Pular para o conteúdo principal

Obra do Terminal Turístico de Irauçuba tem continuidade com emenda de Danilo Forte

O Governo Federal autorizou a liberação de R$ 453 mil para dar continuidade às obras do Terminal Turístico Rodoviário de Irauçuba. O recurso é proveniente de emenda apresentada pelo deputado Danilo Forte (DEM-CE) ao Orçamento Geral da União de 2017.
A rodoviária vai auxiliar na chegada de visitantes que querem usufruir do turismo local e das atividades culturais, “como a Festa do Padroeiro de São Luiz Gonzaga e o Aniversário da Cidade”, destaca Forte. “Ampliando e facilitando o acesso, cada vez mais turistas poderão conferir as belezas naturais e participar dos festejos, estimulando a economia com a geração de emprego e renda”, completa.
O prefeito de Irauçuba ressalta que o novo terminal também vai garantir mais conforto para a população. “As pessoas terão um local certo para poder pegar o ônibus, algo que hoje nós não temos. Embarque e desembarque serão realizados com mais segurança e comodidade. E o deputado Danilo tem acompanhado desde o início, ajudando o município a agilizar os processos em Brasília e a garantir recursos indispensáveis para a conclusão dos trabalhos”.
Na próxima fase da obra será realizada a construção de uma via de acesso interligando a BR-222 à rodoviária. Além de atender a carência de uma estrutura apropriada para a partida e chegada de ônibus intermunicipais e interestaduais, o terminal vai contar com box’s para a comercialização de artesanato, produtos da terra e itens gastronômicos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…