Mães abrem XIX Parada LGBTI do Ceará


O coletivo “Mães pela Diversidade” abrirá, neste domingo (24), na avenida Beira-Mar, a XIX Parada pela Diversidade Sexual do Ceará. O fato de, pela primeira vez, as famílias formarem a comissão de frente do evento é simbólico: levanta a discussão de como, com o apoio da família, os LGBTI+ ficam menos vulneráveis à LGBTfobia e outras violências.

“Vamos levar, com muito amor e alegria, um recado à sociedade e a todas as famílias: amem seus filhos incondicionalmente, a orientação sexual ou identidade de gênero não define o caráter de ninguém. As famílias devem ser  porto seguro e não trincheira de guerra”, diz a jornalista e coordenadora estadual do coletivo, Mara Beatriz.

Mara cita o caso da própria filha - expulsa por transfobia da escola onde estudava em 2017 - para ressaltar a importância do apoio familiar. “Há muitas pessoas trans, que, diferente da Lara, não têm quem lute por elas. Isso é muito triste e pode levar à depressão e até ao suicídio, sem falar na evasão escolar e consequente dificuldade no mercado de trabalho formal”, afirma, lembrando algumas das vulnerabilidades mais comuns.

SERVIÇO 
As “Mães pela Diversidade” convidam todos - LGBTI+, familiares e amigos - a se juntarem a elas nesse domingo, levando essa mensagem de amor e acolhimento.
Dia: Domingo (24/6)
Horário da concentração: 15h
Local: em frente à barraca do Joca (av. Beira-Mar, 3101)

Mais informações com a coordenação do coletivo pelo telefone: (85) 99999.0417

Nenhum comentário:

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.

Tecnologia do Blogger.