Pular para o conteúdo principal

Cimento Apodi contribui para a elevação da escolaridade de mais de 70 pessoas em Quixeré/CE


O curso beneficia colaboradores e moradores de três comunidades no entorno da unidade de fábrica da Cimento Apodi em turmas de Ensino Fundamental e Médio

Ter a oportunidade de concluir os estudos é o sonho de muitos dos adultos que tiveram o processo de formação educacional interrompido. Fato que pode se dar por inúmeras razões como a dedicação a uma oportunidade de trabalho e à família ou mesmo questões financeiras. Por reconhecer esse cenário, a Cimento Apodi oferece aos seus colaboradores e à comunidade onde atua oportunidade de elevação do nível de escolaridade, ação do projeto “Construindo o Saber”. Por acreditar que o estudo é uma forma de emancipação humana, a companhia promove mais esta ação na área de responsabilidade socioambiental.

No último dia 16 de junho, a Cimento Apodi lançou duas turmas de Ensino Fundamental e uma de Ensino Médio que beneficiam mais de 70 pessoas. As aulas acontecem na Unidade de Fábrica da Cimento Apodi, em Quixeré.  A oportunidade visa garantir educação de qualidade e oportunidade de aprendizagem a partir de levantamento realizado em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), que apontou o número de pessoas das comunidades no entorno da fábrica com baixo nível de escolaridade. O levantamento foi realizado nas comunidades Bom Sucesso, Baixa do Félix e Serra do Vieira. 

O gerente da fábrica, Fábio Martins, destacou durante o lançamento que a Apodi acredita ser a educação um dos pilares essenciais para o desenvolvimento humano e para o pleno exercício da cidadania. “Por isso, investe na educação de seus trabalhadores e da comunidade em seu entorno, ampliando oportunidades e consequentemente, desenvolvendo a região”, destaca.

O SESI Ceará é o responsável pelas aulas e utiliza sua metodologia para Ensino de Jovens e Adultos (EJA), que reconhece osconhecimentos adquiridos ao longo da vida de cada aluno, intitulada “Reconhecimento de Saberes”. O curso tem o tempo estimado de seis meses, com certificação ao final. A identificação de competências e habilidades se dá por meio do preenchimento de instrumentos específicos, entrevistas, dinâmicas e avaliações. 

Sobre a Cimento Apodi:
Idealizada no ano de 2008, a Cimento Apodi é uma joint venture multinacional formada pelo Grupo Titan, produtor de cimento e materiais de construção, que tem mais de 110 anos de experiência na área industrial. Com sede na Grécia, o grupo tem participação societária da família Dias Branco. 

Presente de forma estratégica no Norte e Nordeste do país, a Cimento Apodi possui um parque industrial de 3.000ha de área em Quixeré, mesorregião do Vale do Jaguaribe, e uma moagem de processamento no Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Juntas, as duas unidades têm capacidade para produzir mais de dois milhões de toneladas de cimento ao ano. A Companhia conta ainda com três centrais de concreto, um laboratório de tecnologia de concreto e onze Centros de Distribuição posicionados de forma estratégica nas diferentes regiões do país para melhor atender seus clientes. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…