Pular para o conteúdo principal

Ataques em Fortaleza entram no 4º dia

A série de ataques a ônibus e prédios na Grande Fortaleza avança pelo quarto dia seguido. Agora, são 15 ônibus incendiados e 13 prédios atingidos desde sexta-feira, 27, até a madrugada desta segunda-feira, 30. Os ataques, segundo o secretário de Segurança Pública do Ceará, André Costa, são uma reação da facção Comando Vermelho à morte de três assaltantes de bancos na última quinta-feira, 26.

Em troca de tiros com a polícia, morreram Francinei Nobre da Silva (Gangão), José Silvio dos Santos Vieira (Silvério) e Adriano Martins da Silva (Macumbeiro). Eles respondiam na Justiça por mais de 30 assaltos a bancos e ataques a carros-fortes.
A polícia conseguiu prender três pessoas suspeitas pelos ataques. Oderson dos Anjos Oliveira, de 19 anos, foi preso na Sapiranga, onde começaram os ataques na sexta-feira, 27. Ele estava com tornozeleira eletrônica e fora do perímetro permitido. Gean Patrick Aguiar Lima, de 19 anos, foi preso na Vila Elery com um galão de gasolina. Já Pedro Henrique Mesquita de Sousa, 27 anos, foi preso no Cristo Redentor com uma escopeta.
De domingo, 29, para esta segunda-feira, foram incendiados ônibus nos bairros Bonsucesso e Passaré. Além disso, um posto da Secretaria da Fazenda (Sefaz) foi atacado na BR-222, em Caucaia.
Os 15 ônibus incendiados foram nos bairros Sapiranga, Conjunto Alvorada, Parque São José, Parque Dois Irmãos, Bela Vista, Bom Jardim, Passaré e Bonsucesso, em Fortaleza; e Parque Estrela, em Horizonte, na região metropolitana e Fortaleza.
Foram frustrados três incêndios a ônibus na Avenida Maestro Lisboa, na Lagoa Redonda; e nos bairros Álvaro Weyne e Jacarecanga. Nas ações, ninguém saiu ferido, mas o terror se espalhou na Grande Fortaleza. Os prédios que sofreram atentados foram uma agência da Caixa Econômica Federal da Avenida Francisco Sá; agência do Itaú, na Sapiranga; agência dos Correios da Avenida Francisco Sá; Secretaria Municipal de Segurança Cidadã, na Avenida dos Expedicionários; Secretaria Executiva Regional IV, na Avenida Silas Monguba; três unidades do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), no São Gerardo, Maraponga e Passaré; posto da Sefaz em Caucaia; Autarquia de Trânsito de Caucaia; Distrito Policial do bairro João XXII; Delegacia de Chorozinho; e loja de móveis no bairro Carlito Pamplona. Além disso uma viatura da Perícia Forense do Ceará foi incendiada no bairro Moura Brasil.
Depois de dois dias com frota reduzida, os ônibus de Fortaleza voltaram a circular nesta segunda, com segurança policial.
Fonte: Revista Istoé

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…