Pular para o conteúdo principal

Inovação - Aplicativo amplia funcionalidade e segurança em condomínios com portarias virtuais



Um sistema simplificado, disponível em plataforma mobile (smartphones e tablets), permite a comunicação por todos os seus usuários, aprimorando a segurança dos usuários da portaria virtual. 

Trata-se do aplicativo Outkey, através do qual, por exemplo, os moradores têm o controle de acesso da garagem, permitindo entrada e saídas rápidas; acesso de visitantes e prestadores de serviços; em situações de risco, acionamento do alerta pânico silencioso; e videomonitoramento online de 24 horas, possibilitando uma comunicação direta com o usuário em qualquer situação. 

Atualmente, são mais de 4 mil usuários.

A inovação tecnológica funciona como um reforço ao monitoramento da portaria virtual, conforme explica o sócio diretor da Hiseg, Vinícius Santos. 

“Ele é específico para a portaria virtual, então, o morador recebe seus dispositivos de acesso. Para veículo é um controle e para o pedestre é entregue uma chave de acesso, chamado de tag, em forma de chaveiro – bastando encostar no leitor para abrir (o portão). O aplicativo funciona como um controle de acesso efetivo, pois o próprio morador faz o cadastro, e serve também como mensagem de texto, em que pode informar que está chegando em um táxi de determinada placa e modelo, em que o operador, quando chega esse veículo, monitora esse veículo através das câmeras, faz a confirmação e libera o acesso.” detalha.

Além disso, com relação à segurança, há o fornecimento de imagens para os usuários. 

O morador pode, de qualquer lugar, acessar seu condomínio através de seu dispositivo remoto – smartphone, tablet, enfim. 

“Ao chegar em casa, ele pode abrir as imagens e ver se está tudo ok, e tem o contato direto com os telefones fixos – que funcionam 24 horas, na central”, destaca Venícius.

O diretor aponta que tanto na portaria virtual como no aplicativo, a comunicação entre condomínio e central é contínua. 

“A Hiseg utiliza sempre link dedicado de fibra ótica – que não é internet convencional. Temos a internet principal e o link redundante, ou seja, dois links dedicados para que, havendo o rompimento de um, sempre tem a redundância”, explica Santos. 

“Em caso de alguma situação que consideramos absurda acontecendo, enviamos, sempre, um profissional nosso ao local – que pode ser um técnico, patrulheiro, policial ou, se necessário for, um porteiro físico para situações que fogem do nosso controle”, acrescentou.

Serviço:

Saiba mais: https://www.facebook.com/hisegtecnologia/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…