Pular para o conteúdo principal

Humor na Praça recebe artista Aluísio Jr



Destaque em programas de humor nacional com seus diversos personagens, no RioMar Kennedy o artista apresenta a Jurity.

Todo dia é ideal para ser feliz, mas nas terças-feiras o riso é certo com a programação do Humor na Praça do RioMar Kennedy. Na edição desta semana, dia 14 de maio, Ciro Santos recebe no palco o humorista Aluísio Jr. e sua personagem Jurity. A apresentação égratuita e tem início às 19h30, na Praça de Eventos, Piso L3.

A personagem Jurity conta para o público seus causos e situações engraçadas da rotina das mães, com gestual e figurino excêntricos. O artista Aluísio Jr. já foi destaque em programas de televisão de rede nacional com seus diversos personagens, como a empregada Otília – a mais famosa do Ceará. 

Durante o mês de maio, o projeto Humor na Praça tem como tema “Os filhos da mãe” e a cada apresentação, Ciro Santos apresenta humoristas e seus personagens cheios de histórias divertidas, típicas da relação entre mães e filhos. A iniciativa do RioMar Kennedy é realizada semanalmente e promove um espaço de desenvolvimento do humor no cenário regional e nacional.

SERVIÇO
Aluísio Jr. é atração do RioMar Kennedy
Data: 14 de maio (terça-feira)
Horário: a partir das 19h30
Local: Praça de Eventos, Piso L3 - RioMar Kennedy (Av. Sargento Hermínio Sampaio, 3100)
Mais informações: (85) 3089.0909
Entrada Gratuita

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Obituário - Esposa do dono da Betânia morre vítima de Covid- 19

Faleceu agora a pouco, vítima da Covid-19, a Sra. Gladia Girão, esposa do empresário Luiz Girão, dono da Lacticínios Betânia.

Terreno na Dom Luís é bloqueado pela justiça

A 8ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza deferiu a favor da PH Empreendimentos, empresa do Sr. Paulo Henrique Martins, o pedido que proíbe a transferência e a alienação dos terrenos que formam o imóvel localizado na Avenida Dom Luís (entre as ruas Coronel Jucá e Professor Dias da Rocha) onde antes funcionava o Shopping Dom Luís. 
​Através de contrato com a Construtora Manhattan, o imóvel foi transferido e o pagamento, que deveria começar em 2014, não ocorreu. A Construtora também descumpriu diversas obrigações neste período. Embora a situação tenha rendido dissabores ao Sr. Paulo desde então, tentou-se buscar o bom senso da Construtora ao longo destes anos, sem sucesso. Em janeiro deste ano, foi iniciado o processo judicial cujo número é 0102164-08.2017.8.06.0001. 
Com a decisão da juíza Dra. Ana Kayrena da Silva Freitas, por meio do ofício 147/2017, o imóvel fica intransferível e inalienável como garantia de Justiça até que o processo seja julgado, haja vista que a Construtora, coligada…