#audioinclui

sexta-feira, 22 de março de 2019

Empresários e Prefeitura de Maracanaú promovem amanhã encontro para debater problemas provocados pela Obra de Duplicação do 4º Anel Viário


Empresários e a Prefeitura de Maracanaú promovem encontro nesta sexta-feira, 22, para debater os transtornos provocados pelas obras de Duplicação do Anel Viário. O evento acontece, a partir das 11 horas, no Auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE Campus Maracanaú, na Avenida José Alencar, no Jereissati. Quarenta empresários de diversos setores, entidades como a Associação Empresarial de Indústrias – Aedi, o prefeito Firmo Camurça, o deputado federal Roberto Pessoa, além de secretários e técnicos do Município estarão no encontro. Representantes do órgão federal e estadual responsáveis pela obra, no caso o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – Dnit e Departamento Estadual de Rodovias – DER, também foram convidados para prestar esclarecimentos, apontar soluções e definir prazos. 

Transtornos – O secretário de Desenvolvimento Econômico de Maracanaú, Antônio Filho, explica que o encontro foi solicitado pelos empresários de Maracanaú. A Duplicação do Anel Viário, segundo o Secretário, está provocando aumento no custo do frete, reduzindo o fluxo de mercadorias e de consumidores em Maracanaú e impactando negativamente sobre as vendas de empresas de diversos setores. “Outra reclamação são os constantes engarrafamentos provocados ao longo dos trechos em obra no entorno do Município, que prejudica a qualidade de vida da população, gera atrasos de funcionários e afeta a distribuição dos produtos das empresas”, detalha Antônio Filho.

A Duplicação do 4º Anel Viário – As obras de Duplicação do Anel Viário se arrastam por cerca de nove anos, desde 2010, passando com vários atrasos de cronograma e inúmeras paralisações. O prazo inicial de término era no final de 2012. A obra foi iniciada pelo Governo Federal, através do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – Dnit. No entanto, ainda em 2011, por meio de convênio, o DNIT passou a responsabilidade de execução da obra para o Governo do Ceará, através do Departamento Estadual de Rodovias – DER. O DNIT transfere os recursos para o Estado executar a Duplicação do Anel Viário.

A Duplicação do 4° Anel Viário de Fortaleza liga a BR-020 a CE-040, passando por Eusébio, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape e Caucaia. O custo total da duplicação das vias, dos 32 km de extensão, está orçado em R$ 170 milhões.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.