Pular para o conteúdo principal

Aeronave do cantor Waldonys cai no Cauípe

COTIDIANO
"O cantor Waldonys passou por um enorme susto na tarde deste sábado, 30. Como faz sempre que pode nos fins de semana, quando está de folga, resolveu sobrevoar a Região Metropolitana em seu monomotor. Na altura de Caucaia, a aeronave apresentou problemas. Waldonys, que tem como hobby pilotar, manobrou e conseguiu aliviar o impacto na lagoa do Cauípe.O cantor sofreu apenas arranhões em uma das mãos e não precisou ir até o hospital. O pai de Waldonys o levou do local até um sítio no Pecém. Ainda neste sábado, o sanfoneiro participará de show na Taíba.Em maio deste ano, Waldonys realizou pouso forçado na rodovia BR-304. Na ocasião, também houve pane na aeronave. O próprio cantor empurrou a aeronave até a área de acostamento para livrar o perigo de um acidente na estrada."

Do Blog Eliomar de Lima,com informações da TV Verdes Mares:"Foi uma situação muito crítica, muito delicada mas, graças a Deus, deu tudo certo", afirmou Waldonys, no fim desta tarde, em casa, após ter se submetido a exames de rotina após escapar de acidente com o monomotor. Ele disse que a aeronave registrou problemas logo aos 15 minutos de vôo. "Foi então que eu iniciei os procedimentos de emergência. Desviei das barracas e vi que a Barra do Cauipe era o único local pra jogar a aeronave", disse, mostrando a mão esquerda com curativo.

Fonte: Texto reproduzido do site do Jornal O Povo mais Blog Eliomar de LIma,com informações da TV Verdes Mares

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…