Pular para o conteúdo principal

PRF DETÉM INDIVÍDUO COM EQUIPAMENTOS DE CLONAGEM DE CARTÕES

POLÍCIA
"Policiais Rodoviários Federais, do posto de Maranguape, detiveram no Km 356 da BR 020, Huiriany Braz Rodrigues, 29 anos, por portar apetrechos de falsificação e clonagem de cartões de crédito.

O acusado foi abordado quando conduzia o veículo BMW/325I AV31, preto, de placas HXD-3003, e durante a abordagem, após revista na bagagem do condutor, foram localizados um leitor de cartão magnético, um cartão de memória para armazenamento de dados e diversos papéis contendo a numeração de cartões de várias pessoas, além de outros equipamentos destinados à falsificação e clonagem de cartões de crédito e de débito. Diante dessas evidências, o indivíduo admitiu que todo o material era de fato utilizado para tal fim.

Destaque-se que Huiriany afirmou que o maquinário apreendido com ele no momento da abordagem era utilizado, especialmente, em estabelecimentos comerciais como bares e restaurantes, para copiar os dados (numeração e senha) dos cartões."

Fonte:Texto reproduzido do Portal Ceará Agora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…