNPJ 09.863.853/0010-12, Convoca o funcionário JONAS GADELHA FERNANDES , para comparecer à sede da empresa para resolver assunto de seu interesse. Prazo de 72hs. Endereço: Rua: Dr. Jose Lourenço  – 2530 – Joaquim  Távora

Nota de pesar

  A PRT-7 manifesta o mais profundo pesar pela morte dos servidores aposentados José Maciel da Silva e José Siqueira de Amorim. José Maciel da Silva faleceu em 22 de janeiro. Sua última lotação foi no Setor de Arquivo desta Procuradoria Regional do Trabalho. O servidor José Siqueira Amorim faleceu em 28 de fevereiro e encerrou a carreira na Secretaria da Coordenadoria de 2º Grau. Ao tempo em que se solidariza com os familiares e amigos, a PRT-7 reconhece a valorosa contribuição de ambos enquanto atuaram nesta instituição.