Pular para o conteúdo principal

Dia Mundial do Livro e do Direito Autoral: A Biblioteca Pública Espaço Estação realiza na próxima segunda-feira, 23/4, às 14h30, Debate sobre o Livro Didático

A Biblioteca Pública Estadual Espaço Estação, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), realiza no próximo dia 23/4, segunda-feira, às 14h30, um Debate sobre o livro didático, ferramenta usada no trabalho pedagógico, considerada de grande importância para o processo de aprendizagem no desenvolvimento como aluno.

A atividade contará com a presença de Regina Ribeiro, Editora Executiva das Edições Demócrito Rocha, Assis Almeida, Presidente da Câmara Cearense do Livro, João de Sousa Frota, Presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Livros do Ceará, e João Silas Falcão Soares, Presidente da Associação dos Escritores do Ceará. O debate será mediado pela Coordenadora da Política do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Ceará, Mileide Flores

Esta é uma ação comemorativa ao Dia Mundial do Livro e do Direito Autoral, em que a Biblioteca Pública do Estado Espaço Estação convida a comunidade para um momento de conhecimento sobre a história e a importância do livro didático no desenvolvimento cognitivo. Apoiam a iniciativa, a Fundação Demócrito Rocha, a Câmara Cearense do Livro, o Sindicato do Comércio Varejista de Livros do Ceará (SINDILIVROS/CE), a Associação de Distribuição de Livros etc. A atividade é gratuita. 

::Serviço:
Debate sobre o "Livro Didático no processo de aprendizagem"
atividade comemorativa ao Dia Mundial do Livro e Dia do Direito Autoral
Segunda-feira, 23/4, às 14h30, na Biblioteca Pública Espaço Estação
Gratuito. Aberto ao público.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…