sexta-feira, 27 de julho de 2018

Hospital Regional da Unimed estimula doações de leite materno através de seu posto de coleta



A solidariedade entre mães pode ajudar a salvar muitas vidas de bebês prematuros ou com quadros de saúde graves que estão internados em UTIs neonatais

A primeira semana de agosto é considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a Semana Mundial do Aleitamento Materno, tema de fundamental importância para toda a sociedade. O leite materno é fonte importante para o desenvolvimento das crianças nos primeiros meses de vida, mas,  algumas mulheres possuem  dificuldade  para amamentar.

Com o intuito de ajudar essas mulheres, a Unimed Fortaleza dispõe do Posto de Coleta de Leite Humano no Hospital Regional Unimed (HRU), uma unidade  que conta com profissionais especializados para ajudar no processo de doação e também de aconselhamento clínico. Em parceria com o HRU, o Banco de Leite da Maternidade Escola Assis Chateaubriand (Meac) realiza a pasteurização do leite doado. Depois desse processo, o leite é destinado às mulheres que não podem amamentar seus bebês. Cerca de 30% de todo leite materno arrecadado pelo Hospital da Unimed vai para a Meac e o restante para os recém-nascidos internados no próprio hospital.

A jornalista Kellyanne Martins, 34, antes de ter sua filha, não sabia que a Unimed Fortaleza oferecia esse serviço. “Só soube que o HRU possuía um posto de coleta, quando tive minha filha. Foi super importante a ajuda dos profissionais de lá, pois, tive dificuldade com a pega e estímulo do leite. Além disso, eles me ensinaram na ordenha e me estimulavam demais a amamentar”, declara a mãe que teve sua filha prematura e ficou 39 dias  internada na UTI do Hospital.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doação de leite materno pode auxiliar na redução da mortalidade infantil, visto que o alimento tem papel fundamental no fortalecimento da imunidade e no fornecimento de nutrientes importantes para os bebês. Segundo a coordenadora do Eixo Materno Infantil do HRU, a enfermeira Francineide Medeiros, muitos bebês internados na UTI Neonatal são beneficiados com o leite doado. “Sabemos que o leite ideal para o recém-nascido é aquele proveniente da mãe, porém, mães de bebês internados muitas vezes não produzem a quantidade suficiente para suprir a necessidade de seu filho. Em virtude desta situação, os bancos de leite humano incentivam as mulheres que estão amamentando a doar leite para salvar a vida de bebês prematuros internados nas unidades neonatais dos hospitais”, explica Francineide.

Como doar?
A mulher pode doar leite materno quantas vezes puder e quiser, pois, quanto mais estimulada a mama, maior a produção. O único requisito para doar é que a mãe esteja sadia. Com isso, basta ir até o posto de coleta do HRU, situado no 6º andar do hospital, e realizar a doação que é feita com todo apoio e orientação de um profissional de enfermagem. O atendimento no Posto acontece no horário das 7h às 18h. Se preferir, a mãe também pode realizar a coleta em casa, armazenando o leite em um recipiente de vidro, com tampa de plástico, como os de maionese ou de café solúvel, previamente fervido por no mínimo 20 minutos. O leite coletado em casa deve ser armazenado por no máximo 12 horas na geladeira ou 15 dias no congelador. O Posto de Coleta envia um transporte para buscar o leite materno na casa da doadora.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.