Pular para o conteúdo principal

*Acomac Ceará Participa do Encontro de Redes Associativas, em Minas Gerais*


O Presidente da Associação de Comerciantes de Materiais de Construção do Ceará – Acomac Ce, Carlito Lira, embarcou hoje, 8,  para a cidade de Passa Quatro, em Minas Gerais, para participar da 27°edição do Encontro Nacional de Redes Associativas - ENARE, organizado pela Federação das Redes de Materiais de Construção - FEBRAMAT.

O evento tem como objetivo discutir temas ligados ao setor de materiais de construção e ao associativismo, oportunizar aprendizados e reciclagens aos empresários e colaboradores, além de ótimas oportunidades de negócios. O encontro acontecerá de 08 a 11 de maio, congregando 20 Redes de vários estados do Brasil, reunindo 600 lojas com um faturamento anual de 3,2 bilhões de reais. Carlito Lira, que também é presidente do Grupo ConstruTOP, filiado a FEBRAMAT, ressalta a importância do evento para o setor. “o congresso é fundamental para troca de experiências, geração de negócios com a cadeia fornecedora, além do fortalecimento das ações praticadas em conjunto, visando aumentar a competitividade das lojas em seus mercados de atuação”, afirma o presidente.

*Saiba mais:* A ENARE terá como anfitriões a Construai, que pela terceira vez receberá os enareanos no estado de Minas Gerais. O evento acontecerá de 08 a 11 de maio de 2019, no Mira Parque Hotel na cidade de Passa Quatro/MG.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…